Gastronomia, culinária e outros interesses para os apaixonados
pelo prazer de cozinhar, comer bem e harmonizar.

Por Luciane Daux

sexta-feira, setembro 25, 2015

25/09/2015 - Namastê: cozinha indiana alegre e perfumada

por Luciane Daux 
Namaste significa “o Deus que habita em mim saúda o Deus que habita em ti”. Cozinhar, como gesto de amor, é uma forma de saudar as divindades que nos habitam e àqueles que queremos bem. A cultura indiana carrega fortemente essa expressão na sua mesa colorida, alegre, repleta de aromas e de respeito aos ingredientes. Muitos temperos perfumam a casa e dão sabor à comida, e começa aí a experiência que culmina em uma explosão de sensações.

Bombay Divulgação
Temperos
Curry, açafrão, gengibre, pimenta dedo-de-moça, canela em pau, cravo da Índia, anis estrelado, cardamomo, coentro fresco, manjericão e louro estão entre os temperos, especiarias e ervas mais utilizadas na cozinha indiana. O garam masala (foto) é um dos temperos que mais uso, e na sua composição estão coentro, pimenta do reino, gengibre, canela, cravo, cardamomo, noz moscada, pimenta calabresa e casca de laranja. Imagina que sabor!

Divulgação
Bindi – as mulheres indianas casadas usam o enfeite na testa como uma proteção para si e os maridos, simbolizando também o terceiro olho, o olho da sabedoria, o sexto sentido.

Tchai
É um tipo de chá indiano. Essa é a minha receita, as pode variar conforme o gosto individual: uma xícara (chá) de chá preto e outra de leite, ferventes. Coloco em um bule com um pau pequeno de canela, dois de cada: pedacinhos de gengibre, cravos da índia, cardamomos e uma colher (sopa) de açúcar demerara. Deixo em infusão por 15 minutos e está pronto. Delícia!

Divulgação
Cinema | A 100 passos de um sonho
Já havia recomendado aqui, mas é tão pertinente ao nosso tema que volto ao assunto. Duas horas de êxtase para quem gosta de cinema, gastronomia, romance, bucólicas paisagens da França e cultura indiana. Com humor e inteligência, o filme conta a saga do jovem chef indiano Hassan e sua família ao abrirem um restaurante étnico exatamente em frente ao de Madame Mallory, um clássico francês em busca da segunda estrela Michelin. Isso tudo acontecendo um pequeno vilarejo da França, com belíssima fotografia. Excelente direção, fotografia e produção.



Revista Gula
Ostradamus premiado
Mais uma vez o restaurante Ostradamus emplaca um prêmio nacional. Dessa vez, o amigo talentoso e empreendedor Jaime Barcelos divide o prêmio com os Sommeliers Eduardo Silva (eleito o melhor sommelier do Alentejo no Brasil) e Samuel Dias de Oliveira, e levou o reconhecimento de Melhor Adega do Brasil 2015, pela Revista Gula. A adega, um charme, foi construída pelo irmão de Jaime, Amauri Leôncio, abaixo do nível do mar, e abriga mais de 270 rótulos. Afinal, a harmonização com as famosas ostras depuradas  e estamos no melhor da safra delas - merece a escolha perfeita. Parabéns!

Blend Gourmet Hamburgueria

Tuany Silva
O Blend Gourmet Hamburgueria inaugurou no mês passado e a inspiração em pubs londrinos e hamburguerias parisienses resultou num projeto arquitetônico descolado e aconchegante, na Rua Arno Hoeschel. No cardápio, hambúrgueres selecionados e um mix especial de drinques. São seis sanduíches: salmão, linguiça Blumenau (foto), cordeiro, picanha, blend (seleção de carnes nobres) e vegetariano (feito com cogumelos e quinua).

Daniel Queiroz 
Chutney picante de frutas  - acompanhe o vídeo dessa receita no NDonline
4 colheres (sopa) de azeite de oliva
2 de cada: cebola roxz em tirinhas e dente de alho picado
4cm de gengibre picado
1 de cada:  flor de anis estrelado e pau de canela
3 cravos da índia
2 colheres (sopa) de pimenta dedo-de-moça sem sementes, picada
2 de cada: manga tomi descascadas e picadas maçã verdes sem casca picadas
4 fatias de abacaxi fresco picadas
½ xícara (chá) de damascos picados
150g de açúcar mascavo ou demerara
2 colheres (sopa) de cada mostarda Dijon e curry em pó
200ml de vinagre branco
1 xícara (chá) de uvas passas
Sal a gosto

