Gastronomia, culinária e outros interesses para os apaixonados
pelo prazer de cozinhar, comer bem e harmonizar.

Por Luciane Daux

quinta-feira, agosto 05, 2010

30/07/2010 - Pato no prato

EDIÇÃO DE 30/07/2010 DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA, por Luciane Daux

No tucupi, laqueado, recheado, magret, confit ou à l’orange. Risotto ou arroz. Ufa, quantas receitas, de várias partes do mundo! Na cozinha brasileira, porém, o pato ainda é um freqüentador tímido. Exceção ao Pará, onde é preparado com o tucupi extraído da mandioca brava e jambu, e ao nosso Vale do Itajaí – ou Vale Europeu, onde é ingrediente principal de exóticos pratos típicos. Aliás, sai de Indaial considerável volume de exportação dessa ave para a Europa, Oriente Médio e Ásia. A carne, de cor vermelha e textura delicada, tem forte sabor característico e alto teor de proteínas. E é de fácil preparo, acredite, ao contrário do que parece. Escolhi duas receitas para você fazer aí em casa, uma gourmet e outra mais simples. Vamos variar?

Show de vinhos (foto divulgação Decanter)
Cerca de 450 vinhos, de 70 produtores vindos de 12 países. Enólogos e proprietários de vinícolas presentes, colocando em degustação seus vinhos clássicos e também aqueles “top”. E você ali, com uma taça na mão... Esse é o cenário do 3º Decanter Wine Show, que acontece na próxima 6ª feira. Os vinhos adquiridos durante o evento terão desconto de 15% e o ingresso dá direito a uma taça e kit Decanter Wine Show. Oportunidade imperdível para os apreciadores.
Serviço:
Quando: dia 6 de agosto
Onde: Hotel Majestic
Quanto: R$ 180 por pessoa
Informações e inscrições em www.decanterwineshow.com.br

Para colecionar
Pato com laranja (Canard à l’orange) (foto Volkskueche)
1 pato
2 cenouras e 2 talos de salsão picados
1 cebola média picada
1 dente de alho amassado
1 ramo de alecrim
Sal e pimenta-do-reino moída

Molho:
1 copo de vinho branco seco
1 copo de caldo de ave
3 colheres de sopa de açúcar
1 copo de suco de laranja coado
2 colheres de licor de laranja
1 colher de raspas de casca de laranja

1. Tempere o pato com o sal e a pimenta e os demais ingredientes e deixe descansar em geladeira por 6 horas.
2. Aqueça o forno em temperatura média, forre a assadeira com os temperos do pato, acrescente um copo de água e ponha o pato para assar em forno médio, pré-aquecido, com o peito para cima, até ficar completamente dourado, regando de vez em quando com o caldo que vai se formando na própria assadeira.
3. Retire o pato e reserve. Retire o excesso de gordura que ficou na assadeira, acrescente o caldo de galinha, o vinho branco e ferva por mais 15 minutos. Coe e reserve.
4. Em uma frigideira a parte faça um caramelo como açúcar e uma colher de água, e acrescente o caldo coado, mexendo até dissolver. Adicione o suco de laranja, as raspas de laranja e o licor, apagando o fogo imediatamente.
5. Corte o pato e distribua o molho sobre os pedaços.
Fonte: Villa Germania

Arroz de pato (foto Aldeia)
1 pato temperado e descongelado
2 xícaras (chá) de arroz parboilizado
4 xícaras de água
2 colheres de azeite de oliva
150 g de bacon picado
1 cebola média bem picada
5 dentes de alho picados
1 cálice de vinho português
1 folha de louro
2 cravos da índia
1 lingüiça portuguesa
Sal a gosto
1. Retire o pescoço que está dentro do pato e coloque-o para assar em forno médio, com o peito para cima, adicionando meio copo d’água.
2. Quando estiver dourado, retire o líquido que se formou na assadeira e adicione mais meio copo d’água. Regue o pato com o molho que se formou para que fique bem dourado.
3. Quando o pato estiver assado, retire do forno e aguarde aproximadamente 10 minutos antes de cortá-lo.
4. Retire e despreze a pele do pato e desfie a carne grosseiramente.
5. Em uma panela frite no azeite o bacon, a cebola e o alho. Assim que a cebola estiver dourada, acrescente os pedaços de pato e doure-os ligeiramente, acrescentando em seguida o vinho, a salsinha, o louro e o cravo.
6. Coloque então o arroz, complete com a água, salgue e tampe a panela.
7. Corte a lingüiça portuguesa em rodelas, frite e coloque sobre o arroz quando este estiver cozido e seco.
Fonte: Villa Germania

Nota minha: arroz de pato é diferente de risotto de pato. A primeira receita é originária de Portugal, da cidade de Braga, e é feita com arroz parboilizado. A segunda, originária da Itália, é feita com arroz arbório e método próprio

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para comentar os posts.
(faça seu comentário ao final de cada post, no símbolo da canetinha).

Obrigada pela visita!

Lu