Gastronomia, culinária e outros interesses para os apaixonados
pelo prazer de cozinhar, comer bem e harmonizar.

Por Luciane Daux

quinta-feira, fevereiro 26, 2009

TREINAMENTO VIVENCIAL NA COZINHA!

(clique na imagem para ampliá-la)
O Treinamento vivencial na cozinha é uma ferramenta inovadora na gestão de pessoas na busca de motivação, aprimoramento e melhor desempenho, utilizada na Europa e USA com excelentes resultados.
A Komcorp com seu perfil arrojado firmou uma promissora parceria com a consultora gastronômica Luciane Daux e com a psicóloga Cristiane Ribeiro (colaboradora) que conduzem a vivência.
A experiência pode ser aplicada a uma equipe de colaboradores que através do trabalho gastronômico com um cardápio que envolve entrada, prato principal e sobremesa, desenvolve habilidades profissionais fundamentais no ambiente corporativo.

ObjetivosOferecer uma ferramenta inovadora em gestão de pessoas que oportunize motivação, aprimoramento e melhor desempenho no ambiente corporativo;

Desenvolver habilidades como planejamento, execução e avaliação, e enfatizar as habilidades de trabalho em equipe aonde a comunicação, o relacionamento interpessoal, tomada de decisão, assertividade são fundamentais para o alcance de objetivos comuns.

Público AlvoGrupos fechados com equipes de trabalho (nível gerencial e operacional).
Grupos abertos com profissionais interessados no desenvolvimento pessoal

Luciane Daux é consultora gastronômica, administradora de empresas pela UFSC, pós-graduada em marketing pela FESAG.
Cursou os módulos de cozinha regional italiana e cozinha toscana na Scuola di Cucina Cordon Bleu, em Florença, Itália.
Atua como empresária do ramo de prestação de serviços, há 26 anos. Apresentou programa de gastronomia pela TV Barriga Verde (SC) por sete anos. Colunista de gastronomia do Jornal Notícias do Dia.

Cristiane Ribeiro é psicóloga pela ULBRA e pós-graduada em Gestão Estratégica de Pessoas pelo SENAC.
Carreira direcionada a consultoria externa em Gestão de Pessoas atuando em empresas de diferentes segmentos na área de prestação de serviços e comércio. Experiência em orientação de carreira para profissionais e outplacement - recolocação de profissionais no mercado de trabalho para pessoa física e jurídica.
Atualmente é consultora interna da Komcorp Assessoria Empresarial e Contábil.
www.komcorp.com.br

quarta-feira, fevereiro 04, 2009

30/01/2009 - COZINHA DE ESTAR: COQUETÉIS!

Cores e sabores: coquetéis (foto divulgação)
Em 1988 assisti o filme Cocktail, estrelado por um Tom Cruise de 20 e poucos anos no papel de um ambicioso e apaixonado barman. Marcaram para mim o azul do mar da Jamaica, os drinks coloridos e a trilha sonora com Don’t worry, be happy. Desde então, cada vez que me deparo com uma bebida refrescante e colorida, sinto que o paraíso está perto.
Os coquetéis escondem um mistério, uma história, a começar pelo Nome. De onde vem? Alguns são óbvios, como Blood Mary (suco de tomate com vodka), mas groselha, suco de laranja, pêssego em calda e vodka, batidos com gelo, por que se chama Sex on The Beach?
O fato é que os coquetéis estão sempre na moda. São bonitos, refrescantes, alguns até sem álcool e vêm com um charme extra: um show particular do barman e sua coqueteleira.

