Gastronomia, culinária e outros interesses para os apaixonados
pelo prazer de cozinhar, comer bem e harmonizar.

Por Luciane Daux

sexta-feira, abril 25, 2014

25/04/2014 - Feijão branco: suave e adocicado. Uma delícia!

por Luciane Daux
Na mesa do brasileiro, onde feijão não pode faltar, o branco pouco é lembrado. Aparece em saladas, na maior parte das vezes, enquanto nos países europeus é visto como ingrediente nobre. Feijoadinha de frutos do mar em Portugal, cassoulet na França, fasolatha na Grécia são alguns dos exemplos. Pensando em incrementar o cardápio desse outono, fui buscar receitas sedutoras já na leitura, quanto mais depois de prontas e acompanhadas, por que não, de um bom vinho.

Divulgação
Spazzio: friozinho que começa pede feijoada
Spazzio Jurerê Internacional oferece todo sábado, a partir das 12 horas, a tradicional feijoada do Jurê. Sob o comando do chef Executivo Luiz Viana, mais de 30 variedades (foto) compõem a apetitosa mesa, que fica ainda melhor sob o embalo de um samba de mesa, ao vivo. Mais informações: 3282.1597.

Brasil Sabor 2014
Aguardado todos os anos, o festival gastronômico Brasil Sabor, realizado pela Abrasel, já está em vias de começar a sua edição de 2104. O evento oferecerá, nos restaurantes participantes, pratos com valores diferenciados, permitindo aos que gostam da boa mesa apreciarem várias especialidades ao longo da promoção, que começa dia 1º e segue até 30 de maio.

Divulgação
Massas no Outback Steakhouse
O clima de meia estação chegou também no Outback, que incluiu no cardápio opções como a Steakhouse Pasta, um fetuccini com champignos, tomates, cortes de carne, refogados com vinho chardonnay e Black pepper. Há outras opções, inclusive vegetarianas.

©iStockphoto.com/Lampinh
Fasolatha grega
Essa receita é originária da Macedônia, Grécia, e é feita para esperar os dias frios.
500g de feijão branco
1 cebola picada
3 de cada, picados: dentes de alho, tomates sem pele e sem sementes, cenouras cortada em rodelas, talos de salsão
½  xícara (chá) de azeite de oliva
Sal, folhas de louro, pimenta do reino a gosto
2,5 litros de caldo de legumes

1.        Deixe o feijão branco de molho, de véspera.
2.        Em uma panela de fundo grosso, aqueça em fogo médio o azeite de oliva. Refogue ligeiramente a cebola e depois acrescente o alho, deixando murchar. Junte o salsão, cenoura, tomates e o feijão escorrido. Salgue.
3.        Deixe cozinhando, em fogo baixo e tampado, por uma hora e sirva com fatias de pão.

Luciane Daux

Bacalhau em “Cassoulet” 
O Chef Emmanuel Bassoleil fez uma releitura do tradicional cassoulet francês, porém trocando as carnes por bacalhau, numa mistura inusitada e deliciosa.
(para 4 pessoas)
4 postas de 140 g cada de lombo de bacalhau dessalgado

300 g de feijão branco deixado de molho na véspera
1 gomo de paio
100 g de bacon em cubos médios
1 colher de sopa de alho picado
100 g de cebola picada
4 tomates sem pele e semente cortado em cubos
azeite extra virgem
2 folhas de louro
1 bouquet de sálvia e tomilho
2 lt de caldo de frango
4 fatias de pão de forma torrados com azeite
salsa picada
sal e pimenta do reino a gosto

1. Refogar a cebola picada, o alho e o bacon no azeite.  Acrescentar o feijão branco, o bouquet de ervas, o louro e o gomo de paio inteiro. Colocar o caldo de frango. Cozinhar.
2. Em uma frigideira antiaderente coloque um fio de azeite e doure as postas de bacalhau. Reservar para finalizar o cozimento do bacalhau no feijão.  Quando o feijão estiver “al dente”, colocar as postas de bacalhau na panela de feijão, tampar e finalizar com o tomate.
3. Montagem: em um prato fundo coloque o feijão , a posta de bacalhau por cima polvilhe com a farinha de pão torrado com salsinha, decore com folha de sálvia e tomilho.

sexta-feira, abril 18, 2014

18/04/2014 - Alegria que se reflete em sabores: almoço de Páscoa

por Luciane Daux
Independente de crenças, a Páscoa é sempre uma oportunidade de reflexão, uma passagem de um estado atual para outro melhor. Por isso o domingo é um dia festivo, e a alegria se reflete à mesa do almoço, quando estamos em família. Por tradição, os frutos do mar são os preferidos para essa época. Então por que não mariscos com bottarga, o caviar brasileiro com certidão de nascimento catarinense? Se preferir o bacalhau, experimente essa receita facílima e rica em sabor e requinte. Feliz Páscoa!