1. Em uma panela de fundo grosso aqueça o azeite de oliva em fogo médio.
2. Junte a cebola e o gengibre e refogue até murcharem. Junte o alho, mexa até murchar.
3. Junte agora o anis estrelado, a canela em pau, o cravo da Índia e a pimenta dedo-de-moça e refogue por um minuto. Adicione agora a manga, a maçã verde, o abacaxi picados, o damasco picado, o açúcar mascavo ou demerara, a mostarda e o curry em pó. Quando o açúcar desmanchar, adicione o vinagre branco e mexa bem.
4. Deixe cozinhar por aproximadamente 30 minutos, mexendo bem e com cuidado para não pegar no fundo. Quando o chutney estiver cobrindo as costas da colher, junte as uvas passas, acerte o sal e desligue.
5. Deixe esfriar na panela e transfira para potes com tampa.
6. Mantenha na geladeira por 5 dias ou congele.
7. Se desejar, pode adicionar mais açúcar e pimenta.

Assista a VÍDEO-RECEITA de Chutney:


Luciane Daux
Arroz Pulau com Frutas Secas – adaptação da receita do chef Felipe Rameh
6 xícaras (chá) de arroz basmati cozido
4 colheres (sopa) bem cheias de manteiga clarificada
2 tiras de cada: casca de limão siciliano e casca de laranja
2 de cada: flores de aniz estrelado e dentes de alho com casca, amassados
2 cm de gengibre em fatias
6 cardamomos amassados
1 colher (sopa) de cada: sementes de coentro, sementes de cominho e garam masala
1 xícara (chá) de cada:  mix de castanha de caju, amêndoas e avelãs ou castanha do Pará e mix de damascos secos, figos secos, uvas passas brancas
6 colheres (sopa) de suco de limão siciliano
2 colheres (sopa) de folhas de coentro fresco picadas
Sal a gosto

1. Em uma frigideira grande, em fogo médio, derreta a manteiga. Junte as cascas de limão e laranja, os dentes de alho inteiros, o gengibre, os cardamomos, as sementes de coentro, as sementes de cominho, o aniz estrelado, e salteie até começar a perfumar.
2. Adicione o garam masala e as frutas secas picadas. Misture bem. Agora junte o arroz cozido, e mexa até que aqueça. Acerte o sal. Desligue, junte o suco de limão siciliano e as folhas de coentro.
3. Dica: lave bem o arroz (umas três vezes) antes de cozinhar. Cozinhe somente até deixa-lo al dente, para que não grude.

sexta-feira, setembro 18, 2015

18/09/2015 - Flores comestíveis: pratos lindos e saborosos

por Luciane Daux 

Flores sempre formam uma imagem agradável e alegre. Pois saiba que além de enfeitarem, algumas espécies são, também, comestíveis, têm um paladar bastante peculiar e guarnecem doces e salgados. As mais tradicionais são a capuchinha, o amor-perfeito, a calêndula e até a rosa. Quem não lembra das codornas ao molho de pétalas de rosa, do filme Como Água Para Chocolate?

Nova Cozinha de Estar: vídeo-receitas e dicas
A partir dessa semana a Cozinha de Estar ganha mais espaço e nova posição dentro do jornal impresso. No NDonline, teremos pequenos vídeos com receitas, curiosidades e dicas, aumentando as oportunidades de troca entre a coluna e leitores, além do email lucianedaux@hotmail.com. Assista o vídeo de estreia sobre a Pavlova Preguiçosa!  Ganhamos também um vizinho querido e bem-vindo, o jornalista e sommelier João Lombardo, que vai enriquecer ainda mais nossa leitura falando sobre vinhos.

Consul
Obra prima para gelar cerveja
A Consul acaba de lançar uma edição limitada da sua Cervejeira, cuja arte tem cores e formas que traduzem jovialidade, versatilidade e dinamismo foi desenvolvida por Stefane Pepeliascov, estudante de Design Gráfico do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. A cervejeira tem capacidade para armazenar até 75 latas de 350 ml e ainda comporta diferentes embalagens de cervejas, como garrafas e barris em níveis de resfriamento variam de 5° a -4° graus. À venda nas lojas Fast Shop e nas loja online da Consul.

Se você está achando uma extravagância isso de comer flores, vai se surpreender quando se der conta que elas estão no nosso dia-a-dia sem que percebamos. A alcaparra é o botão de uma flor. Também são flores o brócolis, a couve-flor e a alcachofra. E a flor de abobrinha italiana (foto), quando recheada com ricota e nozes, por exemplo, é um prato requintadíssimo. No entanto, é importante lembrar que só se usam as flores comestíveis cultivadas para este fim, pois as comercializadas em floriculturas normalmente têm agrotóxicos, altamente impróprios para consumo.

