Gastronomia, culinária e outros interesses para os apaixonados
pelo prazer de cozinhar, comer bem e harmonizar.

Por Luciane Daux

segunda-feira, novembro 30, 2009

27/11/2009 - Abaixo as calorias

EDIÇÃO DE 27/11/2009 DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA, POR LUCIANE DAUX

  • (foto divulgação)
    Ai, socorro! É só esquentar o tempo que o terrorismo recomeça, aquelas manchetes indigestas nas bancas. “Barriga sarada para o verão”, diz a revista que traz na capa a modelo de 18 anos de biquini - e tudo no lugar. Muita calma nessa hora. Especialmente para quem já entrou nos “enta”, perder peso e ganhar massa muscular rápido costumar exigir disciplina e paciência. Então qual é a solução? Disciplina e paciência, ora. O plano B é a alimentação equilibrada, saudável e de baixa caloria, e a prática do exercício físico, adequados ao seu estado de saúde. Lembre-se que o melhor conselheiro, antes do espelho, é seu médico de confiança e/ou um profissional de nutrição. Umas receitinhas mais leves ajudam – e muito! Mas o mais importante é manter o alto astral, e o respeito aos limites do seu corpo e da sua cuca.

    Rir emagrece
    Estudo da Vanderbilt University (EUA) diz que 15 minutos diários de riso queimam até 40 calorias. Isso significa que, ao longo de um ano, você pode perder quase 2 kg dependendo do seu (bom) humor!

    Humor
    ... dizem que calorias são aqueles seres invisíveis que se escondem nos nossos armários, e que trabalham a noite toda, apertando as nossas roupas. (ilustração Matthew Inman)

  • Álcool: calorias invisíveis (foto divulgação)
    Bebidas alcoólicas, em geral, são extremamente calóricas, portanto moderação!
    • Cerveja (1 copo 300ml.) - 140 kcal
    • Champanhe (1 taça 100ml) -110 kcal
    • Uísque (1 dose de 50ml.) - 120 kcal
    • Vinho branco seco ( 1 taça de 100ml) - 90 kcal.
    • Vodka (1 dose 50ml) - 120 kcal (mais o açúcar e o limão e você nunca mais vai querer saber de caipirinha)

    Diet X Light
    • Produtos Diet: são aqueles que não possuem um ou mais ingredientes em sua composição, tais como:
    - ausência de açúcar (sacarose, mel, glucose) - é indicado para diabéticos;
    - ausência gordura - indicado para pessoas com problemas de colesterol;
    - ausência de sal - indicado para os hipertensos
    • Produtos Light: são aqueles que apresentam redução de, no mínimo, 25% de um de seus ingredientes, como açúcar, gordura, etc., sendo indicados para pessoas que desejam controlar a ingestão de calorias. (fonte: CIENTEC - Fundação de Ciência e Tecnologia e ICTA - UFRGS - Instituto de Ciência e Tecnologia de Alimentos)

    Para colecionar
    Suflê light de atum
    (foto divulgação)
    4 fatias de pão diet
    50ml leite desnatado
    2 claras em castelo
    1 gema
    1 lata atum em conserva de água e sal, escorrida
    3 tomates (sem peles e sementes, cortados em cubinhos)
    1 cebola (em cubinhos)
    100g ervilhas frescas
    sal e salsa picada a gosto
    margarina light para untar a forma

    1. Corte as fatias do pão light em quadradinhos e as umedeça com o leite desnatado.
    2. Bata as claras em neve, junte a gema.
    3. Acrescente ao pão os ingredientes restantes, misturando bem.
    4. Por último, adicione as claras batidas com a gema, mexendo delicadamente.
    5. Despeje em forminhas untadas e leve ao forno médio (180º), pré aquecido, para assar até dourar. (fonte: Roche)

    Frango leve ao molho de berinjela (foto divulgação)
    1 kg de filezinho de peito
    Suco de 1 limão
    sal e pimenta do reino a gosto
    1 colher (sopa) de margarina light
    1 cebola média picada
    2 dentes de alho picados
    3 berinjelas médias em cubos, sem casca
    2 tomates sem sementes picados
    1/2 xícara (chá) de creme de leite light
    Cebolinha verde picada
    ramos de salsinha para decorar