Monica Correa
Artusi: alta gastronomia

Abre hoje ao público o Artusi.  Uma mescla de iguarias catarinenses com a alta gastronomia mundial é a proposta que conduzirá a cozinha do jovem chef Klaus Pahl, que vem de restaurantes como o D.O.M. (SP) e Osteria Francescana (Itália). 






Oficina de Cupcakes
No feriadão de Páscoa, que se estenderá até a 2a feira, dia 21, o Continente Park Shopping promove oficina gratuita de cupcakes, para crianças de três a 12 anos. Além de montar seu próprio cupcake, as crianças poderão levá-lo para casa.

Gilmar Gomes
212 medalhas no maior concurso de vinhos da América Latina
O enólogo Luciano Vian, presidente da ABE – Associação Brasileira de Enologia – bem definiu o VII Concurso Internacional de Vinhos do Brasil, chancelado pela OIV e UIOE, quando o descreveu como “a ONU do vinho”. Todos os continentes estiveram representados nas 709 amostras de 18 países, avaliadas por 66 avaliadores de onze nacionalidades diferentes, entre os quais eu, convidada pela ABE, que tive a honra participar e testemunhar a seriedade da organização. No total, 212 medalhas (88 de ouro e 124 de prata) foram concedidas, 60% das quais para vinhos brasileiros, entre eles as catarinenses Vinícola Hermann, Santa Augusta, Pericó e Suzin, com seu excepcional Merlot 2009.  O evento, que aconteceu de 8 a 11 de abril no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves/RS, organizado pela ABE e Inner Editora, foi sediado no Hotel&Spa do Vinho, empreendimento voltado ao enoturismo, e do mais alto nível – assim com o próprio concurso -, no alto de uma colina e cercado de vinhedos, numa das mais belas paisagens que já vi pelo Brasil afora.

Divulgação
Delivery de sobremesa
A Torta de Bombonzão é uma das apostas do site Encomenda Gourmet (www.encomendagourmet.com.br) para a Páscoa. A criação exclusiva da DaClau remete ao formato de um bombom, porém, com o tamanho de uma torta. O recheio é  de creme de chocolate, nozes e passas e a cobertura é de chocolate consistente e cremoso. Há outras opções de gourmandises no site, entre doces e salgados.


Murilo Mafra Filho
Confit de Bacalhau com batatas ao murro 
250g de bacalhau (lombo dessalgado)
150g de batatas
80g de tomates cereja
200 ml de azeite de oliva extra virgem
1 bouquet de ervas (alecrim, tomilho e louro)
2 dentes de alho

1. Leve o lombo de bacalhau ao forno regado com o azeite junto o bouquet de ervas por 40 minutos a temperatura de 80ºC.
2. Para as batatas ao murro, coloque em uma panela 2 litros de água e um pouco de sal e leve ao fogo alto por 30 minutos.
3. Para finalizar, coloque o lombo em um prato, de preferência fundo, amasse as batatas com leves murros, espalhe os tomates e regue o lombo do bacalhau com o próprio azeite usado no preparo. Rendimento: 01 porção individual. Tempo de preparo: 1h20min.
4. Receita do cardápio do restaurante Bate Ponto, de Santo Antonio de Lisboa.

Murilo Bristot
Marisco lambe lambe com Bottarga
1 kg de marisco limpos, (vamos usar o “meia casca”, mais fácil de ser encontrado)
2 colheres (sopa) de Azeite
1 colher (chá) de açafrão em pó
1 ova de 50 gramas de Bottarga Gold
3 dentes de alho picado
1 cebola média picada
2 xícaras (chá) de arroz
Quanto baste de cheiro verde, sal e pimenta do reino
1 caixinha de tomates cereja
4 xícaras (chá) de água fervente

1 - Refogue a cebola e o alho no azeite. Acrescente o arroz e refogue até que o sinta bem seco. Junte 4 xícaras de chá de água fervendo.
2 - Deixe a água ferver por cerca de 5 minutos. Tempere com sal, pimenta e o açafrão,  junte os mariscos e o cheiro verde. Deixe cozinhar até que o arroz esteja macio. Desligue o fogo e deixe descansar com a panela tampada por 5 minutos.
3 - Monte os pratos com os mariscos e os tomates cortados ao meio, salpique com as laminas de Bottarga Gold e cheiro verde, regue com azeite extra virgem e sirva.
4 – Agradecimento do Chef Kenzo Fco pela receita, que serve de 4 a 5 pessoas.


quinta-feira, abril 17, 2014

17 de abril, dia mundial do Malbec

Malbec: a uva que conquistou o mercado
De origem francesa, a uva ganhou espaço após ser cultivada na Argentina.

