Gastronomia, culinária e outros interesses para os apaixonados
pelo prazer de cozinhar, comer bem e harmonizar.

Por Luciane Daux

sexta-feira, novembro 08, 2013

08/11/2013 - Um século e um pouco mais: segredos da cozinha da Vó Otília

EDIÇÃO DE 08/11/2013  DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA, por Luciane Daux
Luciane Daux
Ela nasceu em 1910, no dia 9 de novembro. Sempre esteve à frente do seu tempo, e como a 1ª mulher motorista de Florianópolis, cruzou com o seu Chrysler a ponte Hercílio Luz em 1926 – ano da sua inauguração. Sabe lá o que é isso? Entende o que é internet, embora ainda peça para “tirar uma chapa” quando quer uma fotografia. Tem ciência de tudo e de todos: política, economia, novelas, quem casou, e acompanha o dia a dia da cidade pelo Notícias do Dia. Na década de 1950, para manter a casa e as três filhas, além de trabalhar na Assembleia Legislativa, ainda fazia alta costura em casa, vestindo noivas e senhoras das tradicionais famílias da sociedade da época. Também ajudava o orçamento apertado fazendo bolos de vários andares e docinhos delicados para casamentos: de nozes, castanhas, tâmaras, damascos, ovos moles. Aos domingos reunia todos os dez netos para o almoço. Esperávamos a semana inteira pelo seu tradicional macarrão, o quindim e o manjar branco. Assim, determinada, minha avó Otília Garofallis Fialho chega aos seus 103 anos amanhã, senhora das suas vontades, contemplando a vida com alegria e fé. Parabéns, Vó Otília!

Kenn Robert Sosa
Tudo muito natural
O suco de fruta natural está em voga. Seja para acompanhar a refeição, como alimentação saudável e nutritiva ou como opção refrescante para os dias de calor, as mais diversas frutas foram para o liquificador em benefício do bem estar:
·         Em Jurerê Internacional, o novo Supermercado Imperatriz, inaugurado essa semana seguindo um conceito de loja verde, oferece o surpreendentemente delicioso suco de melancia, além de abacaxi com hortelã, laranja e água de coco, processados diariamente no local. Os mesmos sabores também estão na loja Gourmet do Beiramar Shopping.
·         Na Rua Bocaiuva, a recém inaugurada Balada Mix, franquia que revolucionou o conceito de casas de sucos no Rio de Janeiro, oferece o suco Detox à base de água de coco, gengibre, couve, hortelã e abacaxi.
·         Na Lagoa, o Degrau em Grau apostou nos drinks sem álcool, uma saborosa solução para o necessário “se dirigir não beba”. Além do Passion, com frutas vermelhas, a casa oferece também o Amarillo (foto). Para fazê-lo você vai precisar de uma colher (sopa) de polpa natural de maracujá e 8 a 9 folhas de hortelã, uma colher (sopa rasa) de açúcar. Macere esses ingredientes e então acrescente 100ml de suco de laranja. Bata na coqueteleira com cubos de gelo, coloque no copo e complete com água de coco.

Luciane Daux
Macarrão da Vó Otília
Em uma superfície de madeira, faça um montinho com 600g de farinha de trigo e uma pitada de sal. Quebre no meio do montinho seis ovos grandes e vá misturando à farinha, inicialmente com a ponta dos dedos e depois com as mãos, até que fique tudo bem incorporado. A massa deve ser bem compacta e dura. Corte em fatias, polvilhe com mais farinha e vá passando pelo rolo liso da máquina de macarrão, até que obtenha uma espessura bem fina (em torno de 1mm). Passe então no rolo de corte de fettucine. Deixe a massa cortada secar sobre a bancada e então cozinhe em água fervente abundante, com sal. A medida é um ovo por pessoa.









Luciane Daux
Manjar branco com calda de ameixas
“Tem que ficar firme para poder cortar com faca”, a dona da receita diz, enquanto prova o manjar que fiz na forma que, por tantas décadas, ela usou para fazer o doce para nós, filhas, netos e bisnetos.
1 lata de leite condensado
1 lata de leite de coco
2 latas de leite de vaca
4 colheres (sopa, bem cheias) de maisena

Calda
2 xícaras (chá) de ameixas sem caroço
1 xícara (chá) de açúcar
1 ½ xícara (chá) de água

1.        Desmanche a maisena no leite de vaca.
2.        Leve para ferver em fogo médio-baixo o leite condensado, o leite de coco e o leite de vaca com a maisena. Mexa sempre! Quando levantar fervura continue cozinhando por mais uns dois minutos, mexendo com a colher de pau, até obter um mingau cremoso. Desligue.
3.        Passe uma forma de pudim (furo) em água gelada e ali coloque o mingau. Leve para gelar de um dia para o outro.
4.        À parte, faça uma calda levando para ferver as ameixas com o açúcar e água. Cozinhe em fogo médio até que as ameixas comecem a ficar macias. Deixe esfriar.
5.        Desenforme o manjar e cubra com a calda de ameixas.

Luciane Daux
Quindim de coco
18 gemas passadas pela peneira fina
500g de açúcar
1 ½  xícara (chá) de água
1 colher (sopa) de manteiga
1 unidade ou uma xícara (chá) coco ralado no ralo grosso

1.        Leve o açúcar e a água para ferver em uma panela. Não mexa, pois pode açucarar. Quando virar uma calda em ponto médio, ainda clarinha, desligue, junte a manteiga e deixe amornar.
2.        Misture as gemas peneiradas à calda morna com a manteiga e o coco ralado.
3.        Unte uma forma ou um refratário médios ou 12 forminhas de empada com manteiga, e coloque ali a massa do quindim.
4.        Aqueça o forno a 180oC e asse o quindim em banho-Maria. Se utilizar forma ou refratário, serão aproximadamente 30 minutos de forno; se usar forminhas de empada serão 15 minutos apenas, ou até que, enfiando um palito, esse saia limpo. Retire do forno, deixe amornar e desenforme.






4 comentários:

  1. Como ela fez pra abrir o manjar e deixa-lo em pé?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, foi só desenformar, saiu perfeitamente! Não se esqueça de deixar esfriar bem na geladeira, ok? Abração.

      Excluir
    2. Sim, mas tem um braço, a forma é assim? porque pra puxar uma perninha tem que ser com muito jeito.

      Excluir
    3. Olá! A forma é assim. Saiu realmente com muita facilidade.

      Excluir

Sinta-se à vontade para comentar os posts.
(faça seu comentário ao final de cada post, no símbolo da canetinha).

Obrigada pela visita!

Lu