Gastronomia, culinária e outros interesses para os apaixonados
pelo prazer de cozinhar, comer bem e harmonizar.

Por Luciane Daux

domingo, agosto 03, 2014

VINHOS | Os vinhos do Líbano estão na moda

Por Irineu Guarnier Filho - As Boas Coisas da Vida

Chateau Ksara
A vitivinicultura libanesa tem mais de dois mil anos de história. Remonta ao tempo dos fenícios e romanos. O primeiro milagre de Cristo, a transformação da água em vinho nas bodas de Canaã, narrado no Novo Testamento, teria ocorrido em um local que hoje pertence ao Líbano.
No século XX, por conta das muitas guerras e conflitos que marcaram o país, a produção de vinhos andou meio esquecida - o que importava era plantar alimentos para sobreviver.
Nas últimas décadas, porém, isso começou a mudar. Com clima e solos adequados à vinha - além da ancestral tradição -, o Líbano retomou e reorganizou a sua vitivinicultura. E o Vale do Bekaa se transformou em uma das mais promissoras regiões vitivinícolas do Oriente Médio. Os melhores vinhedos estão a cerca de mil metros acima do nível do mar. O solo é predominantemente argilo-calcário, os verões são quentes, os invernos frios, e a temperatura média anda por volta dos 25 graus.
Chateau Kefraya
Os vinhos da região apresentam uma forte influência francesa, a começar pelas castas. Além da universal Cabernet Sauvignon, destacam-se cepas de origem francesa menos conhecidas por aqui, como Mourvèdre, Cinsault, Carignan e outras. Os rótulos mais conhecidos das maiores vinícolas libanesas - Château Kefraya, Château Ksara, Château Musar - são, em geral, cortes de várias uvas, estruturados e elegantes, ao estilo Velho Mundo, porém um pouco mais alcóolicos.
Chateau Kefraya
Vinhos que têm chamado a atenção dos conhecedores em degustações mundo afora. E que ainda podem ser adquiridos por preços bem razoáveis. Dois milênios após o primeiro milagre de Cristo, os vinhos do Líbano estão novamente na moda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para comentar os posts.
(faça seu comentário ao final de cada post, no símbolo da canetinha).

Obrigada pela visita!

Lu