Originária da região de Bordeaux, na França, a uva fina tinta Malbec ganhou projeção após ser trazida para a América Latina e ser cultivada na Argentina. O sucesso vem de fatores geográficos, climáticos e geológicos extremamente positivos para o cultivo deste tipo de uva.
Divulgação
A principal característica de vinhos produzidos a partir da Malbec é sua tonalidade vermelha escura. O aroma é típico de frutas vermelhas maduras.  Os vinhos feitos a com a Malbec se popularizaram por serem sedosos e de acidez moderada, podendo ser apreciada mais de uma taça. O sabor destaca-se quando combinado com uma boa carne.

A uva tornou-se tão importante que o dia 17 de abril foi declarado como o Dia Mundial da Malbec. Para celebrar a data, todas as enotecas Decanter contam com uma seleção especial da casta franco-argentina. O Purple The Original Malbec 2011 (foto), da vinícola Château Lagrézette, o Finca La Linda Malbec 2012, da Luigi Bosca e o Familia Schroeder Malbec 2010, da Familia Schroeder são apenas alguns dos vinhos que podem ser encontrados nas lojas Decanter.

Por LUCIANE DAUX
nosheep Stock.XCHNG
Para acompanhar um Malbec, nada como um suculento filé.  Que tal esse, com molho de mostarda?
Molho:
Ao acabar de fritar os filés, acrescente mais uma colher de manteiga, duas colheres de cebola picadinha. Deixe murchar e acrescente 50ml de vinho branco mais 100ml de caldo de carne. Deixe ferver bem, junte duas colheres de molho de mostarda e outras duas colheres de creme de leite. Voilá! Está pronto, sirva sobre os filés.

Divulgação DidgeSteak House









quarta-feira, abril 16, 2014

Recanto dos Brunidores com cardápio especial para a Semana Santa

Monica Correa
Tartar de Robalo do Recanto dos Brunidores
O Recanto dos Brunidores, do elogiadíssimo chef Nivaldo Souza, está preparando um cardápio recheado de frutos do mar para semana santa. Vieiras selvagens, tartar de robalo com caviar de tapioca, muqueca de garoupa e patê de ouriço, estão na lista de sugestões do chefm que é quem pesca os peixes e frutos do mar servidos no restaurante. Nada mais apetitoso do que ingredientes frescos!
No mês passado,  Paris Hilton esteve almoçando no Brunidores, durante a rápida passagem por Florianópolis. Gostou tanto do patê de ouriço, uma das especialidades da casa, que é capaz de voltar à nossa cidade só para degustá-lo de novo.

Serviço:
Recanto dos Brunidores
Estrada Dom João Becker, s/nº
Praia dos Ingleses
Canto direito da praia,
Florianópolis, Santa Catarina, 88058-600 - Brasil
Reservas (48) 9937-3910 / 8432-0500

Hotel&Spa do Vinho Caudalie: Enoturismo levado a sério.


Divulgação
Hotel&Spa do Vinho Caudalie: bandeira Marriot International
Um empreendimento voltado ao enoturismo, no alto de uma colina e cercado de vinhedos, numa das mais belas paisagens que já vi pelo Brasil afora.




Foi no Hotel&Spa Do Vinho Autograph Collection, onde aconteceu o VII Concurso Internacional de Vinhos do Brasil, onde estive participando, como jurada, a convite da ABE - Associação Brasileira de Enologia, de 8 a 11 de abril/14, em Bento Gonçalves. A bandeira do elegante hotel do Vale dos Vinhedos é Marriott International.  
O Spa não deu tempo de conhecer, e vai ficar para uma próxima. 




O hotel é um encanto, a começar pela recepção que parece mais uma sala de visitas. Ao fazer o check in, o recepcionista me disse: "- Acredito que a Sra esteja precisando de um espumante."  Eu, que estou sempre precisando de um espumante, disse sim. Imediatamente abriu uma garrafa e me serviu uma taça. 

