Gastronomia, culinária e outros interesses para os apaixonados
pelo prazer de cozinhar, comer bem e harmonizar.

Por Luciane Daux

sexta-feira, julho 31, 2015

31/07/15 - Energia e detox para voltar à rotina das aulas

por Luciane Daux 
Último dia de julho. Hora de retomar a rotina e à “vida normal”, já que as férias de inverno, desculpa para muitos deliciosos e calóricos excessos, acabaram! Pratos ricos em fibras e nutrientes e até um suco detox vão dar um ânimo a mais para toda a família. Um visual caprichado na hora de montar a receita ajuda também!

Lumis! Divulgação
Clube do Zero para que faz alimentação restritiva
Para quem sofre de intolerância alimentar, uma boa opção é assinar o Clube do Zero, e receber mensalmente kits com doces, salgados, bolos, farinhas especiais, sucos, vitaminas e snacks de diversas marcas. Pode-se escolher entre diferentes opções de dietas (zero glúten, zero lactose, zero açúcar, zero glúten e zero lactose ou mix do zero). Todos os produtos são selecionados pela equipe da empresa e validados por um nutricionista. Para saber mais acesse www.clubedozero.com.br
  
Divulgação Brastemp
Para a hora do chá
Poder ter água fervente rapidinho e em qualquer lugar da casa vai te estimular a preparar chás para esses poucos dias de frio que ainda teremos. Para aquele momento de aconchego ou para começar bem o dia, a sugestão é o chá verde, que é um bom substituto do café, pois também contem cafeína. É também um bom desintoxicante. Experimente fazer uma infusão de uma pitada de chá verde com algumas folhas de erva-cidreira. A dica é da Chaleira Elétrica da Brastemp.

Receita Detox de Beterraba
Coloque no liquidificador o conteúdo de uma embalagem de beterraba pré-cozida, um centímetro de gengibre sem casca, e uma de cada: maçã, cenoura, laranja. Junte o suco de meio limão, um copo de água ou de leite de amêndoa. Reduza tudo a um líquido. Junte as sementes de chia. Coloque o mel, se necessário. Fonte: Vapza.

Camil
Salada de 7 cereais com peito de peru, abobrinha, tomate e salsão
3 colheres (sopa) de azeite
1 cebola pequena picada
1 xícara (chá) de 7 cereais
3 e 1/2 xícaras (chá) de água fervente
1/2 abobrinha tipo brasileira, cortada em rodelas bem finas e cada rodela cortada ao meio
1 tomate grande maduro e firme cortado em cubos pequenos
4 colheres (sopa) de salsão picado
¾ xícara (chá) de peito de peru cortado em cubos de cerca de 0,5 cm
1 colher (sopa) de suco de limão
1 e meia colher (sopa) de hortelã fresca picada
sal a gosto

1.       Numa panela média, aqueça 1 colher (sopa) de azeite e doure levemente a cebola. Junte o 7 Cereais, o sal e a água. Tampe a panela e cozinhe em fogo alto até a água retomar a fervura. Abaixe o fogo e cozinhe em fogo brando, com panela semitampada, por cerca de 35 minutos ou até a água secar. Reserve até esfriar.
2.       Em uma tigela junte a abobrinha, o tomate, o salsão e o peito de peru. Misture e tempere com o azeite restante, o suco de limão, a hortelã e sal a gosto.
3.       Dica: Para harmonizar, sirva com pão integral tostado, com um fio de azeite. Para as crianças, sirva o mesmo pão integral tostado, besuntado de cream cheese.
4.       Rendimento: 4 porções
5.       Fonte: Camil

Sanavita Divulgação
Hambúrguer caseiro com aveia
500g de carne moída (escolha carnes mais magras)
1 xícara de aveia em flocos ou farelo de aveia (fina)
1 gema
1 cebola picada
2 dentes de alho amassados ou pasta de alho
Temperos a gosto, salsinha e coentro
sal e pimenta do reino a gosto

1.       Em um recipiente coloque a carne moída e os demais ingredientes. Amasse até que fique uma massa homogênea. Monte os hambúrgueres e coloque para assar.
2.       Rendimento: 4 porções.



sexta-feira, julho 17, 2015

17/07/2015 - Pão italiano ao gosto dos brasileiros

por Luciane Daux 
O pão italiano caiu nas graças dos brasileiros. Esse tipo, o pane casareccio – ou pão caseiro – foi trazido pelos imigrantes no final do século XIX e, além de ser muito gostoso, mesmo se apenas molhado em azeite de oliva e saboreado com um bom vinho tinto, ganha ares contemporâneos quando utilizado como recipiente comestível para sopas e ensopados, o que combina muito com o inverno.

