Gastronomia, culinária e outros interesses para os apaixonados
pelo prazer de cozinhar, comer bem e harmonizar.

Por Luciane Daux

quinta-feira, dezembro 30, 2010

31/12/2010 - Receita para o ano que vem

EDIÇÃO DE 31/12/2010 DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA,
por LUCIANE DAUX

(foto jujupjr/Divulgação)
Comecemos o dia com um banho energético. Depois, vamos para a cozinha! Para atrair dinheiro, lentilhas. Romã, para ter uma vida coberta de bênçãos. Para andar para frente, pernil de porco! Frutas vermelhas para conquistar (e, nesses nossos tempos, manter) um amor, e suspiros para doces momentos com esse amor. Espumante para celebrar, sempre. Ahhhh, está pronto o cardápio. Agora, com fé, vamos pedir por um ano novo de paz e amor - que é o que lhes desejo, meus queridos leitores. Que em 2011 nos apaixonemos por tudo o que fizermos - todos os dias -, porque essa é a parte mais gostosa da vida!

Banho de energia e proteção (foto São Jorge Divulgação)
Junte uma espada de São Jorge partida em três (retirando-se a ponta e a raiz), alguns galhos de guiné, alecrim, folhas de louro, arruda e punhados de alfazema. Ferva 3 litros de água, jogue ali as ervas, desligue o fogo e abafe. Derrame sobre os ombros depois do banho e o corpo deixe secar sozinho. Quem já fez garante que funciona ...

Ceia econômica
Você pode fazer uma bela Ceia de Reveillon com pouco dinheiro, sabia? É só escolher bem os pratos e caprichar. Veja abaixo as minhas sugestões para você entrar em 2011 sem se preocupar com excesso de despesas  (orçamento feito com preços colhidos na data de hoje):

(foto Luciane Daux/Divulgação

Mjadra (lentilhas) )
500g de lentilhas secas
1 cebola grande picada
4 cebolas grandes em rodelas de 0,5cm
6 dentes de alho picados
4 colheres (sopa) de manteiga
2 xícaras (chá) de arroz cozido
1 lingüiça calabresa (opcional)
Sal e pimenta do reino a gosto

1. Refogue a cebola e o alho em uma colher de manteiga. Se desejar, acrescente a lingüiça em rodelas agora.
2. Lave a lentilha, escorra e junte à cebola refogada, com 1,5l de água, sal e pimenta do reino. Cozinhe em fogo baixo por uma hora ou até ficar macio. Desligue, junte o arroz cozido, reserve.
3. À parte, leve as cebolas em rodelas ao fogo baixo com o restante da manteiga, até ficarem quase carameladas (pode levar uns 40 minutos). Sirva a cebola sobre a lentilha.
4. Rendimento: 10 porções

 (foto divulgação)

Pavlova refrescante
2 colheres (sopa) de açúcar
200g de nata fresca
2 taças de espumante moscatel
4 xícaras (chá) de morangos (amoras, framboesas: opcional)
2 xícaras (chá) de suspiros ou merengues
½ xícara (chá) de pistaches picados (opcional)

1. Bata a nata com o açúcar até obter um chantilly leve e fofo. Amasse ligeiramente os merengues e misture ao chantilly.
2. Em 4 copos ou taças transparentes (ou 10 tacinhas menores), coloque no fundo um pouco do espumante moscatel e comece a montagem: uma camada de frutas, outra de chantilly, e outra de pistache. Repita e termine com as frutas. Não deixe o espumante encostar no merengue.
3. Sirva bem gelado.
4. Rendimento: 4 porções normais ou 10 mini-porções.

Pernil de porco assado simples
1 pernil com osso de aproximadamente 4 kg

Marinada (bata no liquidificador):
250 ml de vinho branco seco
Raspas de 4 limões sicilianos
Suco de 4 limões sicilianos
200 ml de azeite
10 dentes de alho
1 cebola branca
1/2 xícara (chá) de folhas de alecrim
sal e pimenta do reino a gosto

1. Lave o pernil, retire o excesso de gordura, e perfure-o com um garfo. Coloque numa bacia e despeje sobre ele a marinada, juntando algumas folhas de louro. Deixe tomando gosto na geladeira, tapado, por 24 horas, virando de vez em quando.
2.Passe o pernil para uma assadeira, junto com a marinada, e cubra com papel alumínio.
3. Abaixe o calor do forno para médio. Asse o pernil coberto por 2,5 a 3 horas, regando sempre, até que, perfurando com uma faca bem afiada, não saia mais um líquido rosado, e sim transparente.
4. Tire o papel alumínio, asse o pernil por mais 45 minutos a uma hora, até dourar.
5. O molho da assadeira, passe pela peneira e apure em uma panela, até reduzir bem. Retire o excesso de gordura com uma colher, e sirva.

