Gastronomia, culinária e outros interesses para os apaixonados
pelo prazer de cozinhar, comer bem e harmonizar.

Por Luciane Daux

domingo, dezembro 05, 2010

03/12/2010 - Hoje é dia de picadinho!

EDIÇÃO DE 03/12/2010 DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA,
por LUCIANE DAUX

(foto divulgação)
Dizem que o picadinho é carioca, dos botequins do boêmio bairro da Lapa. Mas é também é frequentador de lugares como o elegante Copacabana Palace, onde era servido nas altas horas da madrugada na boate daquele hotel, para forrar o estômago. Sob esse pretexto, a carne picadinha começou a fazer sucesso entre a alta sociedade carioca e as estrelas de Hollywood que freqüentavam o Rio de Janeiro, nas décadas de 1950 e 1960. Cheio de parentes famosos como o Boeuf Borguignone, Goulash ou mesmo o Strogonoff, é sempre muito bem-vindo à mesa.
Essa é a receita simplificada para o tradicional Boeuf Borguignone.
1 kg de músculo bovino em cubos de 3 cm de lado
1 cebola picada
1/3 xícara (chá) de farinha de trigo
1/2 colher (chá) de açúcar
3 xícaras (chá) vinho tinto seco
2 xícaras (chá) de caldo de carne
salsinha, tomilho, louro, sal e pimenta do reino a gosto
100 g de bacon cortado em cubos de 1 cm
2 cenouras em cubos de 2 cm
200 g cebolinhas
4 cravos da India
200 g de cogumelos em conserva

1. Aqueça em uma panela o azeite, e refogue a cebola.
2. Tempere a carne com sal e pimenta e polvilhe a farinha de trigo e leve para refogar com a cebola. Polvilhe o açúcar, refogue até dourar.
3. Adicione o vinho, o caldo de carne, os talos de salsinha, o tomilho, o louro, acerte o sal e a pimenta. Baixe o fogo e deixe cozinhar por 2 horas.
4. À parte, doure o bacon, junte a cenoura, as cebolinhas com o cravo espetado e refogue. Junte o cogumelo, tampe por 5 minutos e sirva.

Gosto pelo simples (foto Niemeyer karlacunha.com.br)
Picadinho de carne é o prato preferido de Oscar Niemeyer, 102 anos, arquiteto que, entre muitas obras-primas, desenhou os edifícios públicos de Brasília. É dele a frase que diz: “Não é o ângulo reto que me atrai, nem a linha reta, dura, inflexível, criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual, a curva que encontro nas montanhas do meu país, no curso sinuoso dos seus rios, nas ondas do mar, no corpo da mulher preferida. De curvas é feito todo o universo, o universo curvo de Einstein.”Picadinho tradicional
1kg de carne bovina (alcatra, coxão mole ou até filé mignon)
1 colher (sopa) de farinha de trigo
100g de toucinho defumado picadinho
1 folha de louro
1 cebola grande picada
2 dentes de alho picados
500ml de caldo de carne
Salsinha picada a gosto
Sal e pimenta do reino a gosto

1. Leve para dourar em pouco óleo o toucinho e a cebola picados. Quando estiverem dourando, junte o alho picado e refogue.
2. Corte a carne em cubinhos de 2cm de lado, tempere. Polvilhe a farinha de trigo sobre a carne.
3. Junte a carne à cebola e alho refogados e, no fogo alto, doure os cubinhos até tomarem bastante cor e vá acrescentando o caldo de carne aos poucos. Baixe o fogo, deixe o molho engrossar.


À francesa (foto Gite Boiesseau)
Essa é a receita simplificada para o tradicional Boeuf Borguignone.
1 kg de músculo bovino em cubos de 3 cm de lado
1 cebola picada
1/3 xícara (chá) de farinha de trigo
1/2 colher (chá) de açúcar
3 xícaras (chá) vinho tinto seco
2 xícaras (chá) de caldo de carne
salsinha, tomilho, louro, sal e pimenta do reino a gosto
100 g de bacon cortado em cubos de 1 cm
2 cenouras em cubos de 2 cm
200 g cebolinhas
4 cravos da India
200 g de cogumelos em conserva

1. Aqueça em uma panela o azeite, e refogue a cebola.
2. Tempere a carne com sal e pimenta e polvilhe a farinha de trigo e leve para refogar com a cebola. Polvilhe o açúcar, refogue até dourar.
3. Adicione o vinho, o caldo de carne, os talos de salsinha, o tomilho, o louro, acerte o sal e a pimenta. Baixe o fogo e deixe cozinhar por 2 horas.
4. À parte, doure o bacon, junte a cenoura, as cebolinhas com o cravo espetado e refogue. Junte o cogumelo, tampe por 5 minutos e sirva.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para comentar os posts.
(faça seu comentário ao final de cada post, no símbolo da canetinha).

Obrigada pela visita!

Lu