    1 Tempere os filezinhos de peito com limão, sal e pimenta. Derreta a margarina numa frigideira anti-aderente e doure-os. Reserve.
    2 Na mesma frigideira doure a cebola e o alho. Junte o tomate e a berinjela e deixe o molho apurar. Junte 2 xícaras de chá de água e retorne os filezinhos de peito para a frigideira, deixando cozinhar por 15 minutos. Apure o molho.
    3 Junte o creme de leite light ao molho, e logo que engrossar, sirva enfeitando com os ramos de salsinha e a salsinha picada. (fonte: Frangos Macedo)

sexta-feira, novembro 20, 2009

20/11/2009 - Uma Chef da nobreza

EDIÇÃO DE 20/11/2009 DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA, POR LUCIANE DAUX

(foto Luciane Daux)
Enquanto pesquisava sobre aulas de culinária em Veneza, descobri Enrica Rocca, conhecida como a “Condessa Chef”. Quando finalmente a conheci, aos pés da Ponte Rialto, compreendi que o que essa lady não sabe sobre a cozinha italiana, não vale a pena saber, e aproveitei cada segundo, cada ensinamento. As receitas que ela desenvolve com os alunos vão depender do que encontrarem de mais fresco e interessante no mercado de Rialto, aonde começam suas aulas, que continuam através das várias pequenas lojas que percorremos, em busca dos melhores ingredientes. Nas quatro horas que conversamos, entre o seu perfeito inglês britânico com carregado acento italiano e o meu ousado italiano com sotaque brasileiro, aprendi que a cozinha com Enrica é uma experiência e não uma aula, de onde saí mais rica e mais apaixonada pela Itália, sua cozinha e sua gente. Para hoje, escolhi duas receitas suas, com ingredientes muito simples e que encontramos com abundância nos nossos mercados. Buon appetito!

Aulas com a Condessa (ilustração divulgação)
Àqueles que se interessam por aulas de gastronomia durante viagens de turismo, aqui vai o meu conselho: sim, vão, aventurem-se! Se é o seu caso, saiba que a Gourmet Magazine considera a escola de culinária de Enrica, com bases em Veneza e Londres, uma das dez melhores do mundo. Veja mais em WWW.enricarocca.com

Gastronomia em Coqueiros
Até 29 de novembro, em Florianópolis, acontece mais uma edição do Festival de Gastronomia Sabores de Coqueiros. Pratos com preços promocionais e que melhor identificam a gastronomia local, terão como especialidade será "Frutos do Mar".

Para colecionar
Sardinhas “in saor”
(foto divulgação)
(Chef Enrica Rocca)
Esta receita tradicional veneziana tive o prazer de aprender – e provar! - com Enrica, desde a compra da sardinha até o seu preparo em sua pequena e charmosa escola, anexa ao seu palazzo, em Dorsoduro.
20 sardinhas muito frescas
300 ml de azeite de oliva
2 cebolas brancas finamente fatiadas
3 copos de vinho banco seco
½ copo de vinagre de vinho branco
1 xícara (chá) de uvas passas reidratadas em água morna
½ xícara (chá) de pinoles
Farinha de trigo para empanar
1 litro de óleo para fritar
Sal e pimenta a gosto

1. Eviscere, lave e tire a espinha das sardinhas, abrindo-as ao meio. Tempere com sal e pimenta e passe ligeiramente pela farinha para empanar.
2. Aqueça o óleo. Quando estiver bem quente, frite as sardinhas aos poucos, até dourarem, o que não vai levar mais do que 1 minuto. Retire, escorra e reserve.
3. Aqueça o azeite de oliva numa panela e junte a cebola. Frite em fogo baixo, tampada, pelo máximo de tempo que puder, sem deixá-la dourar. Junte o vinho e o vinagre e deixe evaporar um pouco do álcool.
4. Num prato de servir, coloque uma camada de sardinhas e cubra com a cebola, as passas e os pinoles. Se for necessário, faça outra camada.
5. O ideal é preparar esse prato ao menos dois dias antes de servi-lo, para alcançar melhor resultado.
6. Rende 4 porções.

Linguine com vôngole (foto divulgação)
(Chef Enrica Rocca)
O que os italianos apreciam tanto e chamam de vôngole, nada mais é do que o nosso berbigão. Prato delicioso!
500g de linguine de sêmola cozido al dente
2 kg de berbigões com casca bem lavados ou 600g já limpos
1 maço pequeno de salsinha finamente picada
1 copo de vinho branco seco
Azeite de oliva
Tomates cereja cortados ao meio
1 chilli ou a gosto
Sal e pimenta a gosto

1. Numa panela, aqueça azeite de oliva no fogo alto até levantar fumaça. Junte os vôngoles e o vinho branco e cubra, deixando cozinhar até que o molusco abra suas cascas, mas não cozinhe demais.
2. Com uma escumadeira, tire os vôngoles e reserve. Na panela aonde restou o caldo do cozimento, junte a salsinha, tomates cereja e o chilli e cozinhe por alguns minutos, até que o tomate fique macio.
3. Enquanto isso, reserve alguns vôngoles com casca. O restante, tire da casca.
4. Junte à panela do molho o linguine cozido e os vôngoles, misture com cuidado. Desligue.
5. Sirva a massa num prato próprio, decorada com os vôngoles com casca e salsinha picada.
6. Rendimento: 4 a 5 porções.

