Gastronomia, culinária e outros interesses para os apaixonados
pelo prazer de cozinhar, comer bem e harmonizar.

Por Luciane Daux

domingo, novembro 15, 2009

13/11/2009 - Seu garçon, faça o favor!

EDIÇÃO DE 13/11/2009 DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA, POR LUCIANE DAUX

Comidas de Boteco (foto divulgação Bohemia)
Botecos e botequins estão na moda. É como freqüentar mercados públicos para um tira-gosto: programa chique. Mas que delícia esses lugares, uma coisa muito brasileira que não se vê por aí afora! É onde saboreamos o que há de mais característico na gastronomia das cidades. Encontra-se desde a boa média com pão e manteiga até os pastéis com os recheios mais variados, bolinhos em geral, escondidinhos, sanduíche de mortadela. Petiscos de todos os tipos a fazerem par perfeito com a cerveja gelada e o chopp bem tirado, a espuma cremosa a coroar o copo. Não pode faltar também a conversa jogada fora, a discussão sobre futebol e mulher (ou homem!), e o garçom - que já é prata da casa - que conhece as manias e gostos dos clientes habitué. Vamos tomar um choppinho?


Conversa de Botequim (foto DIVULGAÇÃO escultura Noel Rosa)
Seu garçom faça o favor
De me trazer depressa
Uma boa média que não seja requentada
Um pão bem quente com manteiga à beça
Um guardanapo
E um copo d'água bem gelada (...)
(Música de Noel Rosa, cuja obra foi homenageada com essa escultura, no Boulevard 28 de setembro, em Vila Isabel, Rio de Janeiro.)

Dicas
Os mercados municipais são lugares extraordinários, não só pela variedade de produtos, mas também pela infinidade de tira-gostos à disposição. É aonde encontramos a gente do lugar. Tendo oportunidade, visite os de:
Florianópolis – onde encontramos os pasteizinhos de camarão mais famosos do Brasil.
São Paulo – onde nasceu o sanduíche de mortadela e o pastel de bacalhau. Mas vá sem pressa, pois vale um passeio geral para conhecer a variedade de hortifrutigranjeiros.
Curitiba – além da variedade de produtos, há workshops de gastronomia. Para quem gosta da cozinha japonesa, não há lugar mais adequado.
Belo Horizonte – na terra dos botecos e botequins, toma-se um bom chopp gelado e ainda corre-se o risco de encontrar famosos, a passeio.
Salvador (Mercado Modelo) – ah, que delícia os acarajés e vatapás, e o som do berimbau!
Belém do Pará (Ver-o-peso) – Abriu em 1625, é o maior mercado e feira ao ar livre da américa latina. O mercado está nas margens da Baía do Guajará.

Festival Bar em Bar
Vai até o dia 29 de novembro o Festival Bar em Bar, uma promoção da Abrasel, que acontece em todo o Brasil. Cada estabelecimento filiado àquela entidade escolhe uma porção de petisco que represente a cozinha da casa, e é comercializada a preço diferenciado. A novidade desta edição é a campanha “Amigos de Copo”, que funciona da seguinte forma: o cliente compra um copo por R$ 15 e ganha 10 vouchers. Cada voucher, apresentado junto com o copo, dá direito a uma cerveja ou chopp 300ml por dia. As receitas de hoje são participantes da promoção. Veja os estabelecimentos participantes em www.barembar.com.br

Para colecionar
Jabá Porta-bandeira
(foto Luciane Daux)
(Receita do Bar Redentor, em Belo Horizonte)
500g de carne seca cozida e desfiada
2 cebolas em rodelas
2 colheres (sopa) de cheiro verde picado
2 colheres (sopa) de farinha de mandioca
2 colheres (sopa) de óleo de soja

50ml de manteiga de garrafa (na falta, use manteiga derretida)

1. Aqueça o óleo e refogue ali a carne seca cozida e bem desfiada.
2. Junte a cebola em rodelas, e refogue até que fiquem ligeiramente transparentes, mas sem dourar.
3. Acrescente a farinha de mandioca, refogue por 2 minutos, em fogo baixo. Desligue.
4. Junte o cheiro verde e sirva, acompanhado de manteiga de garrafa (à parte).

Bolinho da Ilha (foto divulgação Bar Botequim)
(Receita do Bar Botequim, em Florianópolis)
500g de aipim amarelo in natura sem casca
100g de camarão pequeno descascado
50 g de manteiga
10g de catupiry
ervas aromáticas e sal a gosto

farinha de trigo para empanar
óleo para fritar

1. Cozinhar o aipim até ficar al dente, escorrer imediatamente e passá-lo no moedor para obter uma massa lisa e homogênea. Reservar.
2. Saltear os camarões na manteiga e acrescentar o catupiry, sal e ervas.
3. Enrolar os bolinhos de aipim com o recheio de camarão, passá-los na farinha de trigo e fritar em óleo, a temperatura média de 180°C, por 2 minutos ou até obterem a coloração dourada.
4. Rendimento: 8 porções

Um comentário:

Sinta-se à vontade para comentar os posts.
(faça seu comentário ao final de cada post, no símbolo da canetinha).

Obrigada pela visita!

Lu