O gracioso restaurante tem vista para os vinhedos no entorno do hotel, e também para a Vinícola Miolo, que fica exatamente em frente ao empreendimento. Um recente projeto do proprietários do hotel é transformá-lo também em condomínio vitivinícola, a exemplo do que já acontece em cidades do interior da França.


E assim, nesse clima de atenção e cuidado, passei esses dias encantada enquanto acontecia o concurso que, afinal, é trabalho, embora não pareça. Não é mesmo? Obrigada à Deborah Villas-Boas e Aldemir Dadalt, proprietários do Hotel&Spa do Vinho, pelo carinho que recebi.

domingo, abril 13, 2014

VII Concurso Internacional de Vinhos do Brasil

De Bento Gonçalves/RS
Foto: Luciane Daux
Toda a beleza do Vale dos Vinhedos. Bento Gonçalves/RS
212 medalhas conferidas no maior concurso de vinhos da América Latina, de 8 a 11 de abril/14
Gilmar Gomes
O enólogo Luciano Vian, presidente da ABE - Associação
Brasileira de Enologia. Foto: Gilmar Gomes
O enólogo Luciano Vian (foto), presidente da ABE -Associação Brasileira de Enologia – bem definiu o VII Concurso Internacional de Vinhos do Brasil, chancelado pela OIV - Organização Internacional da Vinha e do Vinho e UIOE - União Internacional de Enólogos, quando o descreveu como “a ONU do vinho”. Todos os continentes estiveram representados nas 709 amostras recebidas de 18 países e avaliadas por 66 degustadores de onze nacionalidades diferentes, entre os quais eu, convidada pela ABE, que tive a honra participar e testemunhar a seriedade da organização
Gilmar Gomes
709 amostras, divididas entre seis mesas de jurados


O evento, que aconteceu de 8 a 11 de abril no Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves/RS, organizado pela ABE e Inner Editora, foi sediado no Hotel&Spa do Vinho.

Medalhas também para Santa Catarina
No total, 212 medalhas (88 de ouro e 124 de prata) foram concedidas, 60% das quais para vinhos brasileiros, entre eles as catarinenses Vinícola Hermann, Santa Augusta, Pericó e Suzin, com seu excepcional Merlot 2009. Veja aqui os vinhos que receberam medalhas.





sexta-feira, abril 11, 2014

11/04/2014 - Gastronômade. Em busca dos prazeres da mesa

por Luciane Daux
Monica Correa
No último fim de semana me juntei a uma tribo em busca experiências que acariciam todos os sentidos, através da gastronomia. Fomos à Vinícola Villaggio Grando, em Agua Doce, onde aconteceu a edição catarinense mais recente desse encontro, sempre capitaneado pela empresária Renata Runge. O Sol já havia se posto quando nós, os 130 gastronômades, voltamos para casa, relutantes, depois de um espetacular banquete a céu aberto. Em uma grande e sinuosa mesa coletiva apreciamos o menu do talentoso chef Klaus Pahl (foto), executado por ele e equipe de sete sous chefs. Unir o melhor da gastronomia local com paisagens espetaculares, buscando reconectar as pessoas com a terra e com as origens de seus alimentos. Essa é a ideia do Gastronômade e foi fielmente seguida: harmonia perfeita entre produtos como bottarga Gold, lingüiça Blumenau, vieiras de Porto Belo, bacon artesanal Schwinn, queijos tipo franceses de Paulo Lopes, os vinhos da VG, entre outros, com a linda paisagem do Meio-Oeste do nosso Estado. Já estou ansiosa pela próxima oportunidade.