Para acompanhar você pode fazer:
1 - Um arroz temperado. Cozinhe o arroz normalmente. À parte, refogue no azeite de oliva, tudo bem picadinho: aipo, cenoura, cebola roxa. Junte ao arroz e salpique amêndoas laminadas.
2 - Uma farofa com frutas secas. Faça a farofa normal, com manteiga, deixando bem úmida. Depois acrescente, a gosto: damascos picados, passas, maçã verde, salsinha, bacon frito e esmigalhado.

Outras receitas para o seu Reveillon aqui:
- Com carne de porco:
 http://lucianedaux.blogspot.com/2010/11/29102010-carne-suina-saudavel-e-leve.html
 http://lucianedaux.blogspot.com/2008/12/30112008-cozinha-de-estar-viva-o.html
 http://lucianedaux.blogspot.com/2008/11/18102008-cozinha-de-estar-uma-cozinha.html

- Com bacalhau:
 http://lucianedaux.blogspot.com/2009/04/03042009-bacalhau-tradicao-na-pascoa.html
 http://lucianedaux.blogspot.com/2010/08/27082010-azeite-de-oliva-aromas-e.html
 http://lucianedaux.blogspot.com/2009/09/04092009-na-cozinha-da-corte-imperial.html
 http://lucianedaux.blogspot.com/2010/04/02042010-pascoa-tradicional.html

terça-feira, dezembro 28, 2010

Receita de charutinho de folha de parreira em tempo real - receita libanesa

Você pode fazer essa receita substituindo as folhas de parreira
por folhas de couve ou repolho, aferventadas
Acabei de fazer essa receita! E de almoçá-la! Experimente fazer em casa, porque é super-fácil e muito saborosa. Receita que aprendi a fazer com a minha avó Lídia Boabaid Daux.

Folhas de parreira: escolha as mais
claras e tenras


 CHARUTINHOS DE FOLHA DE PARREIRA
48 folhas de parreira tenras
250g coxão mole bovino moído
1 xícara (chá) de arroz branco cru
1 cebola média picada
4 dentes de alho picados
1 colher (chá) de hortelã picada
1 colher (sopa) de suco de limão
1 colher (sobremesa) de pimenta síria moída
1 colher (sobremesa) de sal

Molho:
2 cebolas picadas
4 dentes de alho picados
2 colheres (sopa) de manteiga
1 colher (sopa) de azeite de oliva
1 tomate picado
1 colher (chá) de sal


1. Escolha folhas de parreira tenras e clarinhas. Lave bem, corte o cabinho e deixe escorrer. Reserve.
2. Faça um refogado com a cebola e alho na manteiga, junto com azeite de oliva, até dourarem. Junte o tomate e refogue rapidamente. Desligue, reserve.
3. À parte, misture bem a cebola, alho sal, pimenta síria, carne moída e arroz cru.
4. Coloque a quantidade de uma colher de sobremesa de recheio sobre cada folha.
5. Dobre as pontas de cima e de baixo, como se estivesse fazendo um embrulho. Agora enrole em torno da carne as pontas restantes, fazendo um rolinho. Atenção: esse rolinho deve ficar um pouco frouxo, pois o arroz vai crescer no cozimento e precisa de espaço.
Não deixe de colocar o prato invertudo
sobre os charutinhos antes de levar ao
fogo!
6. Vá colocando cada charutinho na panela sobre o refogado, de forma que todos fiquem bem juntinhos e não sobre espaço vazio.
7. Coloque um prato sobre os charutinhos, a parte côncava para baixo. Isso porque quando a água começar a ferver, pode fazer os charutinhos abrirem e o peso do prato impede que isso aconteça.
8. Coloque água fervendo sobre o prato, até que as bordas fiquem cobertas.
9. Cozinhe sem tampar em fogo médio por 10 minutos e desligue.
10. Deixe repousar por 15 minutos e sirva com limão.


