Gastronomia, culinária e outros interesses para os apaixonados
pelo prazer de cozinhar, comer bem e harmonizar.

Por Luciane Daux

sexta-feira, agosto 30, 2013

30/08/2013 - Alimentação saudável e com muito prazer

EDIÇÃO DE 30/08/2013  DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA, por Luciane Daux
©iStockphoto.com/nkzs
O segredo da vida é o equilíbrio. Inclusive na hora de comer. E qual é a fórmula da alimentação saudável? Quem responde com toda propriedade essa questão, que repercute em saúde e qualidade de vida, são os nutricionistas, profissionais que planejam uma dieta balanceada avaliando, caso a caso, as necessidades do organismo, a individualidade bioquímica, atividades do dia a dia, perfil psicológico, alimentos a que tem acesso, preferências, entre outros. “É preciso pensar em opções saudáveis, práticas e saborosas para o dia a dia”, diz a professora do curso de Nutrição do Centro Universitário Estácio de Sá, Jaqueline Minatti. E para quem pensa que é preciso sacrifício para fazer um prato nota 10 do ponto de vista nutricional, em homenagem ao dia do nutricionista, que se comemora hoje, 30 de agosto, fomos buscar receitas deliciosas e, claro, super-saborosas.

Para os amantes do vinho
Mais uma vez em Florianópolis, The Wine School oferecerá o curso Qualificação em Vinhos nível I com o Professor Eugênio Echeverría. Será no dia 14 de setembro das 9 às 18h, na ENOTECA DECANTER. Mais informações: 48 3223-1500.

Jaqueline Cichoski
Prato colorido
Jaqueline Cichoski, a Jaque Nutri, diz que “uma forma prática e segura de manter uma refeição nutricionalmente completa é dar atenção às cores dos alimentos. Um prato organizado com CINCO cores diferentes estará valorizando nutrientes essenciais, tanto os macronutrientes (carboidratos, proteínas e lipídios) como os micronutrientes (vitaminas, sais minerais e fibras).
Classificando os alimentos por cor:
·         Vermelhos (antioxidantes): Morango, tomate, melancia, caqui, goiaba vermelha, framboesa, cereja.
·         Alimentos brancos (Cálcio e Potássio): Leite, queijo, couve-flor, batata, arroz, cogumelo e banana.
·         Verdes (vitamina A, fibras, desintoxicantes): Vegetais folhosos, pimentão, salsão e ervas.
·         Amarelos (complexo B, vitamina C): Mamão, cenoura, manga, laranja, abóbora, pêssego e damasco.
·         Marrons (vitamina E): Nozes, aveia, castanhas e cereais integrais.
·         Arroxeados (proteção do sistema imunológico): Uva, ameixa, figo, beterraba e repolho-roxo.”

Jaqueline Minatti
Panquequinhas funcionais recheadas
 A nutricionista Jaqueline Minatti propõe essa receita rica em proteínas, vitaminas, minerais e fibras, ótima como opção de lanche ou jantar para quem quer manter o peso saudável. (rendimento: 2 unidades)
1 ovo caipira (também pode substituir por 2 claras)
1 colher de sopa rasa de aveia em flocos
1 colher de sopa rasa de quinoa em flocos
2 colheres de sopa de água
1 pitadinha de sal marinho
1.        Liquidificar todos os ingredientes. Enquanto isso, untar uma frigideira antiaderente usando pequena quantidade de óleo (usar os dedos) e aquecer em fogo alto. Colocar metade da mistura, após endurecer virar formando uma panqueca. Com a outra metade da mistura, fazer a segunda panqueca.
2.        Recheio: carne moída magra (ex. tatu, acém, paleta) refogada com cebola picada, alho, pouco sal marinho, temperos naturais a gosto (pimenta branca, orégano, salsinha, cebolinha, etc), vegetais picados (ex. cenoura ou tomate, brócolis ou couve ou couve-flor). Cobrir com molho de tomate e se desejar, gratinar rapidamente no forno.
3.        Obs.: As panquequinhas funcionais podem ser recheadas com frutas ou geléia sem açúcar, em substituição ao pão; ou servir como massa de mini-pizza e como massa de lasanha.

