Gastronomia, culinária e outros interesses para os apaixonados
pelo prazer de cozinhar, comer bem e harmonizar.

Por Luciane Daux

sexta-feira, julho 10, 2009

10/07/2009 - Os brioches de Maria Antonieta

EDIÇÃO DE 10/07/2009 DA COLUNA COZINHA DE ESTAR/JORNAL NOTÍCIAS DO DIA, POR LUCIANE DAUX

Os brioches de Maria Antonieta (ilustração DIVULGAÇÃO)
O ano era 1789. Em frente ao Palácio Trianon, a multidão, faminta, pedia por comida. “Se o povo não tem pão, que coma brioche", teria deboxado Maria Antonieta, mulher de Luís XVI, rei de França, que literalmente perdeu a cabeça – ela e o marido, mas deixou registradas na história algumas pérolas de excentricidade como esta. A Revolução Francesa, que teve seu auge na Queda da Bastilha no dia 14 de julho de 1789, deu início à Idade Contemporânea, e ficou marcada pela proclamação dos princípios universais de Liberdade, Igualdade e Fraternidade. Na semana que vem a França comemora 220 anos de um dos acontecimentos mais importantes dos nossos tempos. Em homenagem ao ano da França no Brasil, trazemos a receita dos famosos brioches de Maria Antonieta, e do tradicional Bolo Saint Honoré. Voilá!

Aulas de gastronomia e confeitaria francesas
A Chef Tatiana Osório estará oferecendo neste mês várias aulas sobre a gastronomia e a confeitaria francesa, um exemplo é o Bolo Saint Honoré. As aulas têm no máximo 10 alunos e os temas são bem variados. Confira no site http://www.oficinaculinariafloripa.com.br/

Para comprar (foto DIVULGAÇÃO Tramontina)
A dica de hoje é a forma tradicional de brioche de 22 cm de diâmetro, com revestimento antiaderente, na http://www.via.inox.com/ por R$ 15,83.

Para assistir (foto DIVULGAÇÃO)
Maria Antonieta (título original: Marie Antoinette). A princesa austríaca (interpretada por Kirsten Dunst) é enviada para se casar com o príncipe francês, que depois tornou-se Luís XVI, Rei da França. De personalidade muito marcante, e reprimida pelo ambiente da corte, ela cria seu próprio universo. Dirigido por Sofia Coppola. 123 minutos, EUA / Japão / França, 2006.










Bolo Saint Honoré (foto DIVULGAÇÃO/Oficina Culinária Floripa)
(Chef Tatiana Osório)
O Bolo Saint Honoré um clássico da confeitaria francesa, foi criado em homenagem à Santo Onofre, protetor dos confeiteiros, tem base de massa folhada crocante, carolinas carameladas e recheadas com creme de baunilha mais cobertura de chantilly.

1 disco de massa folheada assado

Bombinhas:
250ml de leite
110g de manteiga
125g de farinha de trigo
3 ovos

Creme de confeiteiro:
250ml de leite
3 gemas
70g de açúcar
25g de amido de milho
Essência de baunilha a gosto

Caramelo:
500g de açúcar
170ml de água
1 colher (sopa) de glucose de milho

Chantilly:
350 ml de creme de leite fresco
50g de açúcar

Bombinhas:
Em uma panela, ferva o leite e a manteiga. Junte a farinha e mexa durante um minuto. Fora do fogo, junte aos poucos os ovos.
Creme confeiteiro: Misture as gemas e o açúcar e mexa bem. Junte o amido de milho, despeje no leite fervendo e cozinhe durante três minutos. Coloque a baunilha e reserve.
Caramelo: ferva os ingredientes até obter uma coloração dourada. Não precisa mexer.
Chantilly: Bata o creme de leite e o açúcar, até ficar firme.

Montagem:
1. Numa assadeira untada, faça bolinhas da massa de bombinhas utilizando um saco de confeitar e um bico liso. Asse em forno aquecido alto até dourar. Reserve.
2. Recheie as bombinhas fazendo um pequeno furo em baixo de cada uma, caramele-as de um lado e coloque sobre uma superfície untada. Repita a operação do outro lado e coloque as bombinhas sobre a borda da massa folhada.
3. Recheie a torta com o restante do creme confeiteiro e decore com o chantilly.

Para colecionar
Brioches
(foto DIVULGAÇÃO)
(do meu caderno de receitas)
1 kg de farinha de trigo50 g de açúcar10 gemas100 g de fermento biológico200 g de manteiga1 pitada de sal400 ml de água, aproximadamente

1. Dissolva o fermento em uma parte do açúcar, e amasse bem.
2. Junte os demais ingredientes, trabalhando bem a massa até que se torne homogênea.
3. Deixe-a descansar por 40 minutos, ou até dobrar de volume.
4. Modele em bolinha do tamanho de uma de ping-pong. Coloque uma bolinha menor por cima. Coloque em forminha própria para brioche (ou se preferir faça um único brioche, usando a forma tradicional, de 22 cm de diâmetro), untada com manteiga e polvilhada com farinha de trigo.
5. Deixe descansar mais 40 minutos, pincele uma gema e leve para assar em forno médio (180°C) por cerca de 25 minutos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para comentar os posts.
(faça seu comentário ao final de cada post, no símbolo da canetinha).

Obrigada pela visita!

Lu