segunda-feira, dezembro 27, 2010

Costelinha de porco fácil harmonizada com cerveja - dica para o Reveillon

A Eisenbahn São Sebá é uma Belgian Dubbel, do tipo Ale, de corpo médio e coloração que varia do avermelhado ao marrom escuro. A cerveja, vencedora do III Concurso Mestre Cervejeiro Eisenbahn, possui um teor alcoólico um pouco mais alto que outras cervejas e por isso combina com carnes fortes como carnes de caça, ou gordurosas como a costela de porco.

A receita abaixo está disponível no cardápio do Restaurante Figueira, casa especial de Blumenau que comercializa a Eisenbahn São Sebá. Além da gordura da costelinha de porco, a São Sebá também harmoniza perfeitamente com este prato graças ao molho barbecue, que leva açúcar na sua receita. Isso porque a cerveja possui um sabor que remete ao malte, levemente adocicado, amargor médio e aroma de caramelo e chocolate, que combina com notas doces.

Costelinha de Porco ao Molho Barbecue
1kg de costela de porco

Marinada
(Deixe a carne marinar nesta mistura por 12h na geladeira)
200 ml vinho branco seco
150 ml água
1 cebola média
2 dentes de alho
1 colher de sopa de sal
3 ramos de tominho fresco
1 pitada de pimenta calabresa

Molho Barbecue:
450 g polpa de tomate
40 g de alho
40 g de cebola
1 tablete caldo de carne
100 g de açúcar cristal
100 g de bacon defumado
1 colher de sopa de vinagre de vinho
pimenta a gosto

Modo de fazer:
1. Asse a costelinha no forno a 180 graus por 40 minutos, coberta com papel alumínio. Depois retire o papel alumínio e asse por mais 20 minutos ou até ficar dourado.
2. Molho Barbecue - Refogue a cebola e o alho com um pouco de manteiga, acrescente o bacon, mas sem a necessidade de fritá-lo. Acrescente o açúcar e deixe caramelizar. Junte o vinagre mexendo bem e depois a polpa de tomate e o caldo de carne. Deixe cozinhar por aproximadamente 20 minutos, em fogo baixo.

Sugestão de acompanhamento: Corte batatas e asse junto com a costela na própria marinada.
Sirva a Costela coberta com o molho e uma Eisenbahn São Sebá!
Fonte: Sara Caprario Assessoria de Imprensa

sexta-feira, dezembro 24, 2010

24/12/2010 - Feliz e colorido Natal

EDIÇÃO DE 24/12/2010 DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA,
por LUCIANE DAUX





Feliz e colorido Natal
Supermercados lotados e você não sabe ainda o que vai fazer para receber a família, hoje? Vamos lá: tenho várias dicas para a sua ceia, com ingredientes que você encontrará até no mercadinho da esquina, senão na sua geladeira! Decore a mesa com coisas simples, como carambolas e aniz estrelado. Quando colocamos o coração naquilo que fazemos, tudo fica mais bonito e mais gostoso. Feliz Natal!

Minha mensagem
Faço das palavras de Fernando Pessoa, no Poema do Menino Jesus, minha oração e minha mensagem para vocês, queridos leitores!

 
Guirlanda light
foto guiadafesta.com/Divulgação
Olha que boa dica para a sua forma e o seu bolso: troque as nozes e avelãs por tomatinhos temperados com sal e orégano, pepinos japoneses com limão, azeitonas, dadinhos de queijo branco, tudo disposto em formato de guirlanda. Além de leve, fica lindo! (Fonte guiadafesta.com/Divulgação)








(Foto Chica end Jo/Divulgação)
Sobremesa fresquinha
Use o mesmo cortador de biscoitos da salada para cortar melancia, melão, abacaxi e outras frutas e coloque-as em uma taça cheia de gelo. Refrescante e lindo!


Coluna online
Mais dicas e receitas? Acompanhe a Cozinha de Estar online, em WWW.ndonline.com.br.