Linguado à fiorentina
A nutricionista Jaqueline Cichoski sugere essa receita que tem apenas 250kcal por porção e é um clássico, que fica linda para você comer também com os olhos.
1 filé de linguado (120g)
2 batatas pequenas
1 xícara (chá) de espinafre picado
½ xícara (chá) de leite desnatado
2 colher (sopa) de queijo fresco (minas, ricota)
2 coleres (sopa) de cebola picada
1 colher (sobremesa) de maisena
1 colher (chá) de óleo
Gotas de limão
Sal, salsinha e cebolinha a gosto

1.        Lave  o peixe e tempere com sal, pimenta e limão.
2.        Coloque o filé em uma frigideira antiaderente e cubra com a mistura de salsa, cebolinha e óleo.  Leve ao fogo brando até que fique cozido. Separadamente cozinhe a batata em água e pouco sal. Despeje em uma panela o leite frio, a cebola batida em mixer, o espinafre e a maisena e leve ao fogo para engrossar. Em seguida , acrescente o queijo fresco ralado ou amassado.

3.        Arrume o filé cozido em um refratário, cubra com o molho e decore com as batatas cortadas. Leve ao forno para gratinar.

sexta-feira, agosto 23, 2013

23/08/2013 - Amendoim: superpoderoso e muito gostoso

EDIÇÃO DE 23/08/2013  DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA, por Luciane Daux
Stock Xchng michaelaw
Campeão absoluto de presença das happy hours do mundo inteiro, o amendoim é fundamental para o nosso tradicional cajuzinho, no vatapá, xixim, de galinha, frango xadrez, entre outras delícias doces e salgadas, inclusive a manteiga de amendoim. E é poderoso, já nos mostrava o Superpateta!

Afrodisíaco? Se tu “dix”...
E o efeito afrodisíaco, procede ou é lenda? Bem,  afirma a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados que sim, procede, pela presença de vitaminas do complexo B e d.o aminoácido arginina. E ainda, que, se consumido de forma recomendada (30g, no fim da tarde), o amendoim é um alimento que traz uma série de benefícios, entre eles ajudar no rejuvenescimento e fortalecimento dos ossos. Saiba mais em WWW.abicab.org.br

Super-poderes! Quem lembra do Superpateta? A identidade secreta do
Pateta foi criada em 1965 por Del Curry e Paul Murry
para a Disney. Para se transformar no valente herói, ele comia
amendoins guardados dentro do seu chapéu.
Stock Xchng saavem
Brigadeiro de Paçoca com cobertura de pé de moleque
3 latas de leite condensado
1 caixinha de creme de leite (de preferência com 20% de gordura)
2 colheres de manteiga sem sal
6 paçocas de amendoim
10 unidades de pé de moleque
Forminhas de papel nº4
1.        Misture em uma panela o leite condensado com o creme de leite a manteiga e a paçoca esfarelada. Cozinhe em fogo baixo até soltar do fundo da panela, em seguida deixe esfriar.
2.        Triture o pé de moleque. Bolear os brigadeiros e passar no pé de moleque triturado. Coloque os brigadeiros em forminhas.
3.        Fonte: WWW.yoki.com.br






Stock Xchng tabery
Molho Thai com manteiga de amendoim
2 colheres de sopa de manteiga de amendoim
3 colheres de caldo de galinha
2 colheres de sopa de maionese
1 colher de sopa de molho de soja
1 colher de sopa de sake, cachaça ou sherry
1 col de chá de Tabasco ou outro molho de pimenta
1/2 colher de sopa de gengibre fresco ralado
1 dente de alho pequenos, espremidos
1 pitada de sal

1. Bata todos os ingredientes do molho no liquidificador ou no mixer, até ficar bem homogêneo. Perfeito para salmão assado, camarões grelhados, cogumelos fritos.
2. A receita é da leitora Silvia Breda-Pierson e eu já provei. Bom demais!

