Gastronomia, culinária e outros interesses para os apaixonados
pelo prazer de cozinhar, comer bem e harmonizar.

Por Luciane Daux

sexta-feira, março 28, 2014

28/03/2014 - Sabor e crocância da castanha de caju

por Luciane Daux
©iStockphoto.com/joseas
Sabor e crocância da Castanha de Caju
A castanha extraída do caju é altamente gastronômica. Para obtê-la é preciso torrar a casca da semente, quebrá-la e então tirar a deliciosa castanha. Torrada e salgada, não pode faltar na happy hour. E picadinha, serve como finalização para tortas e cobertura de sorvete. É comum nas cozinhas asiática e bahiana, acrescentando sabor e crocância às receitas. Veja, nas receitas de hoje, que casamento perfeito ela faz com frutos do mar!







Luciane Daux


Despedida do Kayskidum
Nem tudo tão “beleza” pelos lados da Beira Mar, esquina com a Mauro Ramos. Depois de 40 anos servindo lanches e crepes, e sendo o melhor point de fim de noite de praticamente três gerações, o Kayskidum fecha, em definitivo, neste sábado. O que poderia ser uma notícia corriqueira no abre-fecha do ramo de comidas e bebidas merece registro pois entristece a todos nós que, servidos pelo garçon Beleza (foto), vivenciamos momentos de alegria, fizemos amigos, começamos (e terminamos namoros) naquela lancheria. Um ciclo que se encerra, e uma pena.

Circuito Brasileiro de Degustação
Aconteceu ontem, na Alameda casa Rosa,  a edição de Florianópolis do Circuito Brasileiro de Degustação 2014,  promovido pela Ibravin e Abrasel. O evento, focado no trade, imprensa e formadores de opinião, além de convidados especiais dos expositores e promotores, foi uma mostra importante da maturidade do setor, com novidades e diversidade da produção vitivinícola brasileira de 23 empresas, além do projeto Sucos de Uva 100% do Brasil e da Oxford Porcelanas.

Divulgação
Vinhos personalizados

Na Vinícola Villaggio Grando, de Agua Doce/SC, é possível fazer vinho personalizado. Os mais apaixonados pela bebida podem realizar seu sonho e escolher as castas, tempo de barrica e os rótulos. Recentemente a ADVB/SC fez o próprio vinho, com rótulo em homenagem aos 30 anos da entidade.




Hellmanns
Salmão com crosta de ervas e castanha de caju
(para 4 pessoas)
4 colheres (sopa) de maionese
2 colheres (sopa) de ervas frescas picadas (sálvia, tomilho, alecrim e dill)
4 filés médios de salmão
5 colheres (sopa) de castanha-de-caju triturada
1 colher (sopa) de azeite de oliva

1.    Em uma tigela, misture a maionese e as ervas até ficar homogêneo.
2.    Espalhe a pasta sobre o salmão. Polvilhe a castanha sobre a pasta, pressionando delicadamente. Reserve.
3.    Em uma frigideira média, aqueça o azeite em fogo médio e doure o salmão aos poucos. Doure primeiro a base e vire com cuidado para dourar a superfície, sem deixar desmanchar a crosta.
4.    Transfira o peixe com cuidado para uma travessa. Sirva em seguida.
5.    Rendimento: 4  porções
6.    Receita e foto da Hellmann’s, WWW.hellmanns.com.br

Paulinho Sefton
Camarão thai
(para 4 pessoas)
600 g de camarões médios/grandes  descascados e eviscerados
4 colheres (sopa) de suco de limão
2 colheres (sopa) de gengibre picado
4 colheres (sopa) de óleo de gergelim torrado
1/2 pimentão vermelho, 1/2 verde e 1/2 amarelo em cubinhos de 1 cm
1 colher (sopa) rasa de curry em pó
300 ml de nata
1 pacote de bacon frito e esmigalhado
1 cebola grande, picada
2 dentes de alho socados
½ pimenta dedo-de-moça picada, sem sementes
100ml de leite de coco
50g de coco ralado
1 xícara (chá) de manga picada em cubos de 1cm
½ xícara (chá) de castanha de caju picada