(Foto Nekori/Divulgação)
 Salada estrelada
300g presunto ou peito de peru defumado
300g cenoura
300g queijo branco em fatias de 0,5cm
1 maçã vermelha
1 maçã verde
2 tomates sem sementes
1 pé de alface crespa
1 carambola em fatias

Molho:
½ xícara (chá) maionese
½ xícara chá de água
1 colher (sopa) de mostarda
Sal e pimenta do reino a gosto

1. Corte todos os ingredientes – exceto a carambola e a alface –usando um cortador de biscoitos no formato de estrela. Você encontra esse acessório no vão central do Mercado Público ou até mesmo em supermercados.
2. Misture os ingredientes do molho.
3. Forre uma travessa com a alface e arrume sobre ela a carambola e os outros ingredientes cortados, servindo o molho à parte.


(Foto Fotobank/Divulgação/ND)
Mini panetones recheados
8 mini panetones
300g de nata fresca
1 pacote de suspiros
300g de morangos limpos
Açúcar para polvilhar

1. Corte os morangos em quatro e reserve.
2. Bata a nata fresca até o ponto de chantily.
3. Esmigalhe grosseiramente os suspiros e misture à nata batida, junto com os morangos
4. Corte uma tampa dos panetones e retire os miolos, cuidando para preservar a casca.
5. Recheie cada panetone com o creme de morangos, recoloque a tampa e polvilhe com açúcar de confeiteiro. Sirva gelado.



(Foto Rodrigo Ormond para Tyson/Divulgação)
Gran Ave à provençal com mini legumes
1 Gran Ave Macedo
500g de mini batatas
200g de mini cenouras
200g de mini milhos
200g de mini cenouras
200g de cogumelos terras altas
300g de brócolis chinês
2 cabeças de alho
½ xícara (chá) de alecrim fresco
Sal a gosto
Azeite de oliva para untar

1. Descongele a Gran Ave, deixando-a na prateleira mais baixa da geladeira de um dia para o outro.
2. Tire a ave da embalagem. Retire de dentro dela os miúdos. Não lave a ave.
3. Lave e seque os legumes. Separe os dentes de alho, mantendo a sua pele. Junte os galinhos de alecrim fresco. Tempere com sal e pimenta do reino, regue com azeite de oliva. Reserve.
4. Coloque a Gran Ave numa assadeira, e cubra com papel alumínio. Leve ao forno médio pré-aquecido por 2h.
5. Retire a assadeira do forno. Molhe a ave com o caldo que se formou no fundo. Ajeite todos os legumes reservados e crus em torno da ave e leve a assadeira de volta ao forno médio, desta vez sem o papel alumínio.
6. Deixe assar por mais 30 a 40 minutos, ou até a ave estar dourada e os legumes cozidos.
7. Sirva a ave e os legumes assados como guarnição.
8. Fonte: WWW.tyson.com.br

sexta-feira, dezembro 17, 2010

Fim de ano, de novo!

EDIÇÃO DE 17/12/2010 DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA,
por LUCIANE DAUX

(foto divulgação)
Você se deu conta que - de novo - Papai Noel está chegando e 2010 acaba em duas semanas? Todos os presentes que faltam comprar, o amigo secreto do pessoal do escritório, as ceias para a família ... Como assim, se ontem mesmo começou o ano? A saída é a praticidade. Pastinhas que podem ficar prontas e congeladas, esperando o melhor da festa, e um ponche que é só misturar os ingredientes vão dar um tom elegante, sem perder de vista o sabor e a beleza, afinal é tempo de festejar!

Receitas de presente (foto divulgação)
Livros são sempre ótimos presentes. E os de culinária, são um coringa na manga: todo mundo gosta. Veja esses, com preços promocionais ótimos (valores coletados na semana do dia 13/12/2010):
Jamie Oliver: o chef sem mistérios (Jamie Oliver). R$ 29,80 na WWW.submarino.com.br
Culinária de todas as cores (PubliFolha) – desde massas, chocolates, grelhados, etc. Cada livro da coleção tem 200 receitas e custa de R$ 15,90 a R$ 19,90. www.saraiva.com.br
Julieta no Mundo da Culinária - Almanaque Maluquinho (Ziraldo). Uma volta mágica ao mundo da cozinha, com a Turma do Menino Maluquinho. Receitas e história para crianças. R$ 19,00 na WWW.siciliano.com.br

