Gastronomia, culinária e outros interesses para os apaixonados
pelo prazer de cozinhar, comer bem e harmonizar.

Por Luciane Daux

quarta-feira, dezembro 31, 2008

09/01/2009 - COZINHA DE ESTAR: EQUILÍBRIO

Edição de 09/01/2009 - sexta-feira - Jornal Notícias do Dia (Florianópolis/SC)

Equilíbrio (foto divulgação)
Segundo a Agência Reuters, em pesquisa realizada nos EUA, apesar de serem as mulheres quem mais fazem promessas de Ano Novo, são os homens quem mais as cumprem. Encabeçando a lista deles, “tornar-se uma pessoa melhor” aparece em absoluto reinado.
Já na lista das meninas, adivinhe? Acertou! Na quarta, dia 31/12, a leitora prometeu, assim como eu também: - “neste ano, vou fazer dieta”. Confesso que a minha intenção foi quebrada no dia seguinte, tentada por motivo mais que justo, começando com “c” e terminando com “e” (pois é, chocolate...). Porém, com dois dias de atraso, refaço a oração: neste ano, prometo me alimentar com mais equilíbrio. Pronto. Resolvida a questão de dialética, o pedacinho de chocolate passa a integrar minha dieta, sem culpa alguma.
E se, entre as promessas de 2009, você incluiu cuidar mais do seu espírito, além do corpo (e aqui incluo a saúde), siga em frente! Afinal de contas, dizem que os anos ímpares são sempre melhores, e que na intenção está o valor da ação.

Para aprender (foto divulgação)
Alimentos orgânicos X integrais X funcionais
Aprenda com a Nutricionista Jaqueline Cichoski a entender os rótulos e a fazer a escolha correta, na hora de levar saúde à mesa de sua família.

Alimentos orgânicos são produzidos sem agrotóxicos e/ou fertilizantes químicos (controle natural)

Alimentos integrais são principalmente grãos (cereais, leguminosas) não refinados (sem processo de retirada da película externa do grão, onde se encontram a maior parte de sais minerais e fibras do alimento)

Alimentos funcionais são os que apresentam propriedades terapêuticas na prevenção e/ou tratamento de enfermidades

“Ao falarmos em alimentos orgânicos, integrais e funcionais, estamos citando, respectivamente, a forma de produção (orgânicos), as formas de processamento para uso do alimento (integrais) e a aplicação terapêutica na alimentação (funcionais). A nutrição tem incentivado o uso desses alimentos por reconhecer a sua qualidade superior para a saúde. Mas como trabalhar esses conceitos na alimentação do dia a dia? Vamos “alinhavar” as 3 idéias da seguinte forma:

-Todos os alimentos integrais serão orgânicos se produzidos sem utilização de produtos químicos, e serão funcionais se adequados à prevenção e/ou tratamento de alguma patologia.

Portanto, os alimentos, antes de tudo, devem atender às necessidades de cada pessoa, procurando sempre a alimentação equilibrada e de boa qualidade. Não existe o melhor ou pior alimento, mas sim o mais adequado a cada indivíduo, levando-se em consideração as condições de saúde, estilo de vida, cultura e, acima de tudo, o prazer em comer algo que lhe faz bem.

Agradecimento:
Nutª Jaqueline Cichoski
Formada em Nutrição e Especialista no tratamento da obesidade
jaque_c@terra.com.br


Água: para manter a saúde e a beleza
(foto divulgação)
“As células de gordura contêm menor proporção de água que as demais células do organismo. Ao aumentar a proporção de água, tais células desestabilizam e tendem a se desfazer.O consumo diário e regular de água e sucos desintoxicantes nos ajuda a: • ingerir cerca de 100 calorias a menos em cada refeição; • acelerar a queima de calorias em cerca de 30%;• fazer uma faxina geral, ou seja, limpar as toxinas e venenos que prejudicam a saúde e o trabalho celular e; • diminuir significativamente a absorção de carboidratos e gorduras.
A recomendação é tomar um total de 2 litros de água/dia. Não é difícil alcançar essa meta. Pense em 3 sucos desintoxicantes/dia (750 ml), mais 2 garrafinhas de 500 ml (por perto), para tomar água sempre que lembrar, além do líquido naturalmente contido nas refeições.” (Conceição Trucom, química e cientista, em http://www.vegetarianismo.com.br/)




