Histórias, receitas e dicas sobre o brinde da virada do ano

Por que brindamos?  De onde vêm as tradições de comidas e bebidas para os festejos da virada de ano.

Uma teoria diz que o brinde vem da antiguidade, quanto o assassinato por envenenamento era muito utilizado. Para que não restasse dúvida quanto a sua intenção, em celebrações ou para selar acordos, os anfitriões chocavam suas taças com as dos convidados, fazendo com que os conteúdos se misturassem. Por isso também que, nesse momento, olha-se nos olhos da outra pessoa (e não para as taças), demonstrando confiança. A sommelier Regina Essenburg (Essen Vinhos) conta que Dionísio, deus do vinho, teria preconizado o brinde, com o “tim-tim” das taças, para que o prazer da degustação do vinho fosse completo estendendo o uso dos sentidos à audição, somando-se à visão, olfato, tato e paladar. O importante é que o brinde é sempre um gesto de paz e boa vontade.
Foto: Luciane Daux

O que não pode faltar na sua ceia
Espumante ou alguma bebida festiva: para brindar o ano novo
Uvas: para sorte e prosperidade
Damascos: para uma vida sexual intensa e feliz
Figos: para a boa saúde
Lentilhas, nozes, avelãs, castanhas e tâmaras: trazem fartura e riqueza
Romã e folha de louro: para trazerem dinheiro
Carne de porco: para “empurrar as coisas para frente”!
Água: para hidratar e manter seu bem-estar, evidentemente

Servindo espumante
Quanto espumante? Uma garrafa para cada 2 pessoas (para festas onde o espumante é a bebida principal), uma garrafa para 8 pessoas (se for apenas para um brinde).
Como gelar adequadamente? Primeiro na geladeira, depois transfira a garrafa para um balde com 1/4 de água e o restante com de gelo por 45 minutos (nunca no freezer). Temperatura ideal para servir: de 4ºC a 6ºC.
Onde servir? Em taças altas, chamadas flûte, pois mantêm melhor o perlage, ou as famosas bolinhas, conferindo mais frescor.

Foto: Luciane Daux
Ponche rosé
Clássico nas festas dos anos 60, o ponche está de volta. Anote a minha receitinha, que é bem simples e sempre agrada:
2 garrafas de espumante moscatel rosé
1 litro de suco de pêssego ou morango (pode ser de caixinha)
2 litros de água mineral com gás
1 quilo de fruta picada (combinando com o suco utilizado, pêssego ou morango)
Bastante gelo

1. Misture todos os ingredientes e sirva!
2. Nota: se preferir usar suco de morango, adicione duas colheres (sopa) de açúcar.

Kir Royale
4 partes de champagne brut
1 parte de licor de cassis

1. Em uma taça flûte (como a da foto), coloque primeiro o champagne brut bem gelado. Encoste a garrafa de licor na parede da taça e faça “escorrer” por ali o licor de cassis.
2. Se desejar, coloque uma fruta vermelha (cereja, morango, framboesa) dentro do drink, para decorar.
3. Pode-se substituir o champagne por espumante brut.

Comentários

Postagens mais visitadas