Quadradinhos de amendoim 

2 xícaras (chá) de amendoim torrado, descascado e moído
2 colheres (sopa) de achocolatado em pó
100g aproximadamente de doce de leite

1. Coloque todos os ingredientes em um pote e amasse com as mãos.
2. Modele os docinhos e coloque nas forminhas.
3. Decore com pastilhas coloridas de chocolate (MM ou Confeti)
4. Receita da Chef Tatiana Osório, da Oficina Culinária Floripa.

sexta-feira, agosto 16, 2013

16/08/2013 - Cozinhando cogumelos, sem medo de ser feliz

EDIÇÃO DE 16/08/2013  DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA, por Luciane Daux
Stock Schng ndziegener
Algumas pessoas consideram um mistério cozinhar cogumelos. Pois eu digo: é muito fácil, e o sabor e toque de sofisticação que dão aos pratos valem a experiência. Hoje em dia qualquer supermercado tem cogumelos frescos (como o Paris, da foto), além daquele habitual em conserva (nada a ver com o sabor delicioso dos frescos, acredite). Algumas lojas um pouco mais especializadas têm variedades diferenciadas que vale a pena serem provadas. Vá em frente, é só prazer!

Luciane Daux
Mercado São Jorge: para curtir
Num sábado pela manhã, enquanto tomava um caffe latte muito bem tirado, cremoso como deve ser, circulei pelo Mercado São Jorge, encantada. Cogumelos frescos e secos, legumes e verduras fresquíssimos. Sais variados (foto), produtos orgânicos, panelas de cerâmica. Objetos de decoração, pães e bolos caseiros, entre outras surpresas agradáveis, despertam o desejo da gente querer voltar. Voltarei. É um passeio super agradável! Fica na Rua Brejaúna, 43, no Itacorubi.

Frescos: como limpar
Talos dos cogumelos shitake e o shimeji, por exemplo, devem ser removidos pois são muito duros. Já os Paris e Portobelo são perfeitamente comestíveis. Tire apenas a pontinha. E aí? Não vai me dizer que você coloca os cogumelos frescos de molho, por favor! A gente limpa com um paninho limpo umedecido ou com papel toalha, somente para tirar a sujeirinha aparente (resto de terra). Use cru em saladas ou refogue para outras receitas.

Secos: reidratar
Funghi secchi, traduzindo do italiano, significa cogumelos secos. Habitualmente são os do tipo chileno, aqueles bem escuros e que rendem muito. Deve-se lavar rapidamente em água corrente para tirar alguma terra que possam conter. Depois, coloque em uma tigela e cubra com algum líquido quente como água ou caldo, e deixe reidratar por 30 minutos a uma hora. Só então use nas receitas.

Molho de cogumelos para filés e massas
2 colheres (sopa) de manteiga clarificada
½ colher (sopa) de alho picado (2 dentes de alho grandes)
200g de cogumelos tipo Portobello ou Terras Altas ou shitake (pode usar as três variedades misturadas) limpos em fatias de 0,5cm
50ml de conhaque
150ml de caldo de carne
150ml de nata fresca
Sal e pimenta do reino a gosto

1. Em uma frigideira rasa, derreta a manteiga e salteie, em fogo baixo, o alho finamente picado. Acrescente os cogumelos e o sal e mexa constantemente, até que comecem a murchar.
2. Com a ajuda de uma concha, adicione o conhaque e flambe COM MUITO CUIDADO para não se queimar! (Se não estiver seguro/a do que está fazendo, pule este passo.) Quando o fogo apagar, junte o caldo de carne. Deixe apurar bem até reduzir o líquido e então junte a nata. Aguarde levantar fervura e encorpar, acerte o sal e a pimenta e sirva sobre os filés ou sobre talharim cozido.