Lombardo Pão Italiano
Palavra do especialista
“A Itália produz mais de 250 tipos de pães, de norte a sul. Pão Italiano é o nome genérico do pão produzido no Brasil a partir de receitas camponesas ou caseiras trazidas do sul da Itália. As principais características são a utilização do trigo de grão duro e a fermentação natural, esta última que acrescenta um sutil toque de acidez ao gosto do pão. São pães de crosta e miolo firmes, ideais para preparar bruschetta e acompanhar antepastos, frios, queijos, fondue e massas em geral. Os formatos podem ser redondo (pagnotta) e alongado (filone).” – João Lombardo – jornalista e proprietário da Lombardo Pão Italiano

Divulgação
Maestro Gelato e Caffè  Italiano no Iguatemi 
Fica no piso L2 do Shopping Iguatemi a primeira gelateria e cafeteria 100% italiana de Florianópolis. Gelatos de frutas e de creme, entre eles avelãs, cerejas pretas e pistache, dividem o cardápio com cafés que trazem no DNA a marca italiana, com espressos e cappuccinos perfeitos.








Sanavita
Quentão termogênico
O chá de hibiscos, cheio de indicações terapêuticas, está na moda. Já imaginou preparar um quentão com ele, então? Sem álcool, saudável e estimulante do metabolismo! Para o quentão de hibiscos e pêssego, ferva por 20 minutos um litro de água com cravos da Índia e canela em pau à vontade, mais a casca de um abacaxi e duas colheres (sopa) de gengibre em rodelas. Desligue o fogo e acrescente sete colheres (sopa) de chá de hibiscos com pêssego. Coe e sirva ainda quente.  (Fonte: Sanavita)

Festival de sopas peruanas
Consegue imaginar um Ceviche Caliente? Pois é a estrela do Festival que vai durar todo o inverno no Sabor Peru. Preparado à mesa, é servido em um verdadeiro ritual, com os frutos do mar colocados em um bowl com uma pedra de rio aquecida a 290oC e então acrescenta-se o tradicional Leche de Tigre. Além dessa, outras opções estão no cardápio especial que é servido somente no jantar todos os dias, exceto às terças-feiras.

Bunge Brasil
Pão italiano aperitivo
1 pão médio italiano 
Recheio:
3 colheres (sopa) de margarina 
3 colheres (sopa) de cogumelos fatiados e picados 
2 colheres (sopa) cheias de azeitonas verdes e picadas 
2 colheres (chá) de alecrim seco picado 
3 colheres (chá) de orégano seco
5 colheres (sopa) de cebolinha verde picada 
1 ½ xícara (chá) de queijos muçarela ou provolone, em cubinhos 

1- Em uma vasilha, coloque e misture bem os ingredientes do recheio. Reserve.
2- Corte o pão nos sentidos horizontal e vertical (com cuidado para não atingir a base do pão) formando pequenos quadrados. 
3- Coloque o recheio nos espaços entre os quadrados o mais profundo possível, e leve para assar em forno preaquecido à temperatura de 180°C, até que o queijo derreta e sirva imediatamente.
4 – Varie esta receita adicionando tomatinho picado, salame picado, dentre outros ingredientes.
5 - Fonte Delícia Supreme/Bunge Brasil.

Abrasel
Cassoulet de Frutos do Mar 
250 g de feijão branco
1 unidade talo de salsão
Bouquet garni: 1 folha de alho poró, 1 ramo de tomilho, 1 folha de louro, 1 ramo de salsinha, amarrados
100 g de mexilhão (mariscos)
150 g de lulas
8 camarões médios
80 g de vôngoles (berbigão)
 80 g de manteiga
80 g de cebola picada
2 dentes de alho picado
150 ml de vinho branco
300 ml de creme de leite
100 g de molho de tomate
50 g de farinha de rosca
Salsinha e cebolinha verde
1 pão italiano

1. Cozinhe o feijão com o bouquet garni. Escorra a água quando o feijão estiver macio, porém com os grãos inteiros. Reserve. 
2. Refogue os frutos do mar, na manteiga, rapidamente, com alho e cebola picados. Acrescente vinho branco e deixe reduzir em 50%. Acrescente o molho de tomates, o creme de leite e polvilhe com farinha de rosca para engrossar o caldo. 
3. Corrija com sal e pimenta do reino. Polvilhe com cebolinha verde e decore com salsinha. 
4. Montagem do prato: Junte o feijão com os frutos do mar. Polvilhe com cebolinha verde e decore com salsinha. Coloque dentro do pão italiano.
5. Receita do Chef Beto Caron, do restaurante Santa Figueira (Ribeirão da Ilha).