Gilmar Mendes
7º Concurso Internacional de Vinhos do Brasil
Começou na 3ª feira e termina hoje, em Bento Gonçalves, o 7º Concurso Internacional de Vinhos do Brasil, promovido pela Associação Brasileira de Enologia/ABE e INNER Editora/ Revista Adega, Almanaque do Vinho e Guia Adega Vinhos do Brasil. A intenção é valorizar, divulgar e incentivar o conhecimento e a apreciação de vinhos com qualidade superior. Num Record de inscrições, 709 amostras de 108 países, representando todos os continentes, estão sendo avaliadas por 66 degustadores, e eu tenho a honra de estar entre eles, como convidada da ABE. Os resultados serão divulgados hoje, no jantar de encerramento que acontece no Hotel & SPA do Vinho.
Luciane  Daux
Vinhos espanhóis em almoço harmonizado
A vinícola espanhola Abadal ofereceu, na 2ª feira passada, almoço harmonizado na Enoteca Decanter. O enólogo catalão Joan Ramon Mañe recebeu sommelieres e proprietáros de restaurantes e jornalistas de gastronomia e explicou cada vinho degustado, sempre harmonizando com a cozinha de João Lombardo. A vinícola, localizada na região de Pla de Bages, próxima de Barcelona, faz vinhos plenos da tipicidade catalã, excepcionais frutos dos oito séculos de tradição da família Roqueta, proprietária do Abadal, na elaboração de vinhos. Tarde gostosa com vinhos fantásticos!

Luciane Daux
Brandade de Bacalhau, creme de brócolis e bacon artesanal
Chef Klaus Pahl
1 kg bacalhau dessalgado em posta com pele e espinha
1,2 kg batata rosa
leite integral: quantidade necessária
1 L creme de leite
Alecrim, tomilho, louro, orégano seco: quantidade necessária
Azeite extra virgem: quantidade necessária
1 cebola
2 cabeças de alho
2 maços de brócolis
1 kg beterraba
20 fatias grandes de bacon
200 g manteiga

1.        Cozinhar o bacalhau com a pele e espinha no leite, uma cabeça de alho cortada no meio, um ramo de alecrim, um ramo de tomilho e a cebola cortada em cubos grandes. Tirar o bacalhau do leite, tirar a pele e a espinha, desfiar o bacalhau. Reservar o leite peneirado.
2.        Cozinhar a batata e amassar. Reservar.
3.        Puxar no azeite o alho bem picado, o louro, o bacalhau e acrescentar a batata amassada. Adicionar aos poucos o leite e creme de leite ate ficar bem cremoso. Temperar com tomilho, alecrim e orégano. Juntar manteiga, batendo com suavidade. Ajustar sal e pimenta.
4.        Cozinhar o brócolis em água fervente com sal e um pouco de açúcar. Bater no liquidificador para fazer o creme.
5.        Colocar o bacon no forno ou no microondas ate ficar crocante.
6.        Colocar a beterraba em um juicer, reduzir o suco ate o ponto desejado.
7.        Montagem: “pintar” o fundo do prato com o suco de beterraba, colocar uma porção do creme de brócolis e sobre ele uma colherada da brandade. Finalizar com o bacon crocante.
8.       Rendimento: 12 porções.

Luciane Daux
Camarão defumado, Bottarga Gold, maionese de ostra e passata de tomate
Chef Klaus Pahl
12 camarões bem grandes
10 tomates bem vermelhos e firmes
Tinta de lula
2 pães italianos
Salsinha
Coentro
1 cabeça de alho
Azeite de oliva: quantidade necessária
5 unidades de carvão vegetal
2 l óleo de canola
12 ostras baby in natura
Bottarga Gold ralada à vontade

1.        Abrir as ostras e triturar com a água. Acrescentar azeite de oliva aos poucos, batendo para montar uma maionese. Ajustar sal e pimenta.
2.        Em uma panela colocar óleo de canola e um pouco de azeite de oliva. Queimar o carvão até fazer brasa e acrescentar ao óleo. Tampar e descansar por 15 minutos. Reservar o óleo de carvão.
3.        Descascar camarões e grelhar no azeite de oliva, colocando sal e pimenta. Finalizar passando o óleo de carvão.
4.        Cortar o tomate ao meio e ralar no ralador grosso, misturar a salsinha, coentro e um pouco de alho. Triturar o miolo do pão com a mão bem grosseiramente e acrescentar à mistura do tomate. Ajustar sal e pimenta. Reservar em uma peneira para escorrer o excesso de água.
5.        Montagem: esfregar tinta de lula no fundo do prato, colocar a maionese de ostra, o camarão, a passata de tomate e ralar por cima de tudo a Bottarga Gold.


sexta-feira, abril 04, 2014

04/04/2014 - “Chocolatria”: meio-amargo, o bom moço

por Luciane Daux
©iStockphoto.com/nkzs
Nem tão doce quanto aquele ao leite, e nem tão contundente quanto o amargo, o chocolate meio-amargo é, como quase todo caminho do meio, uma boa escolha. É ótimo para usar em sobremesas ou para ter escondidinho na gaveta (todo chocólatra tem!). Além disso, é altamente gastronômico e combina com vinho, sabia? E é sempre bom lembrar que, com moderação, pode ser um aliado da nossa saúde.