Dica: amor perfeito glaçado
Para fazer amor-perfeito glaçado, basta passá-lo em clara de ovo batida com um pouco de água, e polvilhá-lo com açúcar refinado. Uma delícia – e uma beleza para enfeitar tortas, sorvetes e docinhos em geral. Se o amor-perfeito tiver sido produzido sem agrotóxico, pode-se comê-lo glaçado. 

Daniel Queiroz
Pavlova preguiçosa de flores e frutas 
(para 8 pessoas)
Digo preguiçosa porque a verdadeira pavlova é montada sobre um suspiro gigante, crocante por fora e macio por dentro. Aqui vamos facilitar e usar suspiros prontos
1 pacote de suspiros de 100g (gosto da marca Pauli, mas há outras boas)
1 caixinha de morangos limpos
2 kiwis descascados e cortados em rodelas
Amoras, framboesas, mirtilos e polpa de maracujá a gosto
Flores comestíveis
500ml de creme de leite fresco bem gelado (da garrafinha)
3 colheres (sopa rasas) de açúcar
Sementes de ½ fava de baunilha ou 1 colher (chá) de essência de baunilha
1.       Coloque o creme de leite fresco bem gelado em uma batedeira e bata em velocidade média. Quando começar a encorpar, adicione as sementes de baunilha e o açúcar e bata até ponto de chantilly.
2.       Coloque os suspiros em uma travessa, deixando-os amontoados em camada dupla. Por cima coloque o chantilly às colheradas, displicentemente.
3.       Cubra com as frutas picadas a gosto e as flores comestíveis.
4.       Mantenha na geladeira até o momento de servir e só então adicione a polpa de maracujá.

Assista a vídeo-receita:


Luciane Daux
Anel de alcachofra
(para 8 pessoas)
6 corações de alcachofra grandes ou 8 médios (em conserva, bem escorridos)
4 ovos inteiros
 100ml de creme de leite fresco (nata)
100g de cada: queijo parmesão em pedaços e queijo emmenthal em pedaços
60g de farinha
1 cebola picada
2 colheres (sopa) de manteiga
1 maço de salsinha
Farinha de rosca o necessário
Sal a gosto
Ciboulette para decorar

1.       Refogue a cebola na manteiga até murchar (sem dourar). Junte os corações de alcachofra cortados em 4 partes e refogue rapidamente. Desligue e leve tudo ao liquidificador. Bata até obter um creme liso.
2.       Ainda no liquidificador, junte os ovos, a nata, o queijo parmesão e o ementhal, a farinha, salsinha e sal a gosto. Bata até ficar bem misturado.
3.       À parte, unte uma forma de furo com manteiga e passe farinha de rosca. Coloque a mistura na forma e leve ao forno médio (180oC) pré-aquecido EM BANHO MARIA por 45 minutos.

4.       Deixe descansar por 10 minutos e desenforme no prato de servir. Decore com as alcachofrinhas.

terça-feira, setembro 15, 2015

por Luciane Daux 
A expressão “arroz de festa” nasceu ainda no tempo do Império, quando o arroz doce, sobremesa trazida para o Brasil pelos portugueses, não podia faltar nas recepções da corte, e depois em todas as casas. Resumindo, é aquele que está presente em todas. A verdade é que quase todo mundo gosta muito de arroz. Para variar a sua apresentação, hoje ele vem em roupagem italiana e com praticidade.

Luciane Daux
Novo Nipô Sushi
Os amantes da cozinha japonesa já sabiam, mas eu só pude ir visitar o novo endereço na semana que passou. Ainda na SC 401 mas agora anexo ao Primavera Garden Center, as novas instalações são bem mais amplas e charmosas. O cardápio, cheio de pratos diferentes, é maravilhoso. Não deixe de provar o Baterá: sushi prensado, salmão batido, ovas de capelim e o surpreendente chantilly de wasabi.

Concurso gastronômico na Fenaostra: participe
A Festa Nacional da Ostra volta a acontecer neste mês, em Florianópolis. A Faculdade Estácio, em parceria com o programa Florianópolis Cidade Criativa Unesco da Gastronomia, vai trazer novamente o concurso de gastronomia para dentro da Fenaostra. Haverá a competição nas categorias acadêmica e profissional, realizadas nos dias 17 de setembro, na Unisul, e no dia 18 de setembro, no campus da Estácio na SC 401. Informações e inscrições através do site www.floripamanha.org.

