Gastronomia, culinária e outros interesses para os apaixonados
pelo prazer de cozinhar, comer bem e harmonizar.

Por Luciane Daux

sexta-feira, novembro 29, 2013

29/11/2013 - Batata, te quero tanto!

por Luciane Daux
A batata é um dos primeiros alimentos que aprendemos a comer, já na papinha do neném. Na infância, batata frita é quase que obrigatória. A palha é a melhor amiga do estrogonofe e as chips vão bem na happy hour. São várias espécies, umas mais e outras menos ricas em amido e energia, mas são uma unanimidade: todo mundo gosta, de um jeito ou de outro. A batata doce é a preferida dos malhadores, mas fica uma delícia fritinha. A Asterix, ou a rosa, mais sequinhas, são ótimas para fazer frita e gnocchi. A inglesa é parceira para todos os momentos. A batata salsa ou aipo (ou mandioquinha) faz um purê maravilhoso. As mini ficam deliciosas assadas ao forno, com sal grosso e alecrim.  E tem ainda a batata yacon que, segundo pesquisadores da Universidade de Fukushima (Japão), possui uma substância semelhante à insulina, capaz de reduzir as taxas de glicose no sangue. Cada uma, claro, de uma espécie diferente. Mas se você chamar de batata, elas atendem e fazem ótima companhia a quase todas as receitas. Qual a sua preferida?

Macarronada beneficente
O menu da I Macarronada Beneficente da Estácio de Sá/SC, que acontece neste sábado (30), a partir das 11h, na Praça de Alimentação da Estácio, atende a todos os gostos. Inclusive os celíacos. Saladas, os tradicionais espaguete e penne, além de macarrão sem glúten para celíacos, molho bolonhesa, sugo e 4 queijos fazem parte do evento beneficente (renda para a Casa Monte Moriah), organizado pelos alunos da 7ª e 8ª fase do curso, como parte das atividades da disciplina de Eventos e Marketing em Nutrição. Ingressos a R$ 20 na coordenação do Curso de Nutrição, no Centro Universitário Estácio de Sá.

Divulgação
Ceias sob encomenda
Essa é para quem não vai ter tempo de cozinhar nas festas de final de ano. Peru, chester, pernil e tender, guarnições de arroz de castanhas, fios de ovos, molhos de laranja e damascos e algumas sobremesas, como estrogonofe de nozes, são algumas das soluções que a Lombardo Pão Italiano propõe. Os meus preferidos para essa época, rabanadas e a porchetta (carne de porco desossada, temperada, recheada, enrolada e assada até o ponto da pele ficar crocante), também estão entre os pratos que podem ser encomendados pelo fone 3228-0378.

©iStockphoto.com/ sue_r_b
Batata frita perfeita
O segredo é da leitora Ana Luiza Tavares, minha aluna e gourmand de mão cheia. Eu sei, são passos pouco ortodoxos e eu mesma tive medo, mas vai com fé que dá certo. Vamos lá. Ela diz: “corte a batata (uso a inglesa) em palitos e salgue. Coloque na panela e cubra com óleo frio. Tampe a panela e só mexa quando a bata estiver quase pronta, ficando douradinha.”



Angelo Santos
Talentos premiados
O esperado prêmio da Veja Comer e Beber SC saiu essa semana, deixando chefs e restaurantes em evidência. O grande campeão desse ano foi o Chef Vitor Gomes, levando quatro das disputadas plaquinhas: melhor chef, restaurante revelação 2013 (Ponto G Brasa e Fogão), mesa número 1 (Ponto G) e o melhor desempenho entre os jurados. O Ostradamus, unanimidade no Brasil quando o assunto são ostras, levou o prêmio de melhor frutos do mar. E o talento e empreendedorismo do chef patissier Fernando D'Aquino, e sua Fairyland Cupcakes (Santo Antonio de Lisboa), teve seus deliciosos cupcakes reconhecidos como os melhores por aqui. São muitos amigos entre os vencedores e não conseguirei citá-los. Parabéns a todos!










Luciane Daux
Sua batata está assando...
Essa é fantástica e acompanha qualquer prato Provei e aprendi a fazer no restaurante Sucre, de Buenos Aires.
Descasque e corte uma "tampinha" de uma batata inglesa média, de forma que ela consiga ficar em pé. Enfie o palito de churrasco rente à parte cortada, de um lado ao outro no sentido longitudinal, para evitar que a faca seccione a batata. Com uma faca muito afiada, corte lâminas muito finas de 1 a 2 mm cada. Coloque a batata em uma assadeira, salgue e apimente e regue com manteiga derretida. Leve ao forno médio (220oC) por uma hora ou até começar a dourar a parte superior da batata.

Stock Xchng salsachica
Tortilla de batata
1 kg de batatas inglesas ou rosa em cubos de 1cm
1 cebola roxa grande cortada em tirinhas finas
½ xícara (chá) de azeite de oliva
4 ovos ligeiramente batidos
Sal e pimenta do reino a gosto

1.        Em uma frigideira junte as batatas, a cebola e o azeite de oliva e, em fogo médio, vá refogando até as batatas dourarem. Salgue e apimente. Tire do fogo.
2.        Acrescente os ovos batidos, misture bem. Novamente unte a frigideira com azeite de oliva e frite as batatas com os ovos, como uma omelete. Vire a tortilla e frite até dourar.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para comentar os posts.
(faça seu comentário ao final de cada post, no símbolo da canetinha).

Obrigada pela visita!

Lu