stock xchng covanbraak
Cogumelos recheados
(6 porções)
2 colheres (sopa) azeite de oliva
2 dentes de alho picados
50g de vinho branco
100g caldo de vegetais
18 cogumelos tipo Paris ou Terras Altas médios
2 colheres (sopa) de farinha de rosca
100g queijo gorgonzola + 40g parmesão ralado
Pimenta do reino, salsinha e sal a gosto

1.        Retire os cabinhos dos cogumelos e pique-os. Reserve os chapéus. Murche o alho com o azeite de oliva. Junte os cabinhos picados e refogue bem até que fiquem bem macios. Acrescente o vinho branco e o caldo de legumes e deixe levantar fervura. Desligue, junte a farinha de rosca, acerte o sal e pimenta.
2.        Recheie os chapéus dos cogumelos colocando embaixo 1/18 avos do gorgonzola e cobrindo com o refogado. Polvilhe com parmesão. Leve ao forno alto, e pré-aquecido, por 15 minutos ou até os cogumelos ficarem macios.

Luciane Daux
Sopa-creme de cogumelos e alho poró
(4 porções)            
3 colheres (sopa) de manteiga
1 xícara (chá) de alho poró em rodelas finas
2 dentes de alho picados
400g de cogumelos frescos Paris ou Portobello picados em 4 partes (separar alguns para decorar)
½ xícara (chá) de vinho do Porto
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
1,5 litro de caldo de legumes
200ml de creme de leite
Sal e pimenta do reino a gosto

1.        Em uma panela de fundo grosso, em fogo médio, aqueça a manteiga e murche o alho poró.  Acrescente o alho e deixe ficar murchinho também. Junte os cogumelos picados e refogue até que fiquem macios.
2.        Acrescente o vinho do Porto e deixe evaporar. Junte então acrescente a farinha de trigo e mexa bem. Aos poucos, junte o caldo de legumes quente, mexendo sempre para não empelotar. Deixe cozinhar por 10 minutos. Bata o creme no liquidificador ou com o mixer e leve de volta à panela.

3.        Junte o creme de leite, acerte o sal e a pimenta. Sirva.

sexta-feira, agosto 09, 2013

09/08/2013 - Abracadabra! Tudo pronto em 30 minutos para o almoço do dia dos pais

EDIÇÃO DE 09/08/2013  DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA, por Luciane Daux
Nesses dias onde o tempo é objeto de luxo, livros como “Nigella Express”, de Nigella Lawson, “30 minutos e pronto”, do também inglês Jamie Oliver ou as “50 receitas fáceis e rápidas” (foto) da simpática Palmirinha, são consultados em busca de preparações simples e gostosas, mas que caibam na agenda corrida. As receitas do tipo abracadabra podem ser surpresas deliciosas. Para esse domingo, faça uma delas e aproveite o tempo extra para mimar seu papai


Enogastronomia nas noites de 2ª feira
Duas noites de 2ª feira dedicadas aos prazeres da enogastronomia, com o jornalista e sommelier João Lombardo harmonizando e comentando os vinhos e comigo, elaborando e comentando a gastronomia. Ambas na Decanter, sob reserva pelo fone 3223-1500.
·         12/8 às 20h30m – Jantar: Vinho, música e gastronomia. Em uma noite embalada pelos músicos Christian Brenner e Arnou de Melo, jantar harmonizado e comentado com os pratos da cozinha francesa.
·         19/8 às 20,30h – Aula: Cozinhando para o vinho. Exercícios de prazer sensorial onde técnicas e ingredientes para o preparo dos pratos valorizam os excelentes vinhos escolhidos para a noite. Uma aula descontraída e didática sobre harmonização enogastronômica.

Monica Correa
Sábados na Bocaiuva
O Emporium Jazz já se consagrou como o melhor programa de inverno das tardes de sábado, onde a gente da cidade se encontra. Confira a agenda de agosto:
10 – Luciane Daux e a tradicional tarde árabe (Luciane Daux Gastronomia)
17 - André Vasconcelos (Bistrô Muito Além do Jardim)
24 – Marli e Fernando Gomes (Estação 21)
31 – Harmonizadas Harmoniosas fazendo boeuf bourguignone (foto).