Divulgação
10ª edição da Benefest 
No dia 27 de setembro, no Music Park Jurerê Internacional, acontecerá a 10ª Benefest. Neste ano com organização do Grupo All , muitos eventos musicais estão sendo preparados para animar a feijoada que é importante fonte de recursos para o Cedep, ligado ao Instituto Padre Vilson Groh, que atende crianças e adolescentes do bairro Monte Cristo.  Os ingressos custam R$ 70,00  e podem ser adquiridos na Blueticket e Cedep (9108-6944).

Camil
Torta de liquidificador de arroz
1 xícara e meia (chá) de leite
meia xícara (chá) de óleo
2 ovos
2 xícaras (chá) de arroz cozido
1 pitada de sal
meia xícara (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
150 g de presunto ralado no ralo grosso
150 g de queijo muçarela ralado no ralo grosso
orégano seco a gosto

Para polvilhar:
queijo parmesão ralado

Para untar e enfarinhar:
óleo
farinha de trigo

1.    Unte e enfarinhe uma assadeira retangular pequena (26 x 18 cm) e reserve.
2.    Preaqueça o forno em temperatura média (180°C).
3.    Coloque no liquidificador o leite, o óleo, os ovos, o arroz cozido e o sal e bata por 1 minuto ou até ficar homogêneo.
4.    Transfira para uma tigela, junte a farinha de trigo, o fermento e misture até ficar homogêneo.
5.    Coloque metade da mistura na assadeira reservada. Distribua o presunto, o queijo e o orégano sobre a massa.
6.    Cubra com o restante da massa, polvilhe o queijo parmesão e leve ao forno por 30 minutos ou até que, enfiando um palito, este saia seco. Sirva em seguida.
7. Rendimento: 6 porções. Fonte: Camil.

Bunge Brasil
Arancini à primavera
1 colher (sopa) de óleo de soja com canola 
¼ cebola picadinha 
½ abobrinha, sem miolo, ralada e bem picadinha 
½ cenoura, limpa, ralada e bem picadinha 
2 xícaras (chá) cheias de arroz cozido
2 ovos 
3 colheres (sopa) de farinha de trigo 
½ xícara (chá) de queijo parmesão ralado 
1 colher (sopa) de salsa picadinha (3 g)
Sal e orégano a gosto 
60 g de muçarela cortadas em 8 retângulos ou cubinhos
Ovos e farinha de pão para empanar
Óleo de soja com canola para fritar

Em uma frigideira, leve o óleo de soja com canola para aquecer. Junte a cebola e doure. Adicione a cenoura e a abobrinha, deixe fritar rapidamente, desligue o fogo e reserve.
Em uma tigela leve para misturar os legumes, o arroz, os ovos, a farinha de trigo, o queijo parmesão e a salsa, até que todos os ingredientes estejam bem unidos. Se necessário adicione um pouco mais de farinha de trigo e de sal.
Montagem: Divida a massa em oito porções e modele-as em forma de bolinhas. Coloque o pedaço de muçarela ao centro e feche a massa dando em seguida um formato achatado ou arredondado. Passe-os pelo ovo e em seguida pela farinha de pão
Em frigideira funda, revestida com teflon, leve um pouco de Óleo de soja com canola para aquecer. Acomode de 3 a 4 bolinhos e, em fogo médio-alto, frite-os de um lado e depois de outros até que dourem. Sirva-os quente.
 Fonte: Óleo de soja Soya/Bunge Brasil

sexta-feira, setembro 04, 2015

04/09/2015 - Setembro cheio de promessas

por Luciane Daux 
Setembro tem um poder quase oculto de animar as pessoas. Todo mundo festeja a chegada deste mês. Até músicas setembro ganhou! Essa empolgação me contagia também, pois quando digo “quase oculto” é porque vejo a promessa de dias ensolarados e mais quentes, de mais atividades ao ar livre e, na cozinha, de pratos mais leves, como aqueles que usam legumes. No nosso cardápio de hoje, abobrinha e berinjela!

Dançando na cozinha
September - Earth, Wind and Fire: “Ba de ya - say do you remember, dancing in september,  never was a cloudy day” (diga que se lembra, dançando em setembro, nunca houve um dia nublado)
Manhãs de setembro – Vanusa: “Eu quero sai, eu quero falar, eu quero ensinar o vizinho a cantar nas manhãs de setembro”
Sol de primavera  - Beto Guedes: “Quando entrar setembro e a boa nova andar nos campos quero ver brotar o perdão onde a gente plantou”

Fernando Wiladino
Saladas gourmet na Beira Mar
Um novo conceito de alimentação saudável, balanceada e com baixa caloria, com um cardápio recheado de saladas autorais e alternativas bem diferentes das convencionais, é a proposta do Fresh Bowl Salads, que oferece também lanches a base de tapioca, acaí em várias versões, sucos naturais e serviço à la carte para o jantar. Inaugurado recentemente na Beira-mar Norte, o espaço, que fica na Altamiro Guimarães, oferece também opções aos vegetarianos, embora a ideia não seja seguir essa linha. 