1.        Refogue a cebola e o alho no óleo de gergelim até murcharem.  Junte o camarão com o tempero e o curry e salteie.
2.        Refogue rapidamente até o camarão ficar macio.  Junte o leite de coco, o bacon frito picado, os pimentões, o coco ralado, a pimenta dedo de moça picada e a nata. Deixe levantar fervura, acerte o sal.
3.        Sirva, salpicando a manga picada e a castanha de caju. Se desejar, acompanhe com arroz branco.



sexta-feira, março 21, 2014

21/03/2014 - Prazeres da Freguesia de Santo Antonio de Lisboa

por Luciane Daux
Azulejos portugueses
Divulgação
Os primeiros colonizadores açorianos, quando chegaram aqui, fundaram um pequeno vilarejo ao norte da Ilha, que hoje se chama Santo Antonio de Lisboa. Nada bobos, esses colonizadores, que escolheram para viver um dos lugares mais charmosos – e ainda bucólicos – do sul do mundo. Na pequena freguesia de Santo Antonio, onde se tem a impressão que o tempo parou, as ostras são famosas. Mas o prazer da gastronomia vai além delas, e são dezenas de excelentes boas cozinhas para comemorar os 288 anos da nossa amada Florianópolis. (E também do querido colega de ND, Ricardinho Machado. Parabéns, “mô quiridu”!)

photographic
Arte dentro e fora da garrafa
O artista plástico catarinense Juarez Machado assinou sete novos rótulos da Villa Francioni (São Joaquim). Os vinhos Cabernet Sauvignon, Merlot, Cabernet Franc e Malbec, todos da safra 2007, ganharam também poemas do artista no contra-rótulo, inspirados nos cinco sentidos. O lançamento acontece às 19h da próxima 4ª feira, 27/3, na Assembleia Legislativa de SC.




Murilo Mafra
 Ceviche de ostra do Bate Ponto
Onde ir:
Bate Ponto Petisqueria e Restaurante (foto),  Marisqueira Sintra, Chão Batido, Ponto G Brasa e Fogão, Ponto G Gastronomia, Pizza Mia Al Mare, Fairyland Cupcakes, Rosso Restro, Forneria Sangiovese, Villa do Porto, Açores, entre tantas ainda na Freguesia, mas há muitas outras boas opções em Sambaqui, Barra do Sambaqui e Cacupé.











Mariana Boro
Coxa de pato ao forno com papardelle
1 pato
Uma unidade de cada: cebola, cabeça de alho, alho poró cortado, talo de salsão, tomate sem pele e sem semente
2 cenouras cortadas
Salsinha e cebolinha verde cortadas
Azeite de oliva quanto baste
Sal e Pimenta
Queijo parmesão ralado
 500g de papardelle cozido al dente

1.        Retire as coxas e sobrecoxas do pato e leve ao forno a 60oC por aproximadamente 3 horas.
2.        Em uma panela coloque o restante do pato com a água, cenoura, alho poró, meia cebola, salsão e alho. Deixe cozinhar até que a carne esteja macia e o caldo estiver espesso.  Faça lascas com essa parte do pato.
3.        Em outra panela, refogue dois dentes de alho e meia cebola picada em um fio de azeite de oliva. Assim que a cebola estiver murcha e o alho dourado, refogue as lascas do pato cozido e acrescente o caldo do cozimento coado, deixe reduzir pelo menos 50% do volume.
4.        Junte a massa já cozida al dente ao refogado das lascas de pato, pique o tomate e salteie tudo, acrescentando o cheiro verde e a cebolinha. Acerte o sal e a pimenta.
5.        Disponha numa travessa a massa com as coxas e sobrecoxas por cima e sirva com parmesão ralado a gosto.
6.        Agradecimento ao Chef Helton Costa. A receita, assinada por ele, compõe o cardápio da Sangiovese Cantina. Rua Padre Lourenço de Andrade, 496. Reservas: 3371.1200.