sexta-feira, julho 10, 2015

10/07/2-15 - Dia da Pizza

por Luciane Daux 
Hoje se comemora o dia de uma das mais democráticas comidas: a pizza. Dizem que ela nasceu há mais de 6 mil anos, quando o homem misturou água a um cereal moído, como o trigo, arroz ou grão-de-bico, e assou sobre alguma pedra quente. Se os inventores foram os egípcios, gregos, fenícios, babilônios ou hebreus, não sei. Na antiguidade a massa era chamada de piscea e chegou à Itália na Idade Média, levada pelas Cruzadas. No final do século XIX o famoso pizzaiolo Esposito inventou uma pizza com as cores da bandeira da Itália recém unificada por Garibaldi: vermelho/tomates, branco/mussarela e verde/manjericão, e ofereceu aos reus Umberto I e Margherita de Savoia. A Rainha amou, e assim nasceu a Pizza Margherita, a mais tradicional das pizzas. 

Divulgação Pizzaria Basilico
No dia da Pizza a Basilico lança quatro sabores novos
A Pizzaria Basilico, eleita seis vezes a melhor pizza de Florianópolis pela Revista Comer&Beber da Veja, lança nesta sexta-feira, 10 de julho - Dia da Pizza, quatro novos sabores.A ideia é atender o pedido de muitos clientes da pizzaria, principalmente aqueles que são apaixonados por sabores agridoce. A nova pizza de Queijo Brie, por exemplo, leva aspargos e mel Santa Catarina. Os outros sabores tem ingredientes como brócolis, pimentão e alho-poró. A Basilico tem um laboratório de pesquisa que testa a preferência dos clientes. Baseada na experiência da rede de Pizzaria Braz de São Paulo, novos sabores ano a ano vão sendo incluídos no cardápio de acordo com as sugestões dos clientes da casa.

Divulgação
Queijo com Sotaque no Grand Hyatt
A mestre queijeira francesa Elisabeth Schober, da Queijo com Sotaque, instalada em Paulo Lopes/SC, é a nova parceira do Eau French Grill, restaurante francês do hotel Grand Hyatt São Paulo. Thierry Buffeteau, Chef Executivo do restaurante, afirma: “Queremos valorizar o que o Brasil tem de melhor em ingredientes de origem sustentável, inclusive produtos orgânicos e artesanais”, celebrando, em jantar realizado em parceria com Elisabeth, a adoção de novas práticas sustentáveis de aquisição de alimentos e bebidas.

Nugali
Chocolate: prazer e saúde juntos
Em 2014 o critério de compra prazer cresceu mais do que a demanda por aspectos saudáveis (3,1% contra menos de 2,5%, segundo IRI). Ou seja: há um interesse pelo consumo de alimentos saudáveis, desde que sejam saborosos. A empresa Nugali Chocolates, de Pomerode, sempre esteve antenada nessa tendência. Maitê Lang, diretora da Nugali, afirma que “o crescimento maior é por chocolates com teores elevados de cacau, pois são alimentos prazerosos que sabidamente proporcionam benefícios  à saúde”.

ExcelencePhotografy2
Codorna com carne de sol em Paris
O chef florianopolitano Eduardo Jacinto conquistou a França apostando em iguarias brasileiras.  O "Duo de codorna e carne de sol, mousseline de batata doce, com azeite de trufa branca" é um dos pratos mais apreciados no seu restaurante, o Le Pario, classificado como “ Bib Gourmard” pela edição francesa do Guia Michelin, que também selecionou Eduardo e sua equipe para assinar o coquetel no Estande do Guia Michelin na Feira do Livro de Paris. 

Bunge Brasil
Torta Pizza 
Massa:
¾ xícara (chá) de óleo de soja
3 colheres (sopa) de leite
1 ovo
400g de farinha de trigo
1 ½ colher (chá) de sal

Cobertura:
5 xícaras (chá) de queijo tipo mussarella ralado
2 tomates italianos, maduros, cortados em rodelas
1 porção de folhas frescas de cada: tomilho e manjericão
4 fatias de bacon, fritos, escorridos da gordura