Para Ler (foto divulgação)
Roberto Lando é engenheiro, gaúcho radicado em São Paulo. Professor universitário e escritor de fatos do cotidiano, é freqüentador assíduo da Choperia Baden Baden, em Campos do Jordão, onde fez da mesa 24 como uma extensão de sua casa na montanha. Inspirado nas histórias que presencia por lá, escreveu em 11 crônicas o Almanaque Baden Baden – Histórias, Salchichas e Choppes da Mesa 24, que será lançado no dia 07 de fevereiro, na Choperia. Como Lando diz, “são crônicas sobre a ótica de um belo copo de chopp”. Mas antes de mais nada é uma declaração de amor à sua Valéria, sua esposa.
Choperia Baden Baden. Rua Djalma Forjaz, 93. Vila Capivari, Campos do Jordão/SP. Fone [12] 3663 3610
http://www.badenbaden.com.br/

Novo cardápio do Bianco (foto divulgação)
Bianco Lounge Restaurant inaugurou, esta semana, cardápio bem montado com receitas autorais criadas pelo chef italiano Mauro Zanusso. São pratos contemporâneos, com clara tendência à gastronomia italiana do mediterrâneo: frutos do mar, legumes coloridos, manjericão. Destaque para a Saladinha de Mar com Arroz Preto e Panzanella Romana (foto): beleza, perfume, sabor e frescor num só prato. Os Maccheroncini (pasta fresca) com legumes e molho de berinjela foram uma surpresa deliciosa. Aos apreciadores das carnes vermelhas e sobremesas, o cardápio reserva boas escolhas.
Serviço:
Bianco Lounge Restaurant
Rua Bocaiúva, 1761, Centro.
Reservas [48] 3209-3777

No balcão com o
Barman Jorge André Barbosa
(foto Serginho Arrruda/divulgação)
Um drink novo na coqueteleira, ou o prato que inventou para agradar Sandrinha, sua esposa. É só encostar no balcão para a conversar fluir solta e divertida. Jorge tem 36 anos, dos quais há 10 é barman do Emporium Bocaiúva. São dele as sugestões de drinks de hoje.

Para colecionar
Júlia
(foto Denny Sach/divulgação)
½ dose de Vodka
½ dose de Curaçau Blue
1 dose de suco de abacaxi
1 ½ dose de champagne
½ dose de Granadine

1. Numa taça alta, coloque primeiro a Granadine.
2. Adicione o gelo.
3. Em uma coqueteleira bata o Curaçau Blue junto com a Vodka e o suco de abacaxi.
4. Coloque essa mistura na taça, por cima do gelo, e depois complete com o champagne.
5. Decore e sirva.

Mojito (foto Denny Sach/divulgação)
Hortelã a gosto
1 colher de sopa de açúcar
1 dose de rum
½ limão espremido
3 doses de água mineral com gás

1. Macere a hortelã com o açúcar num copo alto.
2. Adicione o suco de limão, o gelo, o rum e complete com a água com gás.
3. Decore e sirva.

terça-feira, fevereiro 03, 2009

23/01/2009 - COZINHA DE ESTAR: PICANHA!

Edição de 09/01/2009 - sexta-feira - Jornal Notícias do Dia (Florianópolis/SC)

Picanha!! (foto divulgação)
O churrasco nasceu no dia que o fogo foi descoberto. Mas ele ficou bom mesmo quando surgiu a picanha.
Aliás, li em algum lugar que o homem que inventou a picanha já tem lugar garantido no céu... com as bênçãos de 100% dos não-vegetarianos!
Na brasa, no espeto, na grelha, inteira, em fatias, em postas, filé, sanduíches, em tiras, mal passada ou ao ponto, é preferência nacional do fim-de-semana do brasileiro, como a feijoada.
Dizem que foi uma “invenção” paulista, do final dos anos 70, início dos 80... O fato é que este corte não existe na Europa, e chegou há pouco aos Estados Unidos, levado pela mão de brasileiros.
Eu sei, eu sei, isso não se faz. Não se publica essas fotos e receitas de picanha impunemente, sem pensar na agonia do leitor. Mas hoje é sexta-feira, início do fim de semana ...
Bom churrasco!

Saiba comprar (foto divulgação)
Quem gosta de cozinhar e de comer bem sabe que com açougueiro, assim como com peixeiro, deve-se estabelecer uma relação de fidelidade e confiança. Entendida a regra número um de qualquer relacionamento, você deve saber que uma boa picanha pesa até 1,1kg, e deve medir até 25 cm. Acima e além disso, você vai levar para casa coxão duro, que é a sequência do corte, por mais incrível que seja essa vizinhança, comparando-se maciez, sabor e preço.
Para calcular as quantidades, a base é de 500g para adultos e 300g para crianças, de carne crua (peso total incluindo ossos), fora acompanhamentos.