Divulgação
Chocolate&Vinhos
“Os sabores e aromas trazidos pelo chocolate podem ser muito parecidos com o dos vinhos: nozes, tostado, baunilha, especiarias, frutas e até taninos e acidez. Nos chocolates com baixa quantidade de cacau até os meio amargos, os vinhos fortificados são uma boa pedida. Os mais indicados são os vinhos do Porto. Podemos combinar um Tawny mais antigo com os mais doces e um Porto Vintage novo com os meio amargos, o alto grau de álcool e a grande quantidade de açúcar residual criam uma ótima sensação junto ao chocolate. Há, ainda, o primo francês do vinho do Porto, o Banyuls. E para quem quer se aventurar com vinhos secos, faça com cuidado para equilibrar a doçura, para que o vinho não pareça extremamente amargo e magro, sem vida. Opções: Porto Messias Tawny 10 Anos Mitolo Savitar Shiraz 2007 Amarone della Valpolicella Vila Arvedi Bertani 2008.” Eduardo Araújo, sommelier da Santa Adega.

De bandido a bom moço
Apesar do alto valor calórico, o chocolate é rico em flavonóides, potentes antioxidantes que neutralizam os radicais livres (esses, sim, os vilões!), que envelhecem e causam doenças graves.  Os flavonóides presentes no chocolate melhoram o sistema imunológico, ajudam a baixar o colesterol e diminuem os riscos de doenças cardíacas. Mas atenção: a consulta regular ao profissional de medicina e de nutrição da sua confiança é a melhor forma de cuidar da sua saúde.

Monica Correa
A beleza da edição gaúcha do Gastronômade,
em março passado. 
Gastronômade no Villaggio Grando
Acontece amanhã o Gastronômade/SC, edição de 2014, na belíssima vinícola Villaggio Grando, em Água Doce, meio oeste catarinense. Num grande banquete a céu aberto, o menu elaborado e executado pelo chef Klaus Pahl privilegia produtos regionais como a linguiça Blumenau e as vieiras frescas, tudo harmonizado com os vinhos da VG. Os 130 apaixonados por gastronomia serão recebidos pelo empresário vitivinicultor Mauricio Grando e pela organizadora do evento no Brasil, Renata Runge.














Monica Correa
Mousse de chocolate
Uma sobremesa que é sempre uma unanimidade. Essa vai ficar como um coringa no seu caderno de receitas!
360g de chocolate em barra meio amargo
200g de creme de leite (caixinha)
4 gemas
4 claras
4 colheres (sopa) de açúcar

1.        Pique o chocolate em quadradinhos e leve para derreter em banho-Maria. Quando derreter, tire do fogo e misture o creme de leite até que incorpore. Agora acrescente as gemas cruas, uma a uma, batendo bem.
2.        Enquanto isso, bata as claras em neve. Quando chegarem nesse ponto, continue batendo, agora juntando as colheradas de açúcar uma a uma.
3.        Incorpore as claras em neve no creme de chocolate, misture com delicadeza e leve para gelar de véspera.

Divulgação
Brownie Brasileiríssimo Com Goiabada e Castanha do Pará
 350g de farinha de castanha do Pará – se não encontrar pronta, basta bater no liquidificador
350g de chocolate meio amargo picado
200g de açúcar refinado
6 ovos
200g de manteiga
25g de cacau em pó
200g de goiabada em cubinhos
100g de castanha do Pará em lascas para decoração
1.        Derreter a manteiga e o chocolate meio amargo juntos.
2.        Fazer uma gemada bem clara e fofa com as gemas e o açúcar.    Misturar o chocolate à gemada e mexer até homogeneizar.    Agregar a farinha de castanha e o cacau. Por último as claras batidas  em neve.
3.        Pré-aquecer o forno a 180°C.
4.        Usar forma de fundo falso, untada e polvilhada com farinha.    Despeje a massa do brownie e mergulhe os pedacinhos de goiabada.   Salpique as lascas de castanha por cima.
5.        Asse por aproximadamente 30 minutos, deixe esfriar bem para desenformar.
6.        A receita exclusiva é da Chef Andressa Schmidt, da Brownieria Fantástica, de Curitiba/PR.



Sinta-se à vontade para comentar os posts.
(faça seu comentário ao final de cada post, no símbolo da canetinha).

Obrigada pela visita!

Lu