Cestas prontinhas
Você nem tem que se preocupar em escolher os produtos. Cada cesta contém uma variedade de petiscos, azeites de oliva, massas, azeitonas, chocolates, vinhos e espumantes, entre outras delícias, inclusive naturais. A partir de R$ 40,00, sem limite de preço - dependendo do que você escolher, sempre vai ter uma que caiba no seu bolso:
Essen Decanter (foto) - Rua Hermann Blumenau, 207 – Centro – Tel. 3223-1500
Emporium Bocaiuva - Rua Bocaiuva, 1901 – Tel. 3224-1670
Hippo Supermercados - Rua Almirante Alvin, 555 e Rua Almirante Lamego, 761 – Tel. 3222-6600
Syga Verde - Avenida Prefeito Osmar Cunha, 183 e Rua Manoel Severino Oliveira, 332 – Tel. 3224-9379
Angeloni Supermercados – várias lojas. Tel. 4002-6060

Pastas a base de ricota (foto Benjamin Abraao)
Receitas super fáceis para você fazer agora e congelar, e usar no Natal ou Ano Novo. Para fazê-las, basta bater na processadora todos os ingredientes. Para enfeitar, sirva dentro do pão italiano sem o miolo. Para acompanhar, torradinhas.

Salsinha com alho
200g de ricota
100g de creme de leite
2 dentes de alho
½ maço de salsinha
Sal e pimenta do reino a gosto

Azeitonas pretas
200g de ricota
50ml de azeite de oliva
150g de azeitonas pretas sem caroço

Ponche de frutas vermelhas e hortelã (foto Blog Trem Bom)
Receita da Valentina, do Blog Trem Bom. Achei uma delícia, super-fácil de fazer e refrescante.

1kg morangos partidos
300g framboesas
300g amoras pretas
1 xícara folhas de hortelã
Gelo
½ litro suco de grapefruit
1 ½ vinho espumante rosé

1. Coloque as frutas numa poncheira, seguida das folhas de hortelã.
2. Acrescente o suco de grapefruit e vinho espumante rosé, seguido do gelo.
3. Sirva na hora.

sexta-feira, dezembro 10, 2010

10/12/2010 - Gostoso calmante natural

EDIÇÃO DE 10/12/2010 DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA,


por LUCIANE DAUX

(foto divulgação)
Fruta tropical, o nome vem do tupi mara kuya (fruto que se serve ou alimento na cuia). Fora do Brasil, o maracujá é conhecido como fruto da paixão, numa referência à Paixão de Cristo, a coroa da flor simbolizando a coroa de espinhos e os cravos da crucifixação. Seu extrato (Passiflora) é indicado no tratamento de insônia, irritação, agitação. Seja em forma de suco, mousse ou sorvete, é gostoso, tem poucas calorias e é naturalmente zen!

O segredo está na casca (foto Coxixo)
Está na moda, mas farmácias e nas casas de produtos naturais. Segundo estudo feito na UFRJ, a farinha feita com a parte branca da casca do maracujá possui uma substância chamada pectina, capaz de baixar as taxas de açúcar no sangue e de bloquear a absorção de gordura! A pectina é uma fibra solúvel que em nosso organismo forma um gel, dificultando a absorção de carboidratos de uma maneira geral, inclusive da glicose.

Cantada de bom gosto (foto faunaeflorauna)
Se alguém lhe chamar: “minha flor de maracujá”, não pense que você é azeda. Aceite como um elogio. Também conhecida como Flor da Paixão, tem uma beleza extraordinária, você não concorda?












Molho para carnes (foto easyvoyage)
polpa de 6 maracujás maduros
2 colheres (sopa) de açúcar
100ml de água
1 colher (sopa) rasa de amido de milho
1 gema
2 colheres (sopa) de manteiga
1 pitada de sal

1. Misture a polpa, açúcar, água e amido de milho. Separe ¼ dessa mistura e leve o restante ao fogo, mexendo até engrossar.
2. À parte, misture a gema ao ¼ de polpa fria e junte ao molho na panela.
3. Leve de volta ao fogo baixo, mexendo sempre até engrossar de novo.
4. Tire o molho do fogo, acerte o sal e junte a manteiga gelada, misturando até que o molho fique bem brilhante.
5. Esse molho vai bem com salmão, camarão e frango e lombo de porco.