João Bub
Lulas marinadas
1kg lulas nativas frescas cortada em anéis
250ml azeite de oliva extra virgem
2 dentes alho picado
1 maço salsinha picada
Coentro picado a gosto
200g de cada: cenoura precoce, brócolis chinês, batatinha inglesa
1 limão siciliano
50ml Martini Bianco
Sal e pimenta do reino branca a gosto

1.        Em uma panela de ferro bem quente, adicione um fio de azeite de oliva e refogue o alho picado até dourar.
2.        Adicione as lulas em anéis e deixe grelhar por 2minutos mexendo sempre. Retire da panela imediatamente e reserve.
3.        Tempere a lula com as raspas e o suco do limão, salsinha, coentro, sal, pimenta, Martini Bianco e azeite de oliva. Deixe marinar por, pelo menos, 30 minutos.
4.        Corte os legumes pela metade.  Cozinhe as batatinhas por 12 minutos no vapor, adicione o restante dos legumes e deixe cozinhar por mais 4 minutos.
5.        Sirva as lulas frias sobre os legumes quentes com uma pitada de sal e regue tudo com o marinado da lula.

6.        Agradecimento pela receita e foto ao chef João Chico Bub, do Bettina Bub Cozinha Artesanal. Estrada Caminho dos Açores, 1770. Reservas:  9616-2806.

quinta-feira, março 20, 2014

20/03/2014 - Madero Burger&Grill inaugura em Florianópolis

Por Aryani Andrade - VOCALI Comunicação Estratégica


Florianópolis ganha, nesta 3a feira 25/2, mais uma opção gastronômica nesta semana com a inauguração do Madero Burger & Grill, no Beiramar Shopping. Entre as opções de prato principal, algumas sugestões do chef para quem gosta de carne são a Picanha Super Premium e o Bife de Chorizo, grelhados na churrasqueira e servidos com uma pequena salada e com molho chimichurri, feito com ervas frescas. 
Divulgação
Outra opção é o Fillet Mignon servido nas versões com molho de ervas finas, molho de pimentas verdes, molho de mostarda dijon ou à parmegiana. O cardápio ainda conta com saborosas opções de pratos com frango, saladas especiais, como a Super Salada de Camarões, massas, a exemplo do Fettuccine do Chef, feito com tiras de mignon, molho de tomates e queijo parmesão, além das deliciosas Baby Back Ribs (costelinhas de porco) com molho de Ervas Finas ou o clássico molho Barbecue.
Também clássico é o Petit Gateau de Doce de Leite, com a receita que você encontra aqui.

sexta-feira, março 14, 2014

14/03/2014 - Doce gosto da manga

por Luciane Daux
Li que a manga é nativa do sul e sudoeste da Ásia, e que foi levada à Europa pelos portugueses, no período das Grandes Navegações. É uma fruta carnuda, saborosa e rica não só no sabor, mas em vitaminas e com poder antioxidante. Na culinária, especialmente a asiática, acrescenta sabor e textura inigualáveis. Dentre todas as espécies prefiro a Tommy, que é mais firme.

Carlos Ben
Sofisticação em pequenas doses
Para quem não abre mão do espumante, a versão de 187ml do Gran Legado Espumante Brut Charmat vai agradar, e muito. Prática, com tampa de rosca, é ideal para o consumo rápido e para ser levada à praia e à piscina. O lançamento é da Gran Legado, vinícola do Vale dos Vinhedos que coleciona prêmios internacionais pela qualidade de seus espumantes.

Ricaldinho da Ilha
Já estão quase fervendo  os mais de 40 caldinhos que darão o tom da festa dos aniversários de Florianópolis e do querido colega de ND, Ricardinho Machado. Entre os mais esperados estão os caldinhos de feijão da Andrea Salum, de ossobuco, feito pelo Sergio Moritz, o debutante caldo avgolemono da chef grega Spiri Baptista e o meu tradicional, de cozido do Nego Querido. A 14ª edição vai acontecer junto ao Clube de Remo Martinelli no domingo, dia 23 de março, das 11 às 18 horas. E as camisetas-convite podem ser encontradas no quiosque montado no térreo do Beiramar Shopping e na Toca do Urso, no Mercado Público.


Zantastik – Wikkimedia Commons
Com elegância, como diria Zury Machado
Comer manga sem se lambuzar é tarefa árdua, mas vamos lá. Lave a manga, não tire a casca. Corte duas “tampas”, paralelas ao caroço. Com a ponta de uma faca, faça um quadriculado na polpa da fruta, como na foto. Agora empurre a parte da casca para cima, expondo os quadradinhos. Use faca e garfo para destacar os pedacinhos e aproveite!