Para ler
Você é o que você come
(foto divulgação)
É o título do best seller da Dra. Gillian McKeith, publicado pela Editora Alegro, que os brasileiros conhecem dos canais de TV a cabo. O livro faz uma abordagem interessante sobre alimentação equilibrada, mostrando que uma receita com alimentos funcionais pode ser muito saborosa. Propõe cardápios variados e de fácil execução. Apesar de ser uma boa leitura, mantenho a recomendação da consulta de um profissional da área da saúde, para indicações terapêuticas. R$ 57 na WWW.siciliano.com.br e http://www.saraiva.com.br/



Colecione
Salada Light Antioxidante de Morangos e Pepinos
(foto divulgação)
2 xícaras (chá) de morangos limpos e lavados, cortados ao meio
3 pepino japoneses, sem casca, em rodelas
½ xícara (chá) de folhas de salsinha
1/3 xícara (chá) de suco de limão siciliano
1/3 xícara (chá) de azeite de oliva virgem
Folhas de alface
Sal a gosto

Misture o suco de limão, o sal e o azeite de oliva. Reserve.
Corte o morango ao meio. Junte ao pepino e às folhas de salsinha.
Sirva sobre as folhas de alface, temperando com o molho.
Se desejar, inclua alguma proteína animal como atum, kani kana, queijo branco, etc.
Tanto o morango quanto o pepino são ricos em fibras, e têm bem poucas calorias. O morango é riquíssimo em vitamina C, e o pepino, em potássio.

Mousse light de mamão papaia (foto divulgação)
1 mamão papaia maduro1 envelope de gelatina em pó, incolor e sem sabor4 claras em neve4 colheres (sopa) de leite em pó desnatado2 envelopes de adoçante em pó
1 colher (sobremesa) de suco de limão

1. Desmanche a gelatina em 1/3 de xícara de água fria. Leve ao microondas por 15 segundos e reserve.
2. Tire a casca e as sementes do mamão, e leve-o ao liquidificador, com a gelatina, o leite em pó, o adoçante e o suco de limão. Bata até obter um purê liso.
3. Transfira para uma tigela, e misture às claras em neve, delicadamente.
4. Coloque em duas taças individuais, leve para gelar por 3 horas, e sirva, decorado com folhas de hortelã.
5. O mamão papaia é rico em vitamina C e em licopeno, dois importantes antioxidantes (o licopeno ajuda, inclusive, a combater o câncer de próstata).

Salada de arroz integral e atum (foto divulgação Arroz Urbano)
2 xícaras de chá de arroz integral cozido
1 lata de atum escorrida
1 xícara de chá de tomates cereja
1 cenoura média
½ xícara de chá uvas passas escuras, sem sementes
1 maçã vermelha com casca
½ pimentão verde
½ xícara de chá de salsinha picada
½ xícara de chá de nozes
sal a gosto

Molho:
4 colheres de sopa de suco de limão
4 colheres de sopa de azeite de oliva
1 colher de sopa de mostarda amarela
sal a gosto
pimenta do reino moída a gosto

Corte os tomates cereja ao meio, e a cenoura em tirinhas. Escorra o atum, e reserve. Corte a maçã em dadinhos, e o pimentão verde em tirinhas.
Misture os tomates, a cenoura, as uvas passas, a maçã, o pimentão e o arroz, que deve estar bem soltinho e frio.
Monte num prato, coloque por cima lascas de atum, e polvilhe com as nozes. Sirva junto com o molho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se à vontade para comentar os posts.
(faça seu comentário ao final de cada post, no símbolo da canetinha).

Obrigada pela visita!

Lu