Maracujá em camadas (foto bbcgoodfood)
250g de cream cheese Philadelphia
6 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de essência de baunilha
300g de nata fresca
Polpa de 6 maracujás
½ copo de suco de laranja
3 fatias de pão-de-ló
3 pêssegos fatiados

1. Bata o cream cheese com o açúcar e a baunilha até ficar macio.
2. À parte, bata a nata até virar chantilly e junte ao cream cheese.
3. Misture a polpa de maracujá ao suco de laranja.
4. Forre o fundo de um recipiente grande de vidro com as fatias de pão-de-ló.
5. Coloque por cima metade da polpa de maracujá, metade das fatias de pêssego e metade do chantilly.
6. Repita as camadas, terminando com as fatias de pêssego.
7. Faça de véspera e sirva gelado.
8. Fonte: WWW.bbcgoodfood.com

segunda-feira, dezembro 06, 2010

Trufas da Toscana - o simples sabor do luxo


Visitando a equipe Savitar: Elena Falaschi, Giulia Cecchini,
eu, Claudio Savini e Cinzia Cossu (foto Luciana Moreira)


  Estive, em outubro deste ano, visitando Claudio Savini em San Miniato, Toscana. Comigo, dois amigos brasileiros: Luciana Moreira e Erick Skrabe. Fomos recebidos para um almoço por Claudio, na sala de refeições da empresa, onde uma enorme mesa oval nos acolheu. Já podíamos sentir o perfume peculiar das trufas, e, com o apetite aguçado por esse aroma, fomos servidos de um banquete. Fizeram-nos companhia a equipe do tartufaio, composta somente por cinco pessoas que vivem e respiram a Savitar com cuidados que beiram o preciosismo. Por exemplo, a origem das embalagens dos seus produtos é auditada, garantindo ao consumidor que o produto final global será genuinamente italiano, e da melhor procedência.

Banquete dos deuses

Foto Luciane Daux

O primo piatto foi uma pasta fresca com finas lâminas de trufas brancas, e abriu a tarde agradabilíssima que ali passamos.

Foto Luciane Daux
Como secondo piatto, uma Bisteca Fiorentina no ponto perfeito, acompanhada de funghi porcini, e também coberta de lâminas de trufas brancas.







Foto Luciane Daux

Finalizando, uma grossa fatia de queijo pecorino fresco, feito sob encomenda para a Savitar, para ser comido com mel trufado com pistilos de açafrão. Um banquete digno de reis.

Foto Luciane Daux
Aliás, nestes pequenos potinhos, um capítulo à
parte ... que maravilha!







História de um tartufaio
Foto Luciane Daux
Aos 18 anos, Claudio Savitar já era um tartufaio, ou caçador de trufas, na sua terra natal. Aos finais de semana, quando criança, aventurava-se nas caçadas às trufas com seu pai e, juntos, faziam as entregas aos clientes, em geral restaurantes perto de Florença, na Itália.

Mais tarde, tornou-se um caçador independente – um dos maiores da Itália -, até que, em 1981, Claudio e a esposa abriram uma pequena casa de massas. Ele a ajudava durante a semana, e nos finais de semana continuava a caçada às trufas.

Em 1987, montou a empresa Savitar. Assim, há 21 anos, no pequeno povoado de San Miniato, região da Toscana, surgiu a empresa que iniciou comercializando apenas trufas frescas e com o passar dos anos se expandiu e passou a produzir produtos derivados, como a manteiga trufada, os azeites, mel, pasta, queijo, e etc. Hoje ele é um dos maiores exportadoras de trufas brancas e negras, azeite trufados, molhos prontos, manteigas e patês, entre outros produtos que abastecem o Sofitel São Paulo, Copacabana Palace, o Fasano, o D.O.M., Empórios Santa Luzia e Santa Maria, por exemplo, trazidos pela Importadora Toscana. Em Florianópolis, encontram-se os produtos Savitar no Emporium Bocaiuva.