1. Massa:  Em batedeira, com o batedor "gancho" e na velocidade média, leve os ingredientes da massa para bater por aproximadamente 3 a 5 minutos ou até obter uma massa macia. Em uma forma redonda e com fundo falso acomode a massa por todo o fundo e lateral. Fure a massa com a ponta de um garfo e leve para assar em forno, pré-aquecido, à temperatura de 180°C, por 10 minutos. 
2. Cobertura: Sobre a massa pré-assada polvilhe o queijo. Em seguida coloque as rodelas de tomate, as folhas de tomilho, manjericão e por último os pedacinhos de bacon frito.  Retorne ao forno, pré-aquecido, para assar por mais 20 minutos ou até que esteja dourada.  Varie usando outros queijos ou mesmo uma mistura de queijos.
3. Fonte: Bunge Brasil

Cia União
Pizza de banana com chocolate
Massa
4 e ½ xícaras (chá) de farinha de trigo 
½ xícara (chá) de cacau em pó 
2 colheres (sopa) de açúcar refinado
½ colher (sopa) de sal
1 e ½ xícara (chá) de água gelada 
1 colher (sopa) de óleo
½ sachê de fermento biológico seco

Cobertura
1 xícara (chá) de chocolate meio amargo
1 caixinha de creme de leite
3 xícaras (chá) de bananas brancas em rodelas 
açúcar refinado e canela em pó, para polvilhar

Para a massa: em um recipiente, coloque a farinha de trigo, o cacau em pó, o açúcar refinado  e o sal. Misture bem. Acrescente a água gelada, o óleo e o fermento, amasse e sove bem. Divida a massa em 2 partes iguais e modele bolas. Cubra com plástico filme e deixe descansar por cerca de 1 hora. Em seguida, abra as bolinhas em discos de 30 cm. Leve ao forno preaquecido (220ºC) por cerca de 10 minutos. Reserve.
Para a cobertura: em um recipiente, derreta o chocolate e misture bem com o creme de leite. Espalhe por cima da massa da pizza. Em seguida, disponha as bananas em rodelas e por último polvilhe o açúcar refinado e a canela em pó. Leve ao forno preaquecido (180ºC) por cerca de 5 minutos para dourar. Sirva em seguida.
Receitas elaboradas pela Cozinha Experimental União – www.ciauniao.com.br

sexta-feira, julho 03, 2015

03/07/2015 - Doce deleite


Não há quem não goste de doce de leite. Aquela cremosidade que envolve toda a sua boca, da primeira à última colherada. Sim, colherada, pois não dá para ser diferente. Lá em casa faço de maneira simples:  cozinho uma lata de leite condensado em água abundante por duas horas em panela comum - ou 40 minutos em panela de pressão, contando depois de começar a ferver. Mas cuidado: espere esfriar para abrir a lata. Uso para rechear bolos  e é o doce preferido da Luiza, minha filha. Para mim a melhor aplicação era no crepe do antigo Kaiskidum, com banana e queijo. Agora me contento em saciar a gula mergulhando bocados de maçã na lava dourada e ainda morninha. 

Divulgação
Villaggio Grando lança novos rótulos
A belíssima vinícola acaba de lançar novos vinhos:  Chardonnay 2014, Sauvignon Blanc, Merlot 2010 (foto), Malbec, Cabernet Sauvignon com Syrah (este, um lote limitado produzido no Chile) e o espumante rosé. Os rótulos, criados em conjunto por Felipe  Lazzarotto, da VG, e pelo escritório Dose Design, de Caçador, apresentam a fauna local e a própria vinícola. “O espumante Brut Rosé, escolhido como melhor espumante do Brasil, na Expovinis de 2013, está com qualidade na safra acima da média”, conta Guilherme Grando, diretor comercial da vinícola.

Paella na Bocaiuva
A paella, prato único de origem camponesa da região de Valencia, ganhou versões dentro da própria Espanha, sempre adaptadas aos produtos locais, Neste sábado 4/7, o trio Zulmar Accioli, PC D´ávila e Antonio Ferraro Jr vai preparar a paella de frutos do mar para o almoço do Emporium Jazz, usando peixe, camarões, lulas e mariscos junto ao arroz e ao tradicional açafrão.

Luiz Somensi
Chef Ricardo Caldas e o Dolce Vita no Canto da Lagoa
Depois da temporada de sucesso na Cachoeira do Bom Jesus, o chef Ricardo Caldas se muda, de panelas e fouets, para o Canto da Lagoa da Conceição, e abre a partir deste sábado. O novo ambiente, todo envidraçado e com vista à lagoa e mata nativa, usa o tom vermelho e a madeira de demolição para ficar ainda mais aconchegante. A cozinha segue na linha contemporânea, com muito sabor e beleza nos pratos, características  sempre presentes na gastronomia do autor. O novo Dolce Vita fica na Laurindo Januário da Silveira, 1233. Sucesso sempre, chef!