Você sabia ...
... que a palavra matambre vem do espanhol mata hambre (mata fome)? É a capa que recobre as costelas bovinas, e é muito saborosa. Usa-se recheada, depois de muito batida, pois trata-se de um corte duro.

Para ler (foto divulgação)
Churrasco – dando nome aos bois. István Wessel. Companhia Editora Nacional. 105 páginas. Segredos e técnicas para um bom churrasco, receitas de acompanhamentos, cálculo de quantidades, curiosidades e até sobremesas. Escrito com muito bom humor pelo grande mestre das carnes, Wessel, traz ainda excelentes ilustrações de Paulo Caruso. Somente no site http://www.wessel.com.br/ - R$ 33,00.

Rosés para o verão (foto divulgação – crédito Expand)
"Champanhes e vinhos espumantes são perfeitos para a temporada. Assim como alguns brancos e rosés", diz Mônica Rebelo, sócia de Hélcio Gleizer, na importadora Expand SC. Ele recomenda o Faive, italiano, um espumante rosé brut que mistura uvas Merlot e Cabernet Franc. "Esse tem a cara do verão e fica perfeito com um espaguete com camarão", recomenda. A prova que os vinhos não são exclusividade do inverno ou das temperaturas baixas, é que os rosés estão em alta, junto com brancos, nesta temporada. Vale a experiência: é refrescante e saboroso. A Expand oferece boa variedade de rótulos com excelente custo-benefício. Em dois endereços: na Rua Barão de Batovi (Centro) e também no Floripa Shopping, na Rodovia SC 401. Fone [48] 3333-1023.


Para colecionar (foto divulgação)
Picanha ao forno no sal grosso
1 picanha de cerca de 1,1 kg
2 colheres (sopa) de azeite de oliva2 kg de sal grosso2 clara1. Numa tigela, misture o sal com a clara. 2. Numa frigideira, sele a picanha no azeite de oliva, fritando por 2 minutos de cada lado, e reserve.
3. Espalhe aproximadamente 1/3 do sal numa assadeira, e coloque a picanha. Cubra-a completamente com o restante do sal, pressionando levemente. Não se preocupe: a carne ficará salgada no ponto certo.4. Leve para assar em forno bem (máximo) quente a 250ºC por cerca de 20 minutos, para obter a carne ao ponto.
5. Tire do forno.
6. O sal grosso vai ter se transformado em uma grossa camada. Quebre cuidadosamente a crosta de sal no momento de servir.
6. Rende 4 porções.



Picanha invertida recheada (foto divulgação)
1 peça de picanha com 1 a 1,1 kg4 dentes de alho amassadosSal 2 lingüiças calabresas picadas100g de queijo provolone em tiras3 colheres (sopa) de manteiga
3 colheres de sopa de salsinha1. Faça uma bolsa na picanha com uma faca bem afiada, começando da parte mais grossa, abrindo até quase chegar à ponta mais fina, sem perfurar do outro lado.
2. Coloque a mão dentro desta bolsa, e puxe a ponta mais fina de dentro para fora, invertendo a picanha, de modo que a gordura fique pelo lado de dentro da bolsa.
3. Misture o sal e o alho. Espalhe por dentro e por fora da picanha.
4. Pique a lingüiça sem a pele e misture com as tiras de queijo. Feche a peça com palitos de dente.
5. Misture a salsinha à manteiga e unte a picanha.
6. Leve à brasa bem quente, numa grelha de fechar, quando houver apenas brasas.
7. Deixe assando por 30 minutos de cada lado.
8. Fatie e sirva imediatamente.
Sinta-se à vontade para comentar os posts.
(faça seu comentário ao final de cada post, no símbolo da canetinha).

Obrigada pela visita!

Lu