Ana Aguirre
Moqueca de siri em 30 minutos
1 cubo de caldo de peixe desmanchado em 250ml de água
500 g de carne de siri limpa
4 colheres de sopa de azeite de oliva 
2 dentes de alho picados
2 tomates em rodelas
1 cebola em rodelas
1 pimentão verde em rodelas
1 vidro pequeno de leite de coco
2 colheres de sopa de coentro fresco picado 
4 colheres de sopa de azeite de dendê
cebolinha verde
2 colheres de sopa de manteiga
farinha de mandioca
 sal a gosto

1. Aqueça um pouco de azeite de oliva, junte a cebola, pimentão e os tomates e refogue por cerca de 5 minutos.
2. Junte a carne de siri, sal e deixe cozinhar por 10 minutos.  Junte o caldo de peixe, e adicione o coentro picado. Por último, acrescente uma colher de sopa de azeite de dendê. Salpique de cebolinha verde.
4. Farofa de dendê: derreta a manteiga, junte o dendê restante, a farinha de mandioca, sal, e faça uma farofa, no fogo baixo. Sirva a moqueca com arroz branco e a farofa de dendê.

Arroz Urbano
Adicionar legenda
Risotto de lingüiça calabresa com cerveja preta
1/2 kg de lingüiça calabresa sem pele, em rodelas de 1cm
4 colheres de sopa de azeite de oliva
1 colher de sopa de manteiga
1 cebola média picada
2 dentes de alho picados
3 xícaras (chá) de cerveja preta
1 ½  xícara (chá) de arroz parboilizado
½ xícara (chá) de queijo parmesão
½ xícara (chá) de salsinha picada
sal a gosto

1. Frite a lingüiça no azeite de oliva, mexendo até dourar. Junte a manteiga, o alho picado, a cebola picada e continue refogando, até a cebola ficar transparente. À parte, leve a cerveja mais 1 xícara de água para ferver, em outra panela.
4. Junte o arroz na panela com a linguiça e refogue, sempre mexendo. Adicione a cerveja fervente com a água e misture.  Tampe e cozinhe por 15 a 20 minutos, no fogo baixo.  Acerte o sal, incorpore a salsinha, mexa delicadamente e retire do fogo. Polvilhe o queijo parmesão, misture cuidadosamente e sirva em seguida.
7. Rende 6 porções.


quinta-feira, agosto 08, 2013

"Dia do Vinho" com Casa Valduga, na Essen Imperial

Fotos Edson Leite
João Valduga
Com a presença de João Valduga, enólogo e proprietário da Casa, acontecerá o "Dia do Vinho", no dia 13 de agosto, na Essen Imperial. Será um jantar harmonizado com 40 produtos da Casa Valduga, entre eles os espumantes Dommo do Brasil e  Casa da Madeira.

O jantar do dia 13 de agosto será
harmonizado com os vinhos da
Casa Valduga.
A Essen Imperial e Enoteca Decanter fica em São José. É um espaço para eventos enogastronômicos, com cozinha gourmet e wine bar. Uma criteriosa seleção de vinhos e espumantes está disponível, assim como itens diferenciados na delicatessen.  


sexta-feira, agosto 02, 2013

02/08/2013 - Damasco seco, sabor de mil promessas

EDIÇÃO DE 02/08/2013  DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA, por Luciane Daux
Stock Xchng hirekatsu 
Um azedinho gostoso que nos remete às mil e uma noites, misteriosas promessas, sabores secretos. Quando penso em damascos secos imagino um molho denso cobrindo assados de longa duração como pernis de cordeiro e porco, ou na delicadeza de um salmão coberto por uma calda dourada da fruta. Ou ainda pães com a sua geleia, ou queijos de sabor marcante, que casam perfeitamente com os sabores ora delicados ora agressivos do damasco seco. Queridinho das nutricionistas, pelo seu alto teor de fibras e a praticidade de se transformar em um lanche rápido e fácil de levar na bolsa, hoje ele vem em dois pratos elegantes para a sua mesa, e também na beleza da flor do damasqueiro, originário da China e as terras siberianas, cujo fruto in natura (abricó) encontramos hoje em supermercados.