Feito em casa 
Uma receita de família que,  como conta a Karin Verzkickas no seu blog Posts Temperados, passa de sogra para nora, e agora para vocês, leitores da Cozinha de Estar. Ela conta: “Você vai precisar de uma boa panela, alta e larga, feita de alumínio ou ferro bem grosso. Antes de ligar o fogo - e essa parte é bem importante - coloque 4 litros de leite e 1 kg de açúcar e mexa muito bem. De 3 a 5 minutos, até que o açúcar esteja totalmente dissolvido. Esse é o segredo. Coloque o panelão em fogo baixo e deixe uma escumadeira de metal dentro dele para evitar que o leite suba e vaze no seu fogão. Esqueça-o por umas duas horas aproximadamente (sim, você leu direito, não precisa ficar mexendo o tempo todo como a Tia Anastácia fazia). Somente na última meia hora, peque uma colher de pau, daquelas com a base reta (tipo raspa-tudo) e mexa o doce lentamente, sempre tocando o fundo da panela. Essa mexida final é que vai dar um brilho ao doce e deixá-lo mais caramelado e homogêneo. Desligue o fogo e coloque o doce de leite num refratário transparente. Por fim, avise a turma que é preciso esperar esfriar para aproveitar ao máximo todo o sabor e consistência desse doce único. Nem sempre te obedecem, que o diga meu marido Róger Bitencourt para quem faço esse doce praticamente toda semana. Última dica: leiloe a panela porque raspá-la é para os privilegiados.”

Mousse de doce de leite
Aqueça 200g de doce de leite em banho Maria e mexa bem para que se torne cremoso. Deixe amornar e misture-o a 150g de nata batida em chantilly. Com cuidado, incorpore à mistura três claras em neve. Coloque em taças individuais e polvilhe com canela. Leve para gelar por 6 horas e delicie-se!

Nilo Neto
Petit Gateu de doce de leite com calda de frutas vermelhas
120g de doce de leite cozido
400g de manteiga sem sal
240g de açúcar refinado
220g de farinha de trigo
8 ovos inteiros
8 gemas
Forminhas de alumínio

1.       Com um pincel, unte bem as formas com manteiga e polvilhe farinha de trigo.
2.       Na batedeira, com o batedor para claras em neve, acrescente os ovos e as gemas e bata na velocidade máxima até que aumente o volume. Acrescente o açúcar e continue batendo.
3.       Coloque o doce de leite na panela e mexa até que desfaça todos os grumos. Acrescente a manteiga em pedaços e leve a panela em banho-maria e mexa até que a mistura fique lisa e homogênea. Reserve.
4.       Assim que os ovos e açúcar dobrarem de volume, baixe a velocidade da batedeira e acrescente com cuidado e num movimento continuo a mistura de doce de leite. Acrescente a farinha de trigo peneirada, uma colher de cada vez, dê uma batidinha na lateral da tigela da batedeira para desprender a farinha e desligue-a. Termine de incorporar a farinha com uma colher ou fouet, com cuidado.
5.       Distribua a massa entre as forminhas e leve ao forno por, no máximo, 6 minutos.

Ingredientes calda de frutas vermelhas
500g de morango
250g mirtilo congelado
500g de framboesa congelada
150g de açúcar
1 colher de chá de Bacardi
Casca de um limão

Modo de preparo

Em uma panela, misture bem a água e o açúcar até que o açúcar esteja bem dissolvido. Acrescente a casca do limão sem a parte branca. Ligue o fogo e deixe ferver até que a calda fique em ponto de fio. Evite mexer a calda para que ela não corra o risco de açucarar. Retire a casca do limão e acrescente o morango congelado e deixe ferver até ficar mole e com o interior quente. Abaixe o fogo e com a ajuda de uma escumadeira retire o morango da panela e bata no liquidificador até virar uma polpa. Volte a polpa para a panela e deixe ferver. Acrescente o mirtilho congelado e deixe ferver. Ele deve ficar mole e com o interior quente. Misture com cuidado. Acrescente a framboesa congelada e deixe ferver até ficar mole e com o interior quente. Misture com muito cuidado para que a fruta não se desfaça. Deixe esfriar e distribua entre os petits gateaux.
Receitas do Restaurante Madero.  
Sinta-se à vontade para comentar os posts.
(faça seu comentário ao final de cada post, no símbolo da canetinha).

Obrigada pela visita!

Lu