Diamantes escondidos
Foto divulgação/Savitar
A trufa nasce sob a terra, a uma profundidade de 20 a 40 centímetros, próximo à raiz de carvalhos e castanheiras. A exemplo dos bons vinhedos, precisa do terroir perfeito, encontrado em poucos lugares no mundo, como em San Miniato. A procura de trufas é como uma caça ao tesouro. São eventos disputadíssimos, que acontecem entre setembro e janeiro, no hemisfério norte, pois somente no inverno elas emitem substâncias voláteis que facilitam a sua localização. Assim, os caçadores contam com cães treinados para localizá-las (antigamente este trabalho era feito por porcos). Os bons farejadores conseguem sentir o cheiro a uns 70 metros de distância da trufa enterrada.

Em todo o planeta, Chefs usam finas lâminas de trufas para ressaltar o sabor de seus pratos. Espécie mais nobre dos fungos, a trufa é um tubérculo subterrâneo. Existem cerca de 70 espécies conhecidas, brancas ou negras - só na Europa pode-se encontrar 30 delas. Gostam de regiões úmidas, de solo argiloso e calcário, entre carvalhos e castanheiras. A região da Toscana, devido às condições climáticas, geológicas e botânicas, é considerada o melhor local na Itália para o crescimento das trufas de alta qualidade.

Agradecimentos:
Claudio Savini - Trufas Savitar
Giulia Cecchini – Assessoria de Marketing de Trufas Savitar
Alexandre Callas – Toscana Comércio Importação e Exportação de Alimentos Ltda - (11) 38493363
Serginho Arruda e Emporium Bocaiuva. Rua Bocaiuva, 1901 – Centro - Florianópolis/SC. Fone: 3224-1670 contato@emporiumbocaiuva.com.br


Receitas do Chef Claudio Savitar para o nosso blog:
Espaguete ao funghi secchi e champignon
(foto divulgação)

Azeite de oliva
1 dente de alho picado
250 g de espaguete cozido al dente
Vinho branco
500 ml de caldo de legumes
10 g de funghi secchi fatiado
30 g de champignon fatiado
Salsinha picada
1 colher sopa de manteiga trufada

1. Em uma frigideira, aqueça o azeite e adicione o alho.
2. Antes de começar a dourar, coloque a massa para refogar. Antes de dourar o espaguete, deixe ferver o vinho.
3. Acrescente 4 conchas de caldo de legumes e espere cozinhar por 4 minutos.
4. Acrescente o funghi secchi e o champignon fresco. Junte 1 concha de caldo de legumes e mexa.
5. Acrescente a manteiga e abaixe o fogo. Tempere com salsinha.
6. Sirva a seguir.
7. Rendimento: 4 porções

Risoto de trufas (foto divulgação/Savitar)
Foto divulgação/Savitar

300 g de arroz arbório
1/4 xícara (chá) de vinho branco seco
1 litro de caldo de legumes
1/2 cebola picada
1 colher (sopa) de manteiga
3 colheres (sopa) de queijo parmesão
Trufa branca fresca

1. Refogue a cebola e deixe ficar bem macia. Acrescente o arroz, refogue mais alguns minutos.
2. Regue com o vinho branco, cozinhe o arroz com o caldo de legumes e quando estiver no final do cozimento, verifique o sal.
3. Coloque uma colher de manteiga e um pouco de queijo parmesão ralado.
4. Coloque no prato de servir e rale uma trufa fresca.




Polenta com trufas (fotos divulgação)

200 g de polenta com trufas Savitar*
1,2 l de caldo (de carne ou vegetais)
Sal
30 g de queijo parmesão ralado
50 g de manteiga de trufas*

Adicione lentamente a polenta ao caldo fervente.
Misture continuamente, para evitar grumos, por uns 7 minutos até cozinhar.
Finalize com uma colher de manteiga de trufas Savitar e sirva quente.

*Nota da Luciane: você pode substituir esses ingredientes por fubá Mimoso e manteiga sem sal.

domingo, dezembro 05, 2010

03/12/2010 - Hoje é dia de picadinho!