Stock Xchng alidata
“Além do seu sabor, que alterna entre o doce e o azedinho, o Damasco Seco apresenta valores nutricionais bastante interessantes.
A fruta é rica em fibras, 
vitamina C, potássio e outros minerais
como o magnésio, cálcio e sódio. São recomendadas
porções de cinco unidades para
um lanche completo.
” Fonte: WWW.lavioletera.com.br

Luciane Daux
Mercado São Jorge: para curtir
Num sábado pela manhã, enquanto tomava um caffe latte muito bem tirado, cremoso como deve ser, circulei pelo Mercado São Jorge, encantada. Cogumelos (também secos), legumes e verduras fresquíssimos. Sais variados (foto), produtos orgânicos, panelas de cerâmica. Objetos de decoração, pães e bolos caseiros, entre outras surpresas agradáveis, despertam o desejo da gente querer voltar. Voltarei. É um passeio super agradável! Fica na Rua Brejaúna, 43, no Itacorubi.

Luciane Daux
Para a happy hour
Esse aperitivo faço em casa e sempre agrada na hora de receber os amigos. Amasse com o garfo 100g de queijo roquefort misturado a duas colheres (sopa) de creme de leite. Corte alguns damascos secos ao meio. Faça bolinhas com o creme de roquefort e recheie os damascos. Ulalá, bom demais!


















Divulgação
Risotto Hercílio Luz
(4 porções)
3 1/2 xícaras (chá) de arroz arbóreo
1 xícara (chá) de cada: damascos secos em cubos, nozes quebradas, queijo gorgonzola em cubos
¾ xícara (chá) de cebola picada
1 ½ colher (sopa) de alho picado
4 colheres (sopa) de manteiga
1 ½ xícara (chá) de vinho branco seco
¾ xícara (chá) de queijo parmesão ralado
10 xícaras (chá) de caldo de legumes
2 colheres (sopa) de cada: salsa e cebolinha picadas

1.        Inicie o risoto refogando o alho e a cebola na manteiga até que fiquem macios e transparentes.
2.        Adicione o arroz arbóreo e o vinho, dando inicio ao cozimento do arroz.  Vá adicionando o caldo de legumes aos poucos mexendo a todo instante até que o arroz fique al dente.
3.        Finalize o risoto adicionando os damascos, as nozes, o parmesão, a salsa e a cebolinha.
4.        Misture bem os ingredientes até o queijo estar derretido e o risoto bem cremoso e, por último, coloque os pedaços de gorgonzola e misture delicadamente. Se necessário corrija o sal.
5.        O autor da receita que homenageia o cartão postal da nossa cidade, Chef Jordan Franzen, da Risotteria Suprema, sugere um vinho Pinot Noir para acompanhar o prato.

Semifreddo de damascos, água de rosas e castanhas do Pará
(6 porções)
1 lata de cada: leite condensado e creme de leite
1 colher (sopa) de manteiga
3 ovos
150g de damascos secos
100g de castanhas do Pará
2 colheres (sopa) de água de rosas (opcional)

1.        Faça um brigadeiro branco mole com o leite condensado, manteiga e as gemas, em fogo médio-baixo, desligue e acrescente o creme de leite. Deixe esfriar um pouco.
2.        À parte, bata as claras em neve e misture ao creme de brigadeiro branco.
3.        Pique bem o damasco e a castanha do Pará, e misture com delicadeza ao creme, junto com as duas colheres de água de rosas.
4.        Coloque em uma forma de bolo inglês forrada com filme PVC (vai ajudar na hora de desenformar), leve ao congelador por pelo menos 12 horas antes de servir.
5.        Desenforme e sirva em fatias.



Sinta-se à vontade para comentar os posts.
(faça seu comentário ao final de cada post, no símbolo da canetinha).

Obrigada pela visita!

Lu