Agradecimentos: Chef Enrica Rocca www.enricarocca.com

Harmonização: brancos vão bem
Qual será o vinho mais harmônico, aquele que valorizará essa ou aquela receita? João Lombardo, jornalista e sommelier, enriquece o post de hoje com duas propostas de harmonização enogastronômica:

Sardinhas in “saor” é um prato de estrutura e sabor
marcante. Contempla uma boa dose de acidez, que deve ter sua força abrandada
pelo vinho. Um Chardonnay fresco e macio, com bom teor alcoólico e sem passagem
por barricas, é uma boa opção. Um Viognier, aromático e de bom teor alcoólico, é
outra sugestão.

No caso do Linguine com Vôngole, o casamento pode ser
feito com um bom Pinot Grigio italiano, vinho fresco, de corpo leve. Um cuidado,
porém, deve ser tomado com a pimenta. Pimenta em excesso é inimiga do vinho.
Compromete as papilas gustativas, a ponto de fazer o vinho parecer água. É
preciso usá-la com muita moderação.

João Lombardo

domingo, novembro 15, 2009

13/11/2009 - Seu garçon, faça o favor!

EDIÇÃO DE 13/11/2009 DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA, POR LUCIANE DAUX

Comidas de Boteco (foto divulgação Bohemia)
Botecos e botequins estão na moda. É como freqüentar mercados públicos para um tira-gosto: programa chique. Mas que delícia esses lugares, uma coisa muito brasileira que não se vê por aí afora! É onde saboreamos o que há de mais característico na gastronomia das cidades. Encontra-se desde a boa média com pão e manteiga até os pastéis com os recheios mais variados, bolinhos em geral, escondidinhos, sanduíche de mortadela. Petiscos de todos os tipos a fazerem par perfeito com a cerveja gelada e o chopp bem tirado, a espuma cremosa a coroar o copo. Não pode faltar também a conversa jogada fora, a discussão sobre futebol e mulher (ou homem!), e o garçom - que já é prata da casa - que conhece as manias e gostos dos clientes habitué. Vamos tomar um choppinho?


Conversa de Botequim (foto DIVULGAÇÃO escultura Noel Rosa)
Seu garçom faça o favor
De me trazer depressa
Uma boa média que não seja requentada
Um pão bem quente com manteiga à beça
Um guardanapo
E um copo d'água bem gelada (...)
(Música de Noel Rosa, cuja obra foi homenageada com essa escultura, no Boulevard 28 de setembro, em Vila Isabel, Rio de Janeiro.)

Dicas
Os mercados municipais são lugares extraordinários, não só pela variedade de produtos, mas também pela infinidade de tira-gostos à disposição. É aonde encontramos a gente do lugar. Tendo oportunidade, visite os de:
Florianópolis – onde encontramos os pasteizinhos de camarão mais famosos do Brasil.
São Paulo – onde nasceu o sanduíche de mortadela e o pastel de bacalhau. Mas vá sem pressa, pois vale um passeio geral para conhecer a variedade de hortifrutigranjeiros.
Curitiba – além da variedade de produtos, há workshops de gastronomia. Para quem gosta da cozinha japonesa, não há lugar mais adequado.
Belo Horizonte – na terra dos botecos e botequins, toma-se um bom chopp gelado e ainda corre-se o risco de encontrar famosos, a passeio.
Salvador (Mercado Modelo) – ah, que delícia os acarajés e vatapás, e o som do berimbau!
Belém do Pará (Ver-o-peso) – Abriu em 1625, é o maior mercado e feira ao ar livre da américa latina. O mercado está nas margens da Baía do Guajará.