EDIÇÃO DE 03/12/2010 DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA,
por LUCIANE DAUX

(foto divulgação)
Dizem que o picadinho é carioca, dos botequins do boêmio bairro da Lapa. Mas é também é frequentador de lugares como o elegante Copacabana Palace, onde era servido nas altas horas da madrugada na boate daquele hotel, para forrar o estômago. Sob esse pretexto, a carne picadinha começou a fazer sucesso entre a alta sociedade carioca e as estrelas de Hollywood que freqüentavam o Rio de Janeiro, nas décadas de 1950 e 1960. Cheio de parentes famosos como o Boeuf Borguignone, Goulash ou mesmo o Strogonoff, é sempre muito bem-vindo à mesa.
Essa é a receita simplificada para o tradicional Boeuf Borguignone.
1 kg de músculo bovino em cubos de 3 cm de lado
1 cebola picada
1/3 xícara (chá) de farinha de trigo
1/2 colher (chá) de açúcar
3 xícaras (chá) vinho tinto seco
2 xícaras (chá) de caldo de carne
salsinha, tomilho, louro, sal e pimenta do reino a gosto
100 g de bacon cortado em cubos de 1 cm
2 cenouras em cubos de 2 cm
200 g cebolinhas
4 cravos da India
200 g de cogumelos em conserva

1. Aqueça em uma panela o azeite, e refogue a cebola.
2. Tempere a carne com sal e pimenta e polvilhe a farinha de trigo e leve para refogar com a cebola. Polvilhe o açúcar, refogue até dourar.
3. Adicione o vinho, o caldo de carne, os talos de salsinha, o tomilho, o louro, acerte o sal e a pimenta. Baixe o fogo e deixe cozinhar por 2 horas.
4. À parte, doure o bacon, junte a cenoura, as cebolinhas com o cravo espetado e refogue. Junte o cogumelo, tampe por 5 minutos e sirva.

Gosto pelo simples (foto Niemeyer karlacunha.com.br)
Picadinho de carne é o prato preferido de Oscar Niemeyer, 102 anos, arquiteto que, entre muitas obras-primas, desenhou os edifícios públicos de Brasília. É dele a frase que diz: “Não é o ângulo reto que me atrai, nem a linha reta, dura, inflexível, criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual, a curva que encontro nas montanhas do meu país, no curso sinuoso dos seus rios, nas ondas do mar, no corpo da mulher preferida. De curvas é feito todo o universo, o universo curvo de Einstein.”Picadinho tradicional
1kg de carne bovina (alcatra, coxão mole ou até filé mignon)
1 colher (sopa) de farinha de trigo
100g de toucinho defumado picadinho
1 folha de louro
1 cebola grande picada
2 dentes de alho picados
500ml de caldo de carne
Salsinha picada a gosto
Sal e pimenta do reino a gosto

1. Leve para dourar em pouco óleo o toucinho e a cebola picados. Quando estiverem dourando, junte o alho picado e refogue.
2. Corte a carne em cubinhos de 2cm de lado, tempere. Polvilhe a farinha de trigo sobre a carne.
3. Junte a carne à cebola e alho refogados e, no fogo alto, doure os cubinhos até tomarem bastante cor e vá acrescentando o caldo de carne aos poucos. Baixe o fogo, deixe o molho engrossar.


À francesa (foto Gite Boiesseau)
Essa é a receita simplificada para o tradicional Boeuf Borguignone.
1 kg de músculo bovino em cubos de 3 cm de lado
1 cebola picada
1/3 xícara (chá) de farinha de trigo
1/2 colher (chá) de açúcar
3 xícaras (chá) vinho tinto seco
2 xícaras (chá) de caldo de carne
salsinha, tomilho, louro, sal e pimenta do reino a gosto
100 g de bacon cortado em cubos de 1 cm
2 cenouras em cubos de 2 cm
200 g cebolinhas
4 cravos da India
200 g de cogumelos em conserva

1. Aqueça em uma panela o azeite, e refogue a cebola.
2. Tempere a carne com sal e pimenta e polvilhe a farinha de trigo e leve para refogar com a cebola. Polvilhe o açúcar, refogue até dourar.
3. Adicione o vinho, o caldo de carne, os talos de salsinha, o tomilho, o louro, acerte o sal e a pimenta. Baixe o fogo e deixe cozinhar por 2 horas.
4. À parte, doure o bacon, junte a cenoura, as cebolinhas com o cravo espetado e refogue. Junte o cogumelo, tampe por 5 minutos e sirva.
Sinta-se à vontade para comentar os posts.
(faça seu comentário ao final de cada post, no símbolo da canetinha).

Obrigada pela visita!

Lu