Luciano Dias
Novos drinks do Guacamole
Setembro traz um novo cardápio para o Guacamole Cocina Mexicana.  Entre as novidades, estão as caipiras acompanhadas de bastoncitos, ou picolés, formando com as caipiras uma combinação inusitada de sabores. Uma seção especial no cardápio vai trazer exclusivamente 12 shots (foto), a maior parte deles com a bebida mais característica do México, a tequila. O Besito, a Banderita e o Gran Coronita Blue completam a coleção de drinks da casa.

Hamburgueria e Restô
Um restô bacana e descolado, mix de happy hour chic e hamburgueria, com inspirações em Londres e Paris. Assim nasceu há poucos dias o Blend Gourmet Hamburgueria. Serão seis sanduiches com carne e dois vegetarianos, além de aperitivos como o pastel de linguiça Blumenau, além de drinks, espumantes e vinhos nacionais e importados Fica na rua Arno Hoeschel, 279. 

Divulgação
Pastel tostado: menos gordura
Com a mesma massa e opções de sabores – inclusive os doces – o pastel vai para uma chapa fechada, no lugar de ser frito imergido em óleo, resultando em 43% menos gordura do que o tradicional. Essa é a novidade da 10 Pasteis. A massa tostada é leve e ressalta o sabor de qualquer recheio. Vale provar os sabores cremosos, como queijo e o de chocolate.



Bunge
Berinjela à milanesa 
1 vidro de molho de tomate temperado
Sal epimenta do reino a gosto
Farinha de trigo, ovos batidos e farinha de rosca o necessário para empanar
Azeite a gosto
120 g de queijo parmesão ralado
Folhas de sálvia a gosto
4 berinjelas médias em rodelas

1. Lave, enxugue e corte as berinjelas em rodelas. Tempere com sal e pimenta. Passe-as  na farinha de trigo, em seguida no ovo batido e depois na farinha de rosca.
2. À uma frigideira leve um pouco de azeite para aquecer. Aos poucos frite as berinjelas, reservando-as em um refratário. 
3. À parte, misture o molho de tomate temoerado com o queijo  parmesão.
4. Adicione o molho preparado às berinjelas. Sobreponha as berinjelas em camadas, montando pequenas torres. Leve para gratinar, em forno preaquecido, à temperatura de 180°C. Decore com as folhas de sálvia.
5. Dica: Esta mesma receita pode ser elaborada com abobrinhas.
6. Fonte:  Salsaretti  Gourmet Ricota/Bunge Brasil

Coqueiro
Abobrinha recheada com atum
1 lata de Atum em Pedaços Light escorrido
meia cebola pequena picada
1 tomate pequeno sem sementes picado
1 colher (sopa) de cada: azeitonas verdes picadas e queijo parmesão ralado
3 colheres (sopa) de creme de ricota light
meia colher (chá) de orégano seco
sal e pimenta do reino a gosto
2 colheres (sopa) de farinha de rosca
1 dente de alho picado
3 abobrinhas grandes

1. Em uma tigela coloque o atum,  a cebola, o tomate, as azeitonas, o creme de ricota, o orégano, o sal, a pimenta e misture até ficar homogêneo. Reserve. Em uma tigela pequena, coloque a farinha de rosca, o queijo ralado, o alho e misture. Reserve.
2. Corte as abobrinhas em pedaços com 3 dedos de largura. Retire o miolo, sem furar o fundo, formando copinhos. Coloque em uma panela, cubra com água fervente, tempere com sal e cozinhe por 2 minutos. Escorra e enxugue bem.
3. Preaqueça o forno em temperatura média (200oC). Forre uma assadeira média (33 x 23 cm) com papel alumínio e reserve.
4. Distribua a mistura de atum reservada preenchendo as abobrinhas e cubra com a farofa. Coloque as abobrinhas na assadeira e leve ao forno 10 minutos ou até dourar levemente. Sirva em seguida.
5. Rendimento: 9 unidades. Fonte: Atum Coqueiro.
Sinta-se à vontade para comentar os posts.
(faça seu comentário ao final de cada post, no símbolo da canetinha).

Obrigada pela visita!

Lu