Festival Bar em Bar
Vai até o dia 29 de novembro o Festival Bar em Bar, uma promoção da Abrasel, que acontece em todo o Brasil. Cada estabelecimento filiado àquela entidade escolhe uma porção de petisco que represente a cozinha da casa, e é comercializada a preço diferenciado. A novidade desta edição é a campanha “Amigos de Copo”, que funciona da seguinte forma: o cliente compra um copo por R$ 15 e ganha 10 vouchers. Cada voucher, apresentado junto com o copo, dá direito a uma cerveja ou chopp 300ml por dia. As receitas de hoje são participantes da promoção. Veja os estabelecimentos participantes em www.barembar.com.br

Para colecionar
Jabá Porta-bandeira
(foto Luciane Daux)
(Receita do Bar Redentor, em Belo Horizonte)
500g de carne seca cozida e desfiada
2 cebolas em rodelas
2 colheres (sopa) de cheiro verde picado
2 colheres (sopa) de farinha de mandioca
2 colheres (sopa) de óleo de soja

50ml de manteiga de garrafa (na falta, use manteiga derretida)

1. Aqueça o óleo e refogue ali a carne seca cozida e bem desfiada.
2. Junte a cebola em rodelas, e refogue até que fiquem ligeiramente transparentes, mas sem dourar.
3. Acrescente a farinha de mandioca, refogue por 2 minutos, em fogo baixo. Desligue.
4. Junte o cheiro verde e sirva, acompanhado de manteiga de garrafa (à parte).

Bolinho da Ilha (foto divulgação Bar Botequim)
(Receita do Bar Botequim, em Florianópolis)
500g de aipim amarelo in natura sem casca
100g de camarão pequeno descascado
50 g de manteiga
10g de catupiry
ervas aromáticas e sal a gosto

farinha de trigo para empanar
óleo para fritar

1. Cozinhar o aipim até ficar al dente, escorrer imediatamente e passá-lo no moedor para obter uma massa lisa e homogênea. Reservar.
2. Saltear os camarões na manteiga e acrescentar o catupiry, sal e ervas.
3. Enrolar os bolinhos de aipim com o recheio de camarão, passá-los na farinha de trigo e fritar em óleo, a temperatura média de 180°C, por 2 minutos ou até obterem a coloração dourada.
4. Rendimento: 8 porções

quarta-feira, novembro 11, 2009

Aula de culinária Tyson/Macedo nas lojas ANGELONI, com Luciane Daux

Tyson/Macedo promove cursos de culinária com a Chef Luciane Daux

Começa amanhã, dia 12/11, o último circuito de aulas Tyson/Macedo deste ano, com a Chef Luciane Daux. As receitas, sempre com os produtos Tyson/Macedo, serão degustadas ao final.

Confira a agenda:

NOVEMBRO/09 - Receitas práticas e rápidas:
12/11 - quinta às 14h30m na loja Angeloni de ITAJAÍ
12/11 - quinta às 19h na loja Angeloni de BALNEÁRIO CAMBORIU
24/11 - terça às 19 horas em BLUMENAU, na loja Angeloni do Bairro da Velha

DEZEMBRO/09 - Receitas para o Natal:
08/12 - terça às 19h na loja Angeloni de CAPOEIRAS
10/12 - quinta às 14h30 na loja Angeloni de JOINVILLE do Bairro Atiradores
10/12 - quinta às 19h na loja Angeloni de JOINVILLE da Rua João Colin

As inscrições deverão ser feitas nas lojas Angeloni aonde os cursos serão realizados.

Vale lembrar que todas as receitas apresentadas nos cursos fazem parte da coleção “Receitas Colecionáveis” e todos os meses os consumidores podem encontrar nas gôndolas, próximo aos produtos Macedo, receitas diferentes, inéditas e deliciosas. Experimente!

http://www.tyson.com.br/

sábado, novembro 07, 2009

06/11/2009 - Dieta Mediterrânea: para viver mais e melhor


EDIÇÃO DE 06/11/2009 DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA, POR LUCIANE DAUX

Para viver mais e melhor
Espanha, Itália, Grécia e Marrocos apresentaram à UNESCO, em 2008, documento candidatando a Dieta Mediterrânea a Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade, um processo cuja decisão será conhecida no final de 2009. Dieta mediterrânea nada mais é do que a comida frugal preparada, há gerações e gerações, pela gente dos países banhados pelo Mar Mediterrâneo. Mais do que simplesmente comer e beber de determinada forma, ela reflete um estilo de vida que pode ajudar a prevenir muitas doenças. Rica em poderosos antioxidantes, é composta principalmente por frutas, hortaliças (verduras e legumes), cereais, leguminosas (grão-de-bico, lentilha, etc), oleaginosas (amêndoas, azeitonas, nozes), peixes, leite e derivados (iogurte, queijos), vinho e azeite de oliva. Uma gostosa combinação que, aliada ao necessário bom humor, favorece uma vida mais longa e de maior qualidade.