Paulo Lohn
Mousse de manga
3 mangas tommy maduras
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 pacote de gelatina de abacaxi
1 xícara (chá) de água fervente
1 xícara (chá) de água fria

1.        Dilua a gelatina na água fervente (uma xícara) e depois misture na água fria (uma xícara) e reserve.
2.        No liquidificador bata as três mangas, sem casca e sem caroço, o leite condensado, o creme de leite com soro e a gelatina já diluída que foi reservada.
3.        Coloque em uma taça e leve a geladeira por aproximadamente quatro horas, decore a gosto e sirva!
4.        Quem nos enviou a receita foi o cerimonialista e pâtissier Oscar Ventura.

Joaquim Araújo
Salada de iscas de frango com manga
500 g de filezinho de peito de frango temperado
2 mangas tommy firmes e maduras
100 ml de azeite de oliva
Suco de um limão (30ml)
150 g de granola tradicional
1 pacote de alface americana higienizada
Sal e pimenta a gosto

1. Grelhe os filezinhos de peito de frango com um pouco de manteiga ou azeite de oliva. Deixe esfriar e reserve. Corte-o em tirinhas finas.
2. Corte as mangas em cubos de 1cm. Lave as folhas de alface e rasgue-as com as mãos.
3. Faça uma emulsão com o azeite de oliva, o limão, sal e pimenta. Coloque o molho na salada e misture.
4. Por cima, jogue a granola (que pode ser light), mas somente na hora de servir.
5. Receita minha para Frangos Macedo.


quarta-feira, março 12, 2014

Jour du Macaron - Chez Popi

Por FERNANDA LAGO

Dia 20 de março é o dia do Macaron na França. A data foi criada pela conceituada patisserie Pierre Hermé em parceria com Association Relais Desserts e a cada ano uma entidade é beneficiada. Aqui em Florianópolis, esta delícia feita a base de amêndoas também terá sua festa. A Chez Popi, loja linda de doces e que produz um dos melhores macarrons está convidando para comemorar este dia e ainda ajudar quem precisa. Quem levar uma lata de leite em pó, ganhará um macarron. O leite arrecadado será doado ao Saúde Criança Florianópolis.

Quem ainda não conhece este doce com recheios surpreendentes, é uma boa  dica para se apaixonar. Feito a partir de uma simples mistura de açúcar refinado, claras de ovos, farinha de amêndoas e açúcar de confeiteiro, na realidade exige muita perícia e delicadeza para que apresentem uma casquinha crocante e interior macio. Podem ser recheados com ganache ou creme manteiga nas mais variadas cores e sabores: frutas vermelhas, chocolate, café, pistache, frutas exóticas e por aí vai.


Apesar do nome francês, acredita-se que a receita original seja italiana e tenha surgido em algum monastério sem uma data precisa - o nome macaron derivaria do italiano maccherone e do veneziano macarone  (massa). Por sua vez, os franceses defendem que a receita já era confeccionada anteriormente nos monastérios de Cormery na França, desde o ano de 791. De uma forma ou de outra, no início os macarrons eram apenas "biscoitos" de amêndoas sem qualquer recheio.

Já no séc. XX, Pierre Desfontaines, fundador da famosa Pâtisserie Ladurée introduz um recheio cremoso e um acabamento liso na superfície dos macarrons, que assumem assim a forma como o conhecemos atualmente.
Somente Patissiers especializados e muito habilidosos são capazes de fazer macarons. Alguns dizem que estes lindos, elegantes e os mais populares na França, são “temperamentais”, mas na verdade exigem mãos de artesão, paciência de monge e disciplina militar, pois são realmente muito difíceis de serem feitos com perfeição.
Ainda assim, quem quiser se arriscar nesta arte, a Chez Popi, passa esta receita:


Segue a receita:


Macarons
Receita base (ideal para principiantes, donas de casa que usam forno convencional)

Vc vai precisar de :
INGREDIENTES:
1/2 xícara de chá de clara de ovo
3/4 de xícara chá de açúcar refinado
1 xícara de chá de farinha de amêndoas (casas especializadas como Xandoca e Isamara Amancio)
1 xícara de chá de açúcar de confeiteiro (leia-se *Glaçucar)
Gotas de corante de preferencia em gel
*para essa receita a sugestão é azul para a de chocolate ao leite e rosa para o chocolate branco

MATERIAL
Panela
Batedeira
Colher de pau ou pão duro
2 Assadeiras de borda baixa (aquelas de biscoitos)
silpat ou tapete de silicone
bico de confeitar(perle 2A)
Saco de confeiteiro grande
Um "Timer" para controlar o tempo

Como fazer:
PREPARO
Numa panela coloque as claras de ovo juntamente com o açúcar refinado. Em fogo baixo mexa até dissolver o açúcar
*dica: vc verá que quando passar a colher a sensação é a de estar mexendo na areia da praia, quando o açúcar estiver todo dissolvido não sentira nenhum grãozinho. Essa é a hora para tirar do forno e transferir a mistura para o recipiente na batedeira e liga-la até que fique um merengue consistente.
A parte deixe misturados e previamente peneirados o açúcar de confeiteiro e a farinha de amêndoas.
Assim que o merengue estiver pronto adicione a mistura dos secos e adicione o corante da cor escolhida.
Mexa para que a massa fique homogênea
Coloque toda a massa no saco de confeiteiro já com o bico na ponta
Na assadeira, jã com o silicone ou "silpat" faça os discos da massa com aproximadamente 3 cm não muito próximos um do outro.
Coloque essa assadeira dentro de outra e leve ao forno pré aquecido a 160 graus (não mais que isso) por 10 min.
Controle o tempo e assim que acabar retire a assadeira inferior, reduza o forno para 130 graus e deixe aproximadamente 12/15 minutos

Deixe esfriar e vamos rechear!
É o recheio que diferencia o sabor do Macaron, ele pode ser de ganache com sabores variados
As mais tradicionais são:
Chocolate e chocolate branco

Vamos fazer?

MATERIAL
1 barra de chocolate ao leite
1 barra de chocolate branco
1 ou 2 caixinhas de creme de leite
*Contreau e essência de baunilha se quiser saborizar

PREPARO
Em recipientes separados coloque picados os dois tipos de chocolates
No microondas aqueça o creme de leite num recipiente até que de uma leve borbulhada
Agora com uma colher de sopa, coloque de seis a oito colheres de creme de leite (quente) em cima de cada tipo de chocolate,
Deixe descansar por um minuto e mexa para incorporar o creme de leite aos chocolates
Assim que estiverem lisos e brilhantes adicione ao de chocolate ao leite o Contreau (a gosto) e a essência de baunilha ao de chocolate branco.
O ideal é vc fazer um dia antes e deixar dando ponto fora da geladeira para que não criem grumos.

Coloque as Ganaches no saco de confeiteiro e recheie os Macarons


Depois de fechados, deixe em um recipiente fechado na geladeira de um dia para o outro, tire meia hora antes de servir.

A Chez Popi fica na Rua Vitor Konder, 125, Centro. Florianópolis/SC.

sexta-feira, março 07, 2014

07/03/2014 - Hambúrguer: dos tártaros aos gourmets

por Luciane Daux
Nos últimos anos, o hambúrguer ganhou ares gourmets e frequenta cardápios chiques e elaborados. O nome pode ter vindo de Hamburg, origem dos alemães que, em meados do século XIX, imigraram para os EUA, e a receita sempre leva carne moída e migalhas de pão, além de outros ingredientes. Há quem diga que o hambúrguer tem certidão de nascimento mais antiga e é parente do steak tartar, aquela carne picadinha com temperos, herança dos tártaros da Idade Média.

Onde comer na Grande Florianópolis
Há vários endereços. Veja alguns:
  • ·         Soul Gourmet – a queridinha do momento, fica na Madre Benvenuta, 1477, pátio do Posto BR.
  • ·         Gourmet Burger Market –  Desembargador Pedro Silva 2045, em Coqueiros.
  • ·         Cine Burger –Av. Madre Benvenuta, 1168 e o fone, para delivery, é 3028-6331.
  • ·         Uncke Joe’s – Srv. Cristiano Wanderley Farias, 59, na Trindade, delivery pelo fone 3338-0591.
  • ·         Burgs! – beer, burger and fun - Rua Afonso Delambert Neto, nº659, Lagoa da Conceição.
  • ·         Kayskidum – o mais tradicional da Ilha, fica na Av Jorn Rubens Arruda Ramos, 2596 (Beira Mar). Delivery pelo 3222-5317.
  • ·         Sanduicheria da Ilha – em vários endereços. Matriz na Rua Altamiro Guimarães, 18
  • ·         La Pada – piso 4 do Beiramar Shopping.
  • ·         Armazém Classic Burguer – Em São José, na Rua Koesa, 242, Kobrasol.


Luciane Daux
Bistrô Santa Marta, no Canto da Lagoa
Superaram minhas expectativas o charmoso ambiente, o atendimento do casal proprietário, Milene e Branco, a carta de vinhos muito bem selecionada pela Santa Adega e o cardápio assinado e executado pela chef Bárbara Beck. Comi o bacalhau (perfeito) sobre cebolas roxas confitadas, terra de azeitonas pretas e musseline de batatas. Gostei e vou voltar.

Wine Bar Decanter
Reabriu, para a temporada 2014, o Wine Bar da Decanter de Florianópolis. No tradicional endereço (Rua Hermann Blumenau, 207), os rótulos vendidos na loja ou os vinhos do cardápio em taça do Wine Bar poderão ser degustados em harmonização os pratos preparados pela Chef Maria Beatriz, como o risotto de alcachofras, por exemplo. Funciona das 17 às 21 horas.

©iStockphoto.com/nkzs
Aquele molhinho verde ...
... a base de maionese, que acompanha os sanduiches, é muito fácil de fazer. Anote: uma xícara (chá) de molho de maionese industrializada, 1/3 de xícara (chá) de folhas de salsinha e uma colher (sopa) de alho cru. Bata tudo no mixer e está pronto!




La Pada
De salmão com gruyère
Anote: 180 g de filé de salmão sem pele e cortado em pedaços bem pequenos, sal e pimenta do reino a gosto, duas fatias de queijo gruyère, quatro folhas de rúcula, um pão ciabata redondo, uma colher de sopa de maionese, uma colher de sopa de azeite de oliva, wasabi a gosto. Misturar o salmão com o sal e a pimenta e moldar em formato de hambúrguer. Numa frigideira antiaderente colocar o azeite de oliva e deitar o hambúrguer, deixar dourar dos dois lados, até o ponto de cozimento desejado. Misturar a maionese com a quantidade desejada de wasabi. Cortar a ciabata ao meio e passar a mistura de wasabi nos dois lados. Na parte inferior do pão colocar a rúcula, sobre ela o hambúrguer, o queijo gruyère e fechar.  Essa receita gourmet é do Marcello Ramalho, sócio da La Padá.

Paulo Lohn
Tadjiburguer
(rende dois hambúrgueres de carne recheados com queijo azul)
600 g de coxão mole magro moído
100 g queijo roquefort ou gorgonzola
Óleo para untar a frigideira
1 dente de alho picado
1/2 cebola média picada
1/2 colher (chá) de cada: tomilho, semente de coentro moída, sal, pimenta do reino
1/4 colher de chá de páprica
1 colher de sopa do molho inglês

1. Coloque a carne moída numa tigela funda, misture bem todos os ingredientes, sovando com as mãos.
2. Forme duas bolinhas, uma ligeiramente maior do que a outra. Achate a bolinha maior, e faca uma depressão no centro, deixando uma parte mais alta nas bordas. Coloque o queijo em pedacinhos (2 colheres de sopa por hambúrguer) no centro. Achate a outra bolinha, coloque sobre o hambúrguer já recheado e sele as bordas, com os dedos, tomando cuidado para ficar bem fechado.
3. Na frigideira já quente e com um pouco de óleo, em fogo médio, coloque dois hambúrgueres para fritar por 7 minutos de cada lado.
4. Monte em pratos individuais: pão, duas folhas de alface em tirinhas, três fatias de tomate e o hambúrguer. Acompanhe com chips de batata.
5. Agradecimento ao amigo Tad “Tadji” Pierson pela exclusiva receita.


Sinta-se à vontade para comentar os posts.
(faça seu comentário ao final de cada post, no símbolo da canetinha).

Obrigada pela visita!

Lu