Vida leve em todos os sentidos (foto divulgação)
Viver mais não significa viver melhor, automaticamente, ou seja, quantidade não é sinônimo de qualidade. Há alguns anos, afirmar que existia uma vinculação direta entre o humor e a boa saúde era quase uma heresia para a ciência. Hoje em dia, a medicina em geral - e a psiquiatria, em particular -, estudam muito a importância do bom humor, dos bons sentimentos e da afetividade sadia na qualidade de vida e na saúde global das pessoas. Sobretudo na prevenção de doenças e como fator de melhor recuperação de moléstias graves, entre as quais o câncer. (Ballone GJ - O impacto do (bom) humor sobre o estresse e a saúde, in. PsiqWeb)

Pirâmide alimentar mediterrânea (ilustração divulgação)
Observe a importância de cada item dentro da dieta mediterrânea, segundo o Dr. Walter Willett, da Harvard University’s School of Public Health.

Aprendendo sobre espumantes
Ainda não sabe o que servir na sua festa de Reveillon? Essen e Decanter encerram os cursos de 2009 com um módulo especial: espumantes e champagnes. A condução será do sommelier João Lombardo, com explanação sobre os principais estilos de espumantes do mundo, seguida de elegante jantar harmonizado, preparado pelo Chef Ricardo Caldas. Ao todo, serão apreciados sete espumantes selecionados.
Quando: 12 de novembro/09 das 20 às 23h
Onde: Sala de Cursos Essen Decanter – Rua Hermann Blumenau, 207, Florianópolis/SC
Quanto: R$ 150/pessoa
Informações: 3223-1500

Para colecionar
Rolinhos de berinjela
(foto divulgação)
(do meu caderno de receitas)
2 berinjelas grandes
12 tomates cereja
12 azeitonas pretas
3 bolinhas de mussarela de búfala ou 150g de queijo branco
1 maço de rúcula
½ xícara (chá) de azeite de oliva
Orégano
Cebolinha verde
Sal a gosto

1. Corte cada berinjela em 6 fatias. Salgue e reserve por 10 minutos.
2. Seque as fatias de berinjela.
3. Aqueça bem uma frigideira anti-aderente. Coloque um pouco de azeite de oliva e doure rapidamente as fatias de berinjela, dos dois lados.
4. Sobre cada fatia já fria, coloque um tomate cereja cortado ao meio, uma azeitona cortada ao meio, ¼ de bolinha de mussarela, rúcula e orégano a gosto.
5. Com a ajuda de um palito, passe uma cebolinha verde em cada fatia de berinjela, junte as pontas e amarre.
6. Rende 12 rolinhos.

Peixe all’acqua pazza (à água louca) (foto divulgação)
(Chef Ézio Librizzi - Restaurante Macarronada Italiana Florianópolis)
520g de robalo (2 postas)
250g de talharim
2 dentes de alho
½ de cebola em tirinhas
30 g de alcaparras
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
4 tomates pelados
Sal e pimenta a gosto
5 azeitonas
200ml de vinho branco seco
Temperos verdes (cebolinha, salsinha, sálvia)
Manjericão para decorar

1. Tempere o robalo com sal pimenta e uma colher de azeite.
2. Amasse os dentes de alho e doure-os no azeite de oliva. Junte a cebola, as alcaparras e depois as azeitonas, e deixe cozinhar em fogo baixo por 2 minutos.
Coloque o peixe e o vinho branco e deixe cozinhar por 8-9 minutos, virando-o duas ou três vezes. Quando estiver quase cozido, junte os temperos picados e os tomates pelados.
3. Tempere com sal e pimenta a gosto e deixe cozinhar mais 2 ou 3 minutos.
Monte em um prato raso, colocando os tomates primeiro e sobre eles o robalo. Coloque o molho com os temperos em cima e em volta do peixe.
4. Sirva acompanhado com talharim branco cozido em água e sal, em ninho.
5. Serve 2 pessoas.

Oficina Culinária Floripa


A Oficina Culinária Floripa oferecerá variadas aulas neste mês de novembro, entre elas algumas especiais para o Natal.



Recomendo, muito especialmente, a aula de MACARONS, no dia 13/11, sexta-feira (já fiz esse curso lá e adorei!).



Cookies e Brownies – Tesouros Americanos

Os maiores Tesouros da confeitaria Americana serão apresentados nesta aula como jóias irresitiveis. As magníficas receitas originais, trazidas dos Estados Unidos pela professoras serão apresentadas a vocês sem segredos algum. Faça já a sua reserva!
Dia 18/11/09 às 14h
Valor R$ 70,00
Sinta-se à vontade para comentar os posts.
(faça seu comentário ao final de cada post, no símbolo da canetinha).

